BMS Gestão de Empresas

As empresas e Big Data: o desafio da interpretação

Uma das questões que as empresas colocam neste momento, envolve a utilização de Big Data. Apesar das empresas terem investido de forma substancial na aquisição de Big Data, as decisões tomadas não se tornaram mais corretas, nem mais inovadoras.

Tricia Wang, trabalha em etnografia relacionada com tecnologia, e recorda os antigos gregos na forma como se dirigiam ao Oráculo em busca de respostas, com a nossa presente obsessão para alcançar decisões corretas tendo por base a Big Data.

As questões humanas transformam-se mas não mudam completamente, continuamos a não querer errar nas decisões que tomamos, continuamos a desejar sentir segurança em relação às consequências das ações.

A fragilidade da Big Data.

Esta autora cita uma experiência pessoal,  enquanto trabalhou para o gigante da Nokia em 2009. Embora tivesse reunido informação de que mesmo nos mercados emergentes como o da China, a grande ambição a nível tecnológico para a maioria das pessoas, era adquiri um IPhone.

A Nokia terá ignorado o seus relatórios por não ter informação estatística que colaborasse as suas observações, o que se explica por a reunião de informação estar a ser realizada no sentido de otimizar o modelo de negócio existente e de a autora estar a relatar algo que ainda não tinha efeitos quantificáveis. Com este exemplo, Tricia Wang ilustra como muitas vezes as empresas descartam informação que não encaixa no contexto conhecido.

O comportamento humano, o grande desafio.

Os sistemas mais difíceis de quantificar relacionam-se com o comportamento humano. As condições ambientais mudam o  tempo todo, criando um ciclo inacabado. É comum as empresas terem a ilusão de que o acesso a Big Data lhes dá toda a informação. Para alem da informação recolhida o grande desafio será sempre interpretar os dados e harmonizar com informação qualitativa.

Temos uma crença quase inabalável em toda a informação quantificável mas pouca fé em dados qualitativos, ou thick data. Esta tendência é bastante perigosa para as organizações, por vezes cegas ao desconhecido e excessivamente confiantes, acabam por tomar decisões erradas.

O grande desafio passa por conseguir integrar dados qualitativos juntos dos quantitativos, pensar sobre o que falta nos modelos construídos. O Big Data é uma grande conquista para as empresas, agora segue-se uma segunda fase do desafio que passa por usar melhor estes instrumentos.

O software Sage X3 é adaptável à realidade de cada empresa e que pode incluir o Sage X3 Data Management and Analytics, que oferece aos utilizadores um hub para a gestão de informações a partir de todas as fontes e modelos de dados incorporados para a elaboração de relatórios e para que seja mais fácil a tarefa de interpretação dos dados reunidos.

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe um comentário