A navegar na categoria

Faturação

Faturação

Como identificar um cliente tóxico

Freelancers e empreendedores com pequenas empresas sentem que não se podem dar ao luxo de escolher os clientes. Existem compromissos financeiros a cumprir e uma empresa a iniciar o seu percurso não pensa que pode escolher os seus clientes.

Existem sempre clientes difíceis, que fazem novas exigências, que mudam de ideias ou que pedem tudo em cima da hora. Neste artigo vamos observar a diferença entre clientes difíceis e clientes tóxicos.

Como reconhecer um cliente tóxico.

Um cliente tóxico tem um efeito negativo na empresa, esgotando energia vital que poderia ser canalizada em beneficio de outros clientes e da própria empresa.

O primeiro ponto passa por analisar se existe algo que se possa melhorar da nossa parte, com mais empenhamento ou com um melhor entendimento do cliente. Excluída a possibilidade de alguma responsabilidade própria, resta analisar o comportamento do cliente.

  1. Um desrespeito continuo dos horários combinados e a exigência de que se esteja permanentemente disponível.
  2. Estar constantemente a acrescentar novas informações e pedidos ao projeto que estão a desenvolver, com expetativa que o prazo de conclusão se mantenha.
  3. Criticas ao trabalho injustas, tentando reduzir o preço combinado ou conseguir mais trabalho pelo mesmo valor.
  4. Disputas constantes com os pagamentos, atrasos, tentativas de renegociar sem o assumir claramente.
  5. Uma forma de comunicar agressiva e abusiva, que desrespeita a vossa opinião como especialistas.

Se apesar desta analise continuam com dúvidas, é sempre útil discutir o tema com colegas ou com um mentor. Ao conversar com outras pessoas evitem mencionar nomes reais, é importante manter a discrição profissional.

Como terminar com um cliente.

É fundamental manter o profissionalismo, relatar apenas factos claros e não personalizar, referindo com simplicidade que os termos do contrato não foram cumpridos.

  1. Evitar terminar o relacionamento de forma brusca, mantendo sempre a possibilidade de voltarem a trabalhar no futuro. É possível que a empresa do cliente esteja a passar por um mau momento, com demasiado trabalho e desorganizados.
  2. É gentil fornecer nomes alternativos para o trabalho, outras empresas poderão ficar contentes com esse cliente e é uma forma de não deixar o cliente sem uma alternativa.
  3. Tentem salientar algo de positivo no relacionamento profissional, a aprendizagem nova sobre algum tema ou outro elemento. Qualquer coisa que não seja mais um ponto negativo.
  4. Depois de comunicarem pessoalmente ou por telefone, enviem sempre por escrito, formalizando a situação.

Nenhuma empresa deve ser obrigada a tolerar um comportamento tóxico, que acaba por tomar energia que poderia ser dirigida para outros clientes e projetos.

Um software como Sage 50c é um aliado poderoso com o sistema connected, a comunicação com os vossos clientes, contabilistas, autoridade tributária fica facilitada, e as tarefas do dia à dia são automatizadas.

 

 

 

 

Faturação

A importância de fechar negócios com grandes empresas

O segredo de fechar negócios que tenham um peso significativo, passa por fazer vendas de produtos ou serviços, a empresas com uma escala maior.

Neste artigo vamos ver alguns pontos a ter em conta, para conseguir levar a bom porto  negócios com grandes empresas, começando a estabelecer contactos que poderão trazer novas vendas.

Enfrentar os medos.

Existe uma maior sensação de insegurança quando as pessoas a quem estamos a vender fazem parte de uma grande empresa. Este receio embora natural, não é realista. As grandes empresas já tiveram uma escala menor no seu passado, e na verdade têm por vezes um espaço de manobra orçamental maior, que facilita o concluir de negociações.

Escolher o interlocutor certo.

Quando se aborda uma grande empresa pode ser difícil no meio da hierarquia distinguir quem devem abordar. Em caso de dúvida, devem endereçar o vosso pedido sempre ao topo da cadeia de comando.

É importante identificar quem são os executivos relevantes, que tomam decisões. Mesmo que acabem encaminhados para uma chefia intermédia, pelo menos ficaram com um contacto a nível hierárquico superior.

Organizar uma campanha de prospeção.

Ao procurar interessados num produto, convêm ter uma campanha organizada e se possível complementar com um envio de amostras do produto. Sempre que enviem um produto como amostra, estabeleçam um contacto por e-mail ou telefone e preparem-se para expor a estratégia da vossa empresa na perfeição.

 Clarificar o processo de tomada de decisão.

É importante perceber qual é o processo de tomada de decisão, nem sempre é fácil perceber no seio de grandes empresas. A única forma de saber é questionar a empresa sobre o caso em particular.

Vendas associadas.

Depois de conseguir fechar uma primeira venda, é mais fácil conseguir vendas associadas. Por sua vez é possível que este primeiro contacto, gere o conhecimento de outros elementos dessa empresa ou de outras empresas, que também podem estar interessadas na aquisição dos vossos produtos.

Para as pequenas empresas que planeiam crescer é fundamental conseguir estabelecer negócios com empresas de escala maior, e o caminho para esse crescimento passa por contar com um software como Sage 50c. Este software associado ao Office 365 permite que tenha o seu escritório em qualquer lugar, com máxima mobilidade, para que não percam tempo e as oportunidades que surgem de forma inesperada.

 

 

 

 

 

 

Faturação

4 Novos negócios: tendências de sucesso

O período das festas de Natal é particularmente auspicioso para lançar novos negócios, a época festiva gera um pico de consumo e um aumento na circulação de capital. Neste artigo vamos ver alguns negócios que estão a revelar-se como uma tendência de sucesso.

Alimentação saudável.

Com cada vez mais acesso a informação, o público ganhou consciência da importância de uma alimentação saudável e livre de químicos. Assim, estabelecimentos comerciais voltados à venda de alimentos dietéticos, light ou para aqueles que têm intolerância a glúten ou lactose têm boas hipóteses de serem bem sucedidos.

Seja um restaurante, café ou mercearia de produtos biológicos, são cada vez mais as possibilidades de desenvolvimento desta área.

Espaços de coworking.

Cada vez é maior o número de pessoas que trabalham como freelancers, ou que têm a possibilidade de realizar o seu trabalho de forma remota. Como algumas pessoas não têm condições para trabalhar em casa ou não são muito produtivas, começaram a surgir estes espaços onde diferentes pessoas trabalham lado a lado.

As possibilidades de networking aumentam exponencialmente e a partilha funciona como um elemento fundamental a nível de criatividade. Esse é também um dos motivos para as industrias criativas serem as que mais aderiram a este modelo.

Marketing digital e comércio online.

Vender produtos pela internet é uma realidade cada vez mais presente  e o baixo custo de se iniciar um negócio pela internet tem atraído cada vez mais empreendedores.

é importante ter um bom produto e ter uma plataforma segura, no qual os seus compradores possam adquirir os itens sem medo. A necessidade de divulgação e de gestores de comunidade ganham importância.

Cervejas artesanais.

Em Portugal temos assistido ao fenómeno da produção de cerveja artesanal. Os consumidores estão dispostos a provar novos sabores de cervejas e até as grande marcas começaram a apostar em produtos diferenciados e mais caros.

Esse pode ser um bom momento para começarem um negócio de cervejas artesanais. Uma ampla variedade, uma margem razoável de lucro e consumidores que procuram novas experiências.

Começar um negócio.

Seja qual for o negócio, é tão importante escolher a área do negócio,  como  escolher o software. Sage 50c aliado ao Office 365 tornam os vossos negócios mais produtivos, acedam de qualquer lugar aos dados do seu negócio a partir de qualquer dispositivo. A mobilidade irá contribuir para um aumento da produtividade e êxito do negócio.

Faturação

Prepare a sua ausência e descanse plenamente nas férias

A maioria dos empresários sente dificuldades em desligar completamente quando iniciam um período de férias, a tentação de consultar a caixa de e-mail várias vezes ao dia, parece ser um impulso difícil de resistir.

É preciso tempo e concentração para aprender a desligar do trabalho, e por vezes o tempo de pausa não é longo, apenas um fim de semana prolongado, ou um feriado isolado.

Passatempos que substituam o foco de interesse.

Se falamos de uma pessoa muito ativa, pode ser uma boa ideia investir num passatempo que se tornar num foco de substituição durante as férias. O nosso cérebro está habituado a ter atividade e para algumas pessoas é assustador encarar o tempo livre com todas as opções e indefinições. Desenvolver uma atividade nos tempos livre e férias, pode ser uma forma de desligar do trabalho.

Procurem ver os períodos de férias como uma recompensa pelo árduo trabalho realizado e a única forma de funcionar realmente como um momento de reequilibro, é conseguir desligar e não responder e-mails.

Utilizar out-of-office, mesmo por apenas um dia de descanso.

Por vezes surge a duvida de se vale a pena colocar um aviso out-of-office quando se trata de um período curto de férias, ou de um dia como um feriado nacional e muitos clientes também estarão de férias.

Mesmo que não exista uma situação realmente prioritária, se um cliente necessitar de uma resposta, irá sentir-se ignorado sem perceber o motivo. Da mesma forma que se estivermos conscientes de uma urgência, estaremos sempre a olhar para o e-mail, sem conseguirmos repousar.

Preparar alternativas para casos urgentes.

Se já têm conhecimento de irão receber algum contacto relativo a algum tema que não ficou concluído e tem realmente urgência, então será melhor encontrarem uma forma de separar esse tema. Oferecer uma alternativa de contacto para esses dias, ou fornecer um e-mail pessoal ou contacto telefônico.

Regressar e encontrar a caixa de e-mail cheia, é um dos motivos pelos quais muitos empresários não conseguem evitar consultar o seu e-mail em férias. Alguma organização prévia pode evitar esta situação, como limpar a caixa de entrada de e-mails já tratados e colocar na informação out of office, a data de regresso e uma hipótese alternativa de contacto.

É importante conseguir aproveitar plenamente os momentos de lazer e retirar o máximo proveito dos tempo de trabalho, e uma das formas passa por confiar num software como Sage 50c combinado com o Office 365 para uma melhor organização.

Melhor organização do tempo.

Começamos a abordar o tempo de lazer e passamos para o tempo de trabalho, e de como um software de faturação como Sage 50c combinado com o Office 365 permite uma melhor organização e alcance de produtividade. Com Ecossistema Connected, a comunicação é facilitada com Contabilista, autoridade tributária ou com os clientes da empresa, conseguindo uma automatização das tarefas diárias.

 

 

 

 

 

 

Faturação

Inovação em pequenas empresas: 3 erros a evitar

A inovação é cada vez mais um elemento fundamental para que as empresas sejam bem sucedidas, criar um produto ou serviço que se destaque  no mercado e que atraia clientes.

A inovação pode tomar várias formas, desde um pequeno ajuste no processo, na abordagem do cliente ou a criação de um produto novo e único. Esse conceito torna-se ainda mais relevante quando falamos de pequenas empresas, que necessitam de encontrar formas para se diferenciar. Inovar faz sentido dentro de empresas que já estão implantadas, com uma base sólida, de outra forma a inovação não irá contribuir para um crescimento real.

Vamos falar de 3 erros comuns nas tentativas de inovação por pequenas empresas e que impedem a evolução do negócio.

Aguardar pelo momento certo.

Muitos gestores devotam esforços para implementar a inovação em pequenas empresas, mas acreditam que existe um momento certo para concretizar os seus planos. Existem períodos em que testar ideias novas é arriscado, períodos de crise ou em que a rentabilidade da empresa está ameaçada e uma mudança pode alienar clientes.

Não existem momentos perfeitos para arriscar, quase sempre existem discrepâncias entre os fatores internos e externos. Se os riscos forem menores, ou remediáveis, talvez seja a melhor hora para inovar.

Imitar as empresas grandes.

Procurar realizar o trabalho mais profissional possível,  transmitindo seriedade e aumentando a rentabilidade do negócio é importante,  mas existem limites para o que uma pequena empresa pode fazer. Os seus recursos são menores que os de uma multinacional e a busca pela inovação também implica investimento.

Frequentemente, as melhores ideias são as mais óbvias. Tenham em mente que inovar pode ter mais a ver com criar algo novo com menos, não com adicionar mais elementos ao processo.

Falsas inovações.

Por vezes as empresas pensam que para criar algo não é necessário entender o que já foi feito naquela área de mercado. É essencial conhecer bem o contexto, detetar problemas e perceber que necessidades existem onde é necessário inovar.

A inovação requer tempo, contar com um software eficiente permite uma gestão do dia à dia melhorada. Um software como Sage 50c permite resolver os problemas de faturação, com acesso móvel a partir de qualquer lugar, poupando tempo para a inovação.

Evitar estes 3 erros comuns, estruturar bem o empreendimento, poupar tempo com um software de confiança, são alguns passos necessários para que possam investir na inovação e alcançar o sucesso.