Recursos Humanos

5 dicas para gerir colaboradores com menos stress

Não há dúvida que os vossos colaboradores são o recurso mais valioso mas a gestão de recursos humanos é uma tarefa complexa. Gerir a vossa equipa de forma a criar participação dos colaboradores é importante pois pode ter um impacto direto nos vossos resultados.

 

Um estudo da Deco, publicado em outubro de 2018, demonstra que um em cada três trabalhadores corre o risco de burnout, ou seja, esgotamento. Metade dos inquiridos indicaram falta de apoio por parte dos supervisores em situações de stress e, nestes casos, o risco de burnout sobe para 50%.

 

Gestão de equipas pode ser stressante mas atentar à cultura de trabalho que estão a criar pode trazer melhorias impactantes na vida da vossa equipa. Uma equipa saudável, equilibrada e apoiada trará melhores resultados. Aqui temos algumas dicas em como melhorar esses processos.

 

  1. Escolham o software certo para as vossas necessidades

 

O software deve trabalhar convosco e não contra vós. Processamento de salários, gestão contratural, de independentes e de obrigações legais pode ser algo entregue à automatização de um software de gestão de Recursos Humanos. A mobilidade de um serviço na cloud oferece mobilidade e acessibilidade a partir de qualquer lugar. O tempo poupado na agilização destes processos pode ser investido de novo na gestão de talento e na dimensão humana deste tipo de gestão, potenciando a felicidade e envolvimento dos vossos colaboradores.

 

A escolha correta de Recursos Humanos pode acelerar muitos processos na vossa empresa. Descubram as ofertas de software da Sage Recursos Humanos.

 

  1. Encorajem a vida fora do escritório

 

Pessoas equilibradas são colaboradores mais felizes, que, por sua vez, serão mais produtivos. Incentivem os vossos colaboradores a retribuírem para a sociedade. Como sabemos, as melhores chefias lideram pelo exemplo portanto considerem apresentar oportunidades de voluntariado em que estejam envolvidos e demonstrar como é gratificante envolver-se na vossa comunidade.

 

  1. Sejam o paladino dos vossos colaboradores

 

Objetivos de trabalho são essenciais para estabelecer necessidades e manter motivação e produtividade. Da mesma forma, é interessante que mantenham metas fora do escritório. Encorajamento deste tipo passa por um conhecimento humano dos interesses individuais dos vossos colaboradores. Num passo seguinte, podem ajudar a criar metas concretas que levem os vossos colaboradores um pouco mais perto dos seus objetivos. Se alguém quer participar numa maratona, por que não propor ao escritório inscrever-se em grupo como companhia?

 

  1. Reconheçam que o reconhecimento é uma moeda valiosa

 

Sejam específicos ao apreciarem um trabalho bem feito. Destacar o sucesso de um colaborador deve ser um momento de celebração para o colaborador em questão, além de ser um momento de aprendizagem para outros. Este tipo de avaliações ajudam a criar uma cultura de trabalho saudável. Colaboradores que se sentem valorizados tendem a trabalhar mais afincadamente.

 

  1. Não sejam investigadores

 

Os vossos colaboradores têm uma função a desempenhar e não é uma microgestão que acelerará o seu trabalho. Confiem que os vossos trabalhadores conseguirão atingir os seus objetivos pois demasiado acompanhamento pode dar a sensação de estarem a ser seguidos por um detetive e pode levar a ressentimento.

 

Estabelecer objetivos concretos é ideal para medir produtividade. Dessa forma, elimina-se desentendimentos sobre ideais e métricas para os medir e os próprios colaboradores conseguem monitorizar a sua performance e ajustar-se face a dificuldades que surjam.

 

Empatia é o traço mais importante num líder e que mais vai refletir nas vidas dos trabalhadores que chefie. Um colaborador que se sinta compreendido e valorizado tem uma dedicação redobrada ao trabalho. Com uma mente aberta e empática e estas dicas, podem acabar com o stress da gestão de equipas.

 

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe um comentário