All Posts By

SAGE

Sage Faturação

Reduzir o tempo gasto em processos administrativos e fazer crescer o negócio

Um empreendedor inicia o seu projeto inspirado por uma grande paixão, mas pode ter que a relegar para segundo plano, quando começar a gerir o seu negócio. O trabalho administrativo é um dos grandes desafios na área empresarial, sendo cansativo e por vezes pouco motivador.

Burocracias que pesam sobre as pequenas empresas

Um estudo feito, no Reino Unido, aponta que pequenas empresas gastem 71 dias por ano em trabalho administrativo. Estima-se que o custo ronde as £ 35 600 (aproximadamente €40 000), incluindo neste valor a despesa com o processamento de salários.

As pequenas e médias empresas sentem uma pressão ainda maior em resultado das dificuldades operacionais. Estima-se que consumam cerca de 120 dias por ano em trabalho administrativo, contabilístico e em tarefas de recrutamento.

Formas de diminuir o consumo de tempo em tarefas administrativas

As PME podem cortar custos e superar dificuldades, adotando várias estratégias com o objetivo de libertar tempo para uma maior dedicação ao crescimento do negócio.

A informatização de procedimentos evita erros humanos e liberta os colaboradores para outras tarefas. É extremamente recomendável que as empresas diminuam ao máximo o uso de documentação em papel.

Um software de faturação permite uma automatização de tarefas, com um aumento da eficácia. A Sage tem várias soluções de faturação para uma automatização de processos, de acordo com as necessidades de cada empresa.

Outra forma de economizar tempo, passa pelo outsourcing, ou seja a identificação de quais as tarefas a entregar a colaboradores externos. Para que este processo seja bem-sucedido, a informação a ser trabalhada deve ser alvo de uma preparação prévia.

A Cloud trouxe uma enorme revolução tecnológica, facilitando a partilha de documentação com toda a segurança. Encurta distâncias e facilita a mobilidade no trabalho, permitindo o acesso a vários utilizadores em simultâneo.

Na origem de todas as pequenas empresas, está o desejo de inovar, mesmo correndo riscos. As novas tecnologias estão ao lado dos empreendedores, facilitando a gestão de tempo e a poupança de recursos financeiros, para que atinjam melhores resultados, e consigam vingar num mercado competitivo.

Contabilidade

Regime Contributivo de Segurança Social dos Trabalhadores Independentes – RCTI

1 – ONDE  se  encontra  estabelecido  o  novo  REGIME  CONTRIBUTIVO  DOS TRABALHADORES INDEPENDENTES – RCTI?

  • No Decreto-Lei n.º 2/2018, de 9 de janeiro.

2 – O QUE SE PRETENDE com este novo Regime dos Trabalhadores Independentes (TI)?

  • Combater a precariedade nas relações laborais, tendo como perspetiva a promoção do desenvolvimento social;
  • Preservar da dignidade do trabalho;
  • Aumentar a proteção social dos trabalhadores independentes;
  • Estabelecer maior equilíbrio entre deveres e direitos contributivos do TI;
  • Criar uma proteção social efetiva que melhore a perceção de benefícios, contribuindo para uma maior vinculação ao sistema previdencial de segurança social;
  • Melhorar a perceção de benefícios, contribuindo para uma maior vinculação ao sistema previdencial de segurança social.

3 – COMO se caracterizam as novas regras para os TI?

A novas das regras para determinação do montante de contribuições a pagar pelos TI passam a ter como referencial os meses mais recentes de rendimento.

Para este efeito é criada uma obrigação declarativa que os TI tem de cumprir em Janeiro, Abril, Julho e Outubro.

A primeira declaração a entregar será em Janeiro de 2019 com a informação dos rendimentos obtidos nos meses de Outubro, Novembro e Dezembro de 2018. Esta nova obrigação do TI, efetuada exclusivamente no Portal da Segurança Social, pretende uma maior aproximação temporal da contribuição a pagar aos rendimentos relevantes recentemente auferidos

4 – Quais os TI que estão isentos de contribuir e de entregar a Declaração Trimestral?

  • Os que sejam simultaneamente pensionistas de invalidez ou velhice, nacionais ou estrangeiros, e a atividade como independente seja legalmente cumulável com as pensões;
  • Quando sejam simultaneamente titulares de pensão resultante da verificação do risco profissional e que sofra de incapacidade igual ou superior a 70%.

5 – É possível substituir uma Declaração Trimestral (DT)?

SIM.

A DT entregue em Janeiro, pode ser substituída de 1 a 15 de Fevereiro.

A DT entregue em Abril, pode ser substituída de 1 a 15 de Maio.

A DT entregue em Julho, pode ser substituída de 1 a 15 de Agosto.

A DT entregue em Outubro, pode ser substituída de 1 a 15 de Novembro.

6 – As empresas que paguem rendimentos a TI (Serviços ou Compra de bens), designadas como Entidades Contratantes (EC), também passam a ter novas regras?

SIM. Entidades Contratantes (EC) de quem os TI tenham forte ou total dependência passam a ter de contribuir se a dependência for superior a 50% dos rendimentos do TI (atualmente só tinham de contribuir se a dependência fosse superior a 80%).

7 – Como se determina o rendimento relevante que fica sujeito a contribuição?

O rendimento relevante sujeito a contribuição é:

  • 70% do valor total das Prestações de Serviços declarados na Declaração Trimestral;

e/ou

  • 20% do valor total da produção e venda de bens (Ex: Atividades Hoteleiras e Similares, Restauração e Bebidas).

8 – Passam a existir valores mínimos de contribuição mensal?

SIM. Foi definido um valor mínimo mensal (20€) que deverá ser pago entre o dia 10 e 20 do mês seguinte.

Se na declaração a entregar em Janeiro de 2019, o TI declarar que em Outubro, Novembro e Dezembro de 2018 não obteve rendimentos, após a entrega da declaração será gerada uma referência para pagamento de 20€ a efetuar entre o dia 10 e 20 dos meses de Fevereiro, Março e Abril.

9 – Quais são as novas taxas contributivas dos TI?

  • 4% para os TI e respetivos cônjuges.
  • 2% para os Empresários em Nome Individual (ENI) e respetivos cônjuges.

10 – Se um TI tiver contabilidade organizada as regras são as mesmas?

Depende da opção que venham a fazer.

Está previsto que a Segurança Social notifique os TI com contabilidade organizada em OUTUBRO (o mês que está a decorrer) e em NOVEMBRO o TI com contabilidade organizada opta se pretende passar a entregar a Declaração Trimestral (DT) ou se quer continuar no regime da contabilidade organizada também para efeitos de Segurança Social.

Caso queira manter-se no regime de contabilidade organizada a sua base contributiva mensal será igual a 1/12 do lucro tributável declarado, para efeitos fiscais, em 2018 referente a 2017.

Nota: O próximo texto será dedicado às entidades que pagam rendimentos a TI ou a ENI.

 

 

 

 

Lisboa, 5 de outubro de 2018

Bruno Lagos, Licenciado em Organização e Gestão de Empresas; Mestre em Auditoria Contabilística; Nos últimos 25 anos técnico superior na Administração Fiscal Portuguesa.

Sage Enterprise Management

Como motivar a equipa após o período de férias?

O regresso ao trabalho depois de um período de férias pode ser difícil, afetando o ritmo de trabalho. Existem medidas que podem ser adotadas pelos gestores e que ajudam a que esta transição seja mais suave, com menos impacto na produtividade da empresa.

Efeitos do regresso pós-férias

Se os colaboradores parecem demonstrar falta de concentração, stress e irritação, quando não estão a enfrentar uma situação de cansaço extremo, é possível que estejam a reagir ao regresso de férias.

Uma deficiente adaptação à ordem e rotina da empresa no regresso do período de férias pode suscitar aqueles sintomas. Trabalhadores menos resistentes ao stress e com menor tolerância à frustração são mais suscetíveis de passar por esta fase.

Alguns passos para prevenir estas reações dos colaboradores

  •  Criar um ambiente acolhedor, com luz e conforto, no qual a equipa se sinta bem.
  • Os primeiros dias devem ser um tempo de revisão das tarefas mais urgentes.
  • Criar momentos de coaching individual ou de grupo, com dinâmicas motivacionais.
  • Criar um sistema de incentivos ou prémios pelo cumprimento de metas estabelecidas.
  • Um software de ERP para uma gestão de equipas.

Gerir o fluxo de trabalho de forma mais eficiente através de um software de ERP  permite uma visão mais equilibrada da empresa. E assegura uma melhor gestão da colaboração entre equipas e um aumento da produtividade.

O resultado destas medidas é uma empresa com colaboradores mais felizes, com uma maior produtividade e com clientes mais satisfeitos com os produtos ou serviços proporcionados.

Recursos Humanos

Como encorajar a criatividade dentro da empresa

As empresas têm de se manter inovadoras para continuarem a ser competitivas no mercado. Esta ideia conduziu a que se começasse a questionar quais os elementos decisivos na criação de um ambiente inovador.

Como se caraterizam os inovadores?

Normalmente associa-se a criatividade a pessoas enérgicas e comunicativas mas a investigação veio demonstrar que a ideia do criativo com uma personalidade expansiva não corresponde na maioria dos casos à realidade. Muitos dos criativos podem ser descritos como pessoas introvertidas.

Um bom recrutamento

É importante recrutar colaboradores com interesse por resolver problemas específicos das funções que irão assumir no seio da empresa. E que, de preferência, sintam um envolvimento pessoal com os temas que irão trabalhar.

Promover um ambiente são

A liberdade de expressão de opiniões, sem receio de represálias, parece ser um dos factores favoráveis que é possível identificar. Um ambiente saudável promove a capacidade de aprendizagem e a descoberta de soluções criativas.

As equipas em que todos os elementos participam em grau semelhante alcançam em geral melhores resultados que as dominadas apenas por um ou dois elementos criativos.

Valorizar o trabalho de equipa

Para valorizarmos o trabalho de equipa, é importante conseguir realizar um bom acompanhamento. O software da Sage Recursos Humanos auxilia as empresas no acompanhamento de equipas, seja através de uma política de formação, seja melhorando a gestão de talentos ou identificando o colaborador certo para cada função.

Em resumo

Nestes termos, pode-se afirmar que as melhores equipas não dependem de um único elemento brilhante mas da boa colaboração entre elementos diversos.

 

 

 

Sage Faturação

Aprender a descansar: dicas para uma maior produtividade

Uma das principais aprendizagens que um empreendedor deve realizar, passa por saber quais são os seus limites físicos e psicológicos, encontrando formas de superar o cansaço e sabendo quando é imperativo repousar.

No artigo de hoje, vamos ver algumas dicas para um melhor autoconhecimento, de forma a que durante a semana de trabalho consigam um rendimento ótimo.

O autoconhecimento como primeiro passo

O primeiro passo é aceitar a sensação de desconforto. As pessoas que reconhecem as suas emoções negativas, em vez de as tentarem eliminar de imediato, acabam por desenvolver uma capacidade de resistência maior.

A maioria das pessoas não conseguem relaxar de forma instantânea, e é mais fácil conseguir intervir nas emoções se as reconhecermos e aceitarmos.

Diminuir as fontes de stress

Não consultar o e-mail ou as redes sociais parece um passo lógico no sentido de manter afastado tudo o que possa criar uma sensação de urgência e passar uma sensação de stress.

As redes sociais consomem tempo e não são uma fonte de relaxamento. É importante serem vigilantes, de forma a controlarem o tempo dedicado a estas atividades.

Exercícios de relaxamento

 Reservem 10 minutos em cada dia para que se concentrarem apenas na respiração. Desliguem todas as fontes de distração, seja o telemóvel ou notificações de e-mail. Este exercício tem efeitos relaxantes.

Seja com a prática de Mindfulness, enquanto executam tarefas simples, como cozinhar e arrumar, ou praticando uma forma de meditação mais tradicional, o objetivo é manter a concentração em apenas uma coisa.

Respeitar os horários de descanso

É natural sentirmos a tentação de continuar a trabalhar durante o fim de semana para completar tarefas, ou conseguir adiantar algum projeto. O resultado a longo prazo desta forma de viver e trabalhar, uma sensação de cansaço persistente e dificuldades cognitivas. Por vezes, também ocorrem sintomas de instabilidade emocional num quadro de esgotamento ou burnout.

Maior simplicidade e eficiência com um software de faturação

Aproveitar bem o tempo e aumentar a produtividade da empresa com um software de faturação é uma das formas de não se sentirem tão pressionados para trabalhar em momentos de descanso.

Com um software de Faturação Sage aumente a eficiência, automatizando as tarefas administrativas. A Sage tem várias opções para as vossas empresas, consultem a nossa página para conhecerem todas as alternativas em software, adaptado às necessidades de cada empresa.