All Posts By

SAGE

BMS Gestão de Empresas

4 Medidas que pode tomar para proteger a sua empresa numa próxima crise

Costuma-se dizer que existem duas coisas inevitáveis na vida, pagar impostos e morrer, mas outra certeza que podemos ter, é que tudo se transforma. Seja na vida pessoal, sentimental ou profissional, a transformação é sempre uma certeza.

Se trabalhamos na área financeira, os mercados estão sujeitos a grandes mudanças. Quando a economia está deprimida, só pode melhorar e quando está em alta, é uma questão de tempo até descer. A todas estas mudanças um empreendedor tem de estar atento, mas há que aceitar que por vezes nem os grandes analistas são capazes de antever uma crise.

Estar mentalmente preparado.

Em tempos de incerteza, a atitude mental é muito importante. Não entrar em pânico é fundamental para conseguir detetar oportunidades, se necessário recorrendo à prática de meditação ou artes marciais.

Salvaguardar uma situação financeira com liquidez.  

Manter uma reserva estratégica de dinheiro, permite que se aproveitem oportunidades inesperadas. Em caso de crise, é o único valor que conta, os investimentos desvalorizam, como observamos na última crise econômica em relação ao imobiliário.

Diversificar os negócios e apostar em fontes alternativas de rendimento.

A diversificação permite um portfolio de negócios mais equilibrado, se um negócio é afetado por uma situação em particular, negócios em outras áreas podem ter ao mesmo tempo, um outro comportamento oposto.

Com um software de ERP como o Sage X3, podem diversificar as áreas de negócio mantendo todo o controlo. Escolher o Sage X3 significa apostar no crescimento da vossa empresa e gerir uma organização ágil.

Rodeiem-se com as pessoas certas.

Um empreendedor deve apoiar-se em outras pessoas que o possam ajudar a orientar os seus negócios. É importante criar uma rede de contactos, de aconselhamento e partilha de estratégias.

Todos os mercados têm um tempo próprio e apreender a navegar através dos diferentes momentos, é essencial.  A economia vai ser sempre volúvel, e o melhor que um empreendedor pode fazer, é preparar-se, tomando os passos sugeridos neste artigo.

 

 

 

 

BMS Gestão de Empresas

Planear o futuro: a importância de ter um plano B

Acreditar nos próprios projetos, não significa que não se deva ter um plano B. Quer trabalhemos a tempo inteiro, em part-time, ou estejamos a tentar lançar o nosso próprio negócio, devemos ter sempre em conta as quatro sugestões que se seguem.

Definir objetivos.

Estabelecer um plano B é compreender plenamente as opções disponíveis e aquilo que desejam fazer. É importante investigar o máximo de informação possível sobre  área em questão. Depois de reunir toda a informação necessária, criem um plano de ação realista, possível de ser conjugado com outras tarefas do dia à dia.

Gerir o tempo.

Devemos procurar encontrar formas de trabalhar melhor, não mais. Tal só é possível com uma abordagem criativa, organizando as tarefas por prioridades, esquecer as tarefas menos urgentes. Monitorizem os vossos horário, mantendo os vossos objetivos em vista, e definam qual o sentido do sucesso para si.

Nem sempre é boa ideia sacrificar o sono para realizar mais tarefas, a longo prazo o cansaço irá começar a diminuir a capacidade de concentração. Dormir entre sete a nove horas por noite, é o ideal para que o corpo e a mente possam recuperar plenamente.

Poupar tempo com um ERP.

Com um software de ERP, com Sage 100c, não há necessidade de instalar atualizações ou investir em servidores. A informação da empresa está toda em Cloud, com backup garantido, seguro e com acesso de qualquer lugar.   Estas características permitem uma substancial poupança de tempo.

Expetativas realistas.

Um empreendedor necessita de uma rede de apoio, saiba se pode contar com os seus amigos e familia, e sejam flexíveis. Mantenham em mente a necessária adaptação do plano, mudando de direção ou dedicando mais tempo ao vosso empreendimento, caso esteja a ser bem sucedido.

Colocar mesmo que apenas algumas destas ideias em prática pode fazer a diferença. Nem sempre adoptar novos hábitos é simples, mas com prática e determinação, é possível estabelecer um plano B , bem sucedido.

 

Contabilidade

Gerir bem as finanças pessoais, para melhor gerir a sua empresa

Aprender a gerir o nosso dinheiro é um dos passos mais importantes na vida adulta, se não conseguirmos cedo encontrar boas rotinas, dificilmente vamos criar uma empresa com uma boa gestão de recursos.

Neste artigo vamos abordar alguns cuidados importantes a ter em conta, para manter desde o inicio uma saúde financeira.

Recorrer ao crédito com cuidado.

É muito útil poder recorrer ao crédito bancários, mas apenas se for um apoio pontual. As novas gerações recorrem ao crédito para comprar quase tudo, de roupa a entretenimento, enquanto que a geração dos seus pais, usava para compras pontuais, obras, viagens e investimentos maiores. Devem tentar seguir um orçamento, de forma a manterem taxas baixas.

Investir está ao alcance de todos.

Não é necessário ter muito dinheiro para investir, em ações ou outros produtos financeiros. De certa forma, serve como poupança e não é necessário correr riscos elevados.

A importância de ter poupanças.

Estudos que indicam que esta geração não prima pela poupança, algo que estará relacionado com os valores e forma de viver, mas também com uma diminuição dos salários em relação à geração dos seus pais. Um acidente ou evento inesperado, pode levar a esgotar as poupanças em pouco tempo.

Evitar grandes investimentos.

Adquirir um carro não é um bom investimento, são bens que desvalorizam rapidamente e como tal, deve ser uma compra que não deve ser apressada. Os carros são uma constante fonte de surpresas e a manutenção gera grandes despesas. De qualquer forma, se considerarem essencial, não devem ultrapassar 20% dos rendimentos.

Empréstimos perigosos.

Empresas que oferecem crédito fácil, devem ser evitadas. As taxas podem chegar aos 400%, sendo comum que a consequência seja a bancarrota. Não é difícil, entrar em incumprimento e criar uma dívida.

Finanças pessoais e empresariais em ordem.

Para dar ordem às finanças da sua empresa, é importante contar com um software de contabilidade. Fácil de usar tanto para pequenas como grandes empresas, Sage for Accountants ajuda as empresas na sua contabilidade geral, analítica e financeira. Bons hábitos na gestão pessoal das finanças, pode ser considerado o primeiro passo para gerir de forma equilibrada as finanças da sua empresa, conte com o apoio de um software e consiga resultados surpreendentes.

 

 

 

 

Faturação

A produtividade das empresas: aproveitar o melhor de todos os colaboradores

É comum pensar-se que o desenvolvimento profissional individual, e das empresas, passa pela competição intensa. Na verdade existem pessoas bem sucedidas que encontram entusiasmo na descoberta e inovação, ou no trabalho com outras pessoas criativas.

Incentivar a competição desenfreada só conduz a um ambiente de trabalho agressivo, disfuncional e um enorme desperdício de talento. Está na altura de questionarmos se é realmente a única forma, e se as pessoas muito produtivas, com poder e talento para serem produtivas têm de diminuir os seus colegas de trabalho.

Experiência sobre produtividade.

Uma experiência do MIT demonstrou numa experiência com grupos de voluntários, a quem foram atribuídos a resolução de problemas, que os grupos melhor sucedidos não fora os que tinham alguns elementos com um Q.I elevado.

Na verdade os grupos com mais produtivos tinham três características em comum: sensibilidade social entre os vários membros, uma partilha do tempo semelhante (nenhum elemento monopolizou o tempo), e a presença em número superior de mulheres.Em relação ao terceiro ponto, não se sabe ainda se é devido a terem geralmente pontuação melhor a nível de empatia, ou se trouxeram uma perspetiva diferente.

Podemos afirmar com segurança, que parte da produtividade resulta do fluir de ideias, de uma disponibilidade para trocar entreajuda. Por vezes os elementos da mesma equipa não se conhecem, estão tão focados individualmente nas suas tarefas, que não procuram apoio da equipa na resolução de problemas.

Na Suécia aboliram a possibilidade de se levar o café para a mesa de trabalho, desta forma todos comparecem para um momento de pausa a que chamam de fika. Mais que um momento para beber café, um momento de descontração e relaxamento entre colegas de trabalho.

O Capital Social.

As empresas não têm ideias, apenas as pessoas têm ideias e o que as motiva realmente são os laços que criam entre si. Podemos descrever como Capital Social, o apoio e interdependência que é construída numa relação de trabalho com confiança. Este capital é o que torna a as comunidades e empresas resilientes, e com uma maior resistência a situações de stress.

Competições de talento, criar rivalidades entre colaboradores, têm um efeito contrário. Mesmo a motivação baseada apenas em recompensas financeiras, por vezes conduzem a um desgastar das relações e mais atritos.

Apostar no Capital Social.

Apostar em software de faturação, com Sage 50c com o Ecossistema Connected, estabeleçam uma comunicação privilegiada entre a empresa, contabilista, autoridade tributária e clientes. Lembrem-se do valor do capital social da empresa, e invistam num melhor relacionamento entre

Precisamos de todos para resolver os desafios do nosso tempo, e as soluções surgem de contribuições inesperadas. Todos têm o seu valor e só quando reconhecemos este facto, podemos criar a energia e criatividade que revoluciona empresas e o mundo em que habitamos.

BMS

6 Pontos a ter em conta para uma boa liderança

Existem erros que não podem ser cometidos, que podem comprometer todo o trabalho de uma boa liderança. Neste artigo vamos abordar seis pontos fundamentais que fazem a diferença para uma boa liderança.

Tratamento equilibrado da equipa.

Cada pessoa tem suas particularidades e essa individualidade deve ser respeitada. Por isso, é importante que o líder tenha uma boa visão da equipa, entendendo o perfil de todos os colaboradores que fazem parte dela. É importante que as críticas e elogios sejam transmitidos de forma adequada a cada pessoa. Esta é a melhor forma de evitar a desmotivação e conseguir conquistar a confiança de toda a equipa.

Ser coerente.

Um líder deve ser um exemplo de coerência entre as suas ações e palavras. Desta forma, estará a exigir a mesma atitude dos colaboradores e a estabelecer um padrão de comportamento.

Partilhar conhecimento.

Um líder não deve guardar o conhecimento apenas para si, deve compartilhar experiências e mostrar o que os colaboradores podem fazer. É um sinal de segurança e ajuda a criar um canal de comunicação para sanar dúvidas e trocar ideias.

Investir no desenvolvimento dos colaboradores.

O líder deve auxiliar o desenvolvimento profissional da equipa. Ignorar essa necessidade faz com que os colaboradores se sintam desmotivados e dificulta a retenção dos melhores talentos. Depois de definidos os objetivos, cabe ao líder fazer um acompanhamento constante para verificar se o desenvolvimento está a ser conforme o esperado.

Contar com um software de ERP.

Um bom líder deve contar com um bom software: com Sage 100c é mais fácil controlar a evolução da empresa, as obrigações legais e ter uma visão global de todo o negócio.

Saber escutar.

Guardem tempo para ouvir atentamente os vossos colaboradores – com abertura a sugestões -, mas filtrando o que pode ou não ser aplicado. Mesmo que a sugestão não seja útil, há que tratar com consideração os colaboradores pela a sua participação.

A falta de tempo e a pressão levam a que alguns empreendedores esqueçam estes pontos: a boa liderança e motivação são essenciais para o sucesso de qualquer empresa e não devem ser colocadas em segundo plano.