A navegar na categoria

Faturação

Faturação

Estabelecer uma marca: coerência e persistência

Estabelecer uma marca forte é essencial no momento em que vivemos, há quem acredite que todo o futuro de um empreendimento depende deste elemento. Existem tutoriais e conferências sobre como alcançar uma marca forte, muitas vezes esquecendo que uma marca forte só pode existir se tiver um forte conteúdo por base.

Antes de estabelecer uma marca forte, há que construir o que irá alimentar a marca. O grande desafio consiste em manter o interesse do publico ao longo do tempo. Neste artigo vamos analisar cuidados a ter, antes da criação de uma imagem de marca.

Estabelecer uma marca pessoal.

O primeiro passo é o desenvolvimento de conteúdo para essa marca, que consiga transmitir autenticidade, e uma voz pessoal. Se o trabalho for interessante e despertar a atenção, então a marca será naturalmente mencionada. É mais comum do que pensamos, os empresários sentirem alguma confusão em relação aos seus objetivos, e mesmo assim investirem na promoção da marca.

Há que deixar amadurecer os projetos, com um olhar critico e atento, procurando o seu melhoramento antes de uma exposição massiva.

Coerência nos conteúdos.

Persistir na apresentação de conteúdos coerentes, com um nível de qualidade estável, é essencial para manter a atenção da audiência. Há que encarar que a conquista de uma audiência é um processo demorado, e os primeiros tempos podem ser de pouco ou nenhum retorno financeiro. Não basta fazer bem, há que manter a qualidade da produção.

Encontrar o nicho certo.

O desenvolvimento de conteúdo e o desabrochar do próprio projeto irá abrir um caminho para o espaço ideal dos vossos negócios. Encontrar um espaço que combine entre os interesses pessoais, a experiência acumulada, e a necessidade ou curiosidade da audiência.

Projetos que ambicionam melhorar e crescer.

Todos os empreendedores empenhados no crescimento do seu projeto, devem contar com um software como Sage 50cloud, que contemple as necessidades de uma empresa em mudança. Com integração do Office 365 tenham acesso ao escritório a partir de qualquer lugar.  

Mais que um programa de faturação, as suas características adaptam-se às necessidades das diferentes fases evolutivas de uma empresa, existindo três versões: Sage 50cloud Essentials, Sage 50cloud Standard e Sage 50cloud Professional.

 

 

 

 

 

 

 

Faturação

Como tornar o e-mail marketing mais eficiente

A maior parte das empresas não se apercebe de como o e-mail é uma forma de comunicar pessoal e como tal deve adequar-se ao público a que se dirige. Neste artigo vamos ver algumas sugestões de como personalizar os e-mails e alcançar melhores resultados.

As empresas devem tentar criar e-mails calorosos e pessoais, inserindo informação que tenha alguma relação com os interesses particulares, algo impossível de ser atingido pelo Spam.

O campo do endereço.

Depois de terem decidido o endereço, devem manter a mesma formulação. Procurem experimentar várias denominações e questionem pessoas à vossa volta sobre a mais fácil de memorizar. Em geral as empresas são beneficiadas por uma atitude de simplicidade, evitem complicar excessivamente o nome que segue no e-mail.

Um assunto provocador.

O sucesso ou o fracasso dependem do contexto e da relação que conseguem estabelecer com os destinatários. A ideia principal é criar suficiente curiosidade para se sentirem tentados a abrir o e-mail.

Uma boa história – storytelling.

Até o negócio mais aborrecido com uma dose de humor se pode transformar em cativante, e uma das formas é através do storytelling. Pegar em estereótipos ou ideias que podem parecer negativas, transformando essa informação em algo de positivo.

Manter viva a memória.

Uma sequência de e-mail cria uma ligação com o consumidor, envios em sequencia entre 3, 5 ou 7 dias costumam resultar bem. Depois de finalizar a sequência de envios, diminuir o ritmo de envio, mas continuar a enviar numa rotina mais espaçada.

É natural que entre 3 a 10% dos destinatários deixem de subscrever. Se o número das desistências for superior, então é natural que as mensagens não estejam em sintonia com o que é considerado relevante pelos consumidores.

O e-mail também pode ser uma forma de diminuir as devoluções, informando sobre como utilizar o produto de uma forma mais eficiente, e partilhando informações que podem ter escapado ao comprador.

Manter a relevância dos conteúdos.

Há que selecionar na lista de contactos quem pode efetivamente interessar-se por cada tipo de conteúdo ou produto, evitando bombardear toda a lista com conteúdos que não são relevantes para esses consumidores.

Um marketing inteligente, cria dentro da lista de contactos, outras listas de acordo com interesses.

Um toque humano.

Utilizem o e-mail para mostrar que por detrás da empresa existe uma pessoa, e como tal deixem a vossa personalidade transparecer nas comunicações. É mais fácil memorizar uma empresa com um rosto humano, dando-lhe assim um sentido e credibilidade superior.

Comunicar melhor com os clientes.

O software da Sage 50cloud com Online Access permite aceder aos dados dos vossos negócios a partir de qualquer dispositivo, incluído a mailing list. Este software integra o Office 365 e permite uma maior conetividade com clientes e fornecedores.

Estejam sempre prontos para partilhar informação relevante com os seus potenciais consumidores, siga os nossos conselhos e aumente a eficácia da vossa comunicação.

 

 

 

 

 

 

 

 

Faturação

E-commerce: o que leva os consumidores a comprar?

As vendas em e-commerce não param de crescer, no ano passado ultrapassaram os 2 triliões de dólares e pensa-se que este valor irá duplicar em 2021.

Apesar deste crescimento impressionante, as taxas de conversão continuam relativamente baixas, rondam menos 4% dos utilizadores enquanto a compras por retalho atingem taxas entre 20% a 40%.

O que leva os utilizadores a não comprar?

Pesquizas na área do comportamento dos consumidores, dão especial importância à sensação de confiança numa relação de compra. Num ambiente de comercio tradicional, o contacto com outras pessoas gera a confiança necessária para realizar a compra.

Confiança: elemento chave no processo de compra.

A resposta a esta questão não é simples. Parece existir uma tendência natural, maior ou menor em cada individuo para confiar. Sabemos que o consumidor parece ser afetado mais por fontes de letras e cores, que por informações sobre privacidade e segurança. Esta observação levou investigadores a acreditarem que a confiança que conduz a uma compra, pertença aos processos instintivos.

Dois sistemas paralelos na tomada de decisão.

Steven Sloman, psicólogo cognitivo defende que as pessoas têm dois sistemas de decisão em paralelo. O sistema deliberativo assenta em regras e padrões de lógica, enquanto o associativo toma decisões baseadas na experiência pessoal e intuição.

Por estranho que pareça, quanto maior o risco ( preço mais elevado, distância), maior é dependência da sensação de confiança, e a decisão é realizada tendo por base o sistema associativo.

Apostar no sistema associativo.

Quanto melhor for a estética do site, o profissionalismo e outros valores implícitos, maior a confiança. Perante uma situação de risco, não bastam garantias escritas, politicas de devolução e outros dados concretos.

Simplificar toda a experiência do consumidor, com pagamentos mais simples e uma estética atraente, são elementos mais importante do que pensámos inicialmente.

Um software intuitivo.

É importante que tecnologia seja simples de adotar, e um software de faturação como Sage One permite emitir faturas, enviar orçamentos ou aceder a documentos de venda, em qualquer lugar. Um software completamente online, vocacionado para pequenas empresas  com os olhos postos no futuro. Saibam mais sobre este software aqui.

 

 

 

 

 

Faturação

Como tomar melhores decisões

Tomar decisões pode ser um momento de alguma tensão para muitos empreendedores. Antes de tomar uma decisão procurem prever quais as consequências de cada opção, e quais os resultados mais interessantes para a empresa. Ou seja, tomar boas decisões implica alguma capacidade de previsão.

Para tomar boas decisões vamos destacar três conselhos centrais que serão úteis para conseguirem prever os efeitos das decisões, e avaliarem se os resultados vão de encontro aos objetivos da empresa.

Auto questionar-se.

Daniel Kahneman, Prémio Nobel em Psicologia, afirma que o excesso de confiança é dos elementos mais prejudiciais à tomada de decisão.

Na origem estão fatores culturais e de personalidade. Ainda assim, para as pessoas muito confiantes, questionar certezas não seja algo natural, deve ser visto como extremamente benéfico integrar um certo grau de questionamento.

Devemos revisitar a lógica da nossa decisão instintiva, passo por passo, reconhecendo que não é possível estar sempre certo.

Considerar exemplos tipificados.

Kahneman, ilustra a forma como tomamos decisões sem qualquer análise prévia, com o seguinte exemplo: Um grupo de psicólogos questionado em relação à publicação do seu trabalho em livro, apontam um prazo médio de dois anos para a conclusão.

Obrigados a considerar exemplos conhecidos entre os seus pares, rapidamente concluíram que 40% nunca chegava a terminar este tipo de projetos, e não conheciam nenhum colega que tivesse conseguido concluir antes de uma média de sete anos.

É importante analisar exemplos conhecidos, casos de estudo que permitam encontrar um enquadramento real para as nossas decisões e expetativas. Permite um afastamento de uma visão demasiado pessoal, considerando elementos gerais antes dos particulares.

Pensar em probabilidades.

A terceira regra é a mais difícil de implementar. Pesquisas demonstram que um treino básico em probabilidade aumenta exponencialmente a capacidade de prever os efeitos das decisões. Pensar de forma probabilística significa também uma melhoria na aplicação das primeiras duas sugestões.

Tomar melhores decisões com o auxilio de um software.

Sage 50cloud com Office 365 integrado, permite o acesso à informação do seu negócio com segurança, a partir de qualquer lugar, com o sistema Sage Cloud Backup. O acesso à informação da empresa para uma tomada de decisão, é firmemente apoiada em dados concretos.

É necessário tempo para que todas estas sugestões integrem os hábitos mentais e para que se sintam os seus contributos. Para que integrem os hábitos mentais é preciso que utilizem estas dicas em todas as decisões, e não apenas nas decisões que geram mais ansiedade.

 

 

 

 

Faturação

Escolher uma solução tecnológica: ouvir os utilizadores

Existem muitas opções tecnológicas à escolha dos empresários e todos estão empenhados em ter o melhor software e as aplicações mais eficazes.

Para conseguir perceber quais são as soluções tecnológicas ideais para as vossas empresas é fundamental, ter em conta o feedback dos utilizadores.Ao fazer uma seleção é importante pensar para além do preço, considerando todas as funcionalidades e benefícios a longo prazo.

O preço não é tudo.

Manter as despesas dentro do orçamentado, com rigor e disciplina é fundamental para uma empresa nos seus primeiros anos de vida, mas escolher a tecnologia certa é igualmente importante, aumentado assim a eficiência e poupança de recursos. Encare esta aquisição como um investimento que lhes vai trazer retorno.

Um software intuitivo.

Não existe tempo a perder e como tal, é muito importante que o software que seja escolhido pela empresa, seja de fácil aplicação. Se para o aplicar é necessário ler algum longo manual, então é melhor pensar se é a solução ideal.

Sage 50cloud é uma solução de faturação eficiente, segura e com acesso móvel. Tem também um layout intuitivo e fácil de usar, para que as vossas equipas não tenham de perder tempo com um longo processo de adaptação.

Envolva a equipa na decisão.

Tendo em conta que os seus colaboradores são as pessoas que irão trabalhar de forma mais quotidiana com a solução tecnológica, faz todo o sentido questioná-los sobre as suas preferências. No momento da implementação, envolvam a equipa de forma a que esta opção contribua para o sucesso da empresa.

Neste momento a tecnologia tem de ser entendida como um forte aliado, e nunca um entrave. Ter em conta estes pontos, irá facilitar a escolha de futuras tecnologias para as vossas empresas.