A navegar na categoria

Gestão de Clientes

Gestão de Clientes Inovação e Tecnologia

Um mundo em transformação: como a inteligência artificial vai mudar o trabalho

As transformações nunca foram tão rápidas, com o advir da inteligência artificial, alguns trabalhos tornam-se obsoletos, mas novas profissões emergem ligadas às tecnologias de informação.

Neste artigo vamos analisar o impacto da I.A em profissões como a medicina e a área financeira, tidas como profissões seguras e rentáveis. Embora a educação superior e especializada continue a possibilitar o acesso a uma vida com mais qualidade e com remunerações mais elevadas, algumas profissões surgem de forma inesperada ameaçadas.

Efeitos da robótica.

Os rápidos avanços da robótica, automatização e I.A , as profissionais liberais (chamados colarinho branco) estão também em risco, um estudo realizado pela Universidade de Oxford aponta para uma diminuição de 47 dos trabalhos nos próximos 20 anos. Ou seja, a segurança é uma ilusão perante as rápidas transformações que observamos.

Finanças.

A área financeira, especialmente a relacionada com a bolsa, é conhecida por ser uma das melhores remuneradas, com atribuição de bónus generosos e com fortunas a serem construídas em poucos anos. As profissões ligadas a finanças são das  mais pressionadas. A Bridgewater Associates, que gerem fundos milionários, anunciou que nos próximos anos irá reduzir pessoal em favor da automatização.

Vários programas surgiram utilizando a I.A, Betterment ou Wealhfront são alguns deles. Existem também muitas startups financeiras que trabalham ativamente para conquistarem o seu espaço, fazendo uso da inovação tecnológica adaptada à área financeira.

Para quem tem apetência por números, talvez seja mais sensato optar por uma carreira em data science, onde os salários começam a crescer nesta função e são considerados como verdadeiras estrelas rock da tecnologia.

Medicina.

Algumas áreas da Medicina estão mais vulneráveis à automatização, diminuindo o número de erros. A imagiologia, e os campos da patologia, radiologia, ou a dermatologia. O IBM Watson utiliza I.A e alcança um diagnóstico, enquanto analisa um numero muito elevado de informação.

A telemedicina, e aconselhamento por telemóvel também abrir espaço nos últimos anos, em que muitas pessoas se aconselham primeiramente por este meio e só depois se deslocam em busca de cuidados médicos. A medicina vai ser sempre uma necessidade humana, mas nem todas as áreas vão ser necessárias da mesma forma.

A programação.

Se não podemos vencer as máquinas, podemos sempre encontrar trabalho a melhorá-las e sem dúvida que uma das carreiras melhor remuneradas e com futuro é a de programador.

O tipo de linguagem mais procurada não para de mudar, logo um programador deve ter por isso uma grande capacidade de aprendizagem ou até cruzar conhecimentos com outras áreas de forma a conseguir desenvolver programas que vão de encontro às necessidades.

Estamos a assistir a muitas mudanças,  quer a nível individual, quer a nível das empresas e devemos tentar acompanhar a inovação se queremos alcançar o sucesso. O programa de gestão de empresas Sage X3, assegura uma gestão integrada das finanças, do abastecimento e do o processo de produção, para que o futuro das empresas não seja uma incógnita.

Gestão de Clientes

Retalho: marketing online e tradicional

Qualquer negócio precisa, hoje, de uma estratégia de marketing digital para existir. No entanto, são muitos os pequenos e mais tradicionais negócios que ainda não o fazem. A preferência continua a ser manter-se dentro do universo que conhecem e não arriscar em novas plataformas – através das quais ainda é difícil medir o retorno para os negócios. De qualquer forma, a base dos negócios é providenciar um serviço de apoio ao cliente de excelência e oferecer produtos ou serviços com qualidade: todo o marketing será insuficiente se a primeira parte não estiver garantida.

  • O marketing tradicional não é dispensável. As estratégias de marketing tradicionais não se tornaram inúteis, apesar de existirem agora mais pessoas a consultar as plataformas digitais em vez das Páginas Amarelas para encontrarem informações sobre um negócio. Contudo, os resultados provenientes do marketing tradicional são de difícil medição: não é possível dizer quantas pessoas viram o vosso anúncio e entraram na vossa loja por isso. Mas continua a ser um bom meio para construir a notoriedade das marcas.
  • As redes sociais são importantes. A chave para ganhar visibilidade na maioria das plataformas é utilizar segmentação geográfica e hashtags que sejam ao mesmo tempo relevantes para o vosso negócio e para o público. Dizerem nas publicações a vossa localização é uma forma de criarem visibilidade para o vosso negócio dentro da comunidade onde estão localizados.
  • Apareçam nos motores de busca. Quando alguém não sabe onde encontrar alguma informação, recorre imediatamente ao Google. Os motores mais utilizados para pesquisa são: Google, Zomato ou Yelp. Utilizar estas plataformas é uma forma de obter mais leads: se alguém está à procura do vosso negócio ou de uma empresa semelhante num motor de busca, significa que será uma venda mais fácil, uma vez que já procura uma solução que vocês oferecem. Certifiquem-se que o perfil do vosso negócio tem todas as informações corretas, incluindo horários, serviços e imagens.
  • O conteúdo é rei. Criarem conteúdo interessante é a melhor maneira de se tornarem relevantes e criarem um efeito viral. Podem fazê-lo publicando imagens apelativas, vídeos divertidos ou escrevendo artigos interessantes. É assim que se podem diferenciar da demais concorrência – tendo personalidade nos conteúdos que partilham.

Os consumidores são, cada vez mais, informados e exigentes, por isso as empresas têm de apresentar um serviço diferenciador, de maior proximidade ao cliente. Assim sendo, é importante conhecerem os clientes, os seus hábitos de consumo e converter estes dados em estratégias de negócio. Podem fazer tudo isto com a ajuda de uma solução de gestão adequada a negócios de retalho: saibam mais aqui!

Gestão de Clientes

Dar aos clientes aquilo que precisam

A questão mais importante que ecoa nas cabeças dos donos de negócios: o que é que os clientes procuram? Que necessidades têm? Como satisfazê-los? Deixamos algumas dicas de como vos facilitar esse entendimento:

  • Liderança. O vosso papel é descobrirem exatamente o que os vossos clientes valorizam acima de tudo e não o que vocês, enquanto empresa, valorizam ou consideram que deve ser importante para eles. Só assim será possível encontrarem aquilo que, dentro do vosso negócio, pode surpreender os vossos clientes e dar-vos alguma vantagem competitiva. Porque aquilo que os clientes procuram é quem conheça as suas necessidades e apresente soluções à altura das mesmas.
  • Marketing. O vosso posicionamento, publicidade, relações públicas, vendas – e toda a apresentação do vosso negócio ao mercado – deve conseguir gerir as expetativas dos consumidores. O segredo de muitas empresas para prosperarem é terem um entendimento muito claro sobre o que significa conveniência para os seus clientes e saberem como se relacionar com os eles.
  • Gestão. O papel que desempenham enquanto gestores passa por traduzirem o que significa conveniência para os vossos clientes num padrão enquadrado com a forma como o vosso negócio se processa: como são feitos, embalados e entregues os produtos, como se comportam os colaboradores e como atuam os vendedores. Devem saber equilibrar a necessidade de atender aos pedidos dos clientes com uma busca pela excelência na gestão.
  • Supervisão. Aqui, o vosso papel trata-se de implementar os padrões que definiram, sem exceções. Não apenas ensinar ou recompensar quem os aplica: toda a equipa deve atuar segundo este conjunto de normas. E depois, é confiar. Confiar na equipa que escolheram para vos acompanhar no desafio de gerir um negócio.

Fidelizem os vossos clientes com uma solução de gestão integrada como Sage Business Suite: façam a gestão dos vossos contactos, implementem as campanhas de marketing e forneçam serviços de fidelização e suporte, para manterem o maior valor para o vosso negócio. Ao mesmo tempo, garantam uma gestão eficiente das vossas equipas: conheçam a solução aqui!

 

Gestão de Clientes

O poder do software numa organização

As soluções de gestão integrada vieram possibilitar uma visão clara e global do estado das empresas, integrando todos os processos numa base de dados universal e oferecendo aos gestores o acesso a todas as informações num sistema standard.

Todas as empresas procuram uma solução de gestão completa, que se adapte às suas necessidades e à sua capacidade de investimento, ao mesmo tempo que pretendem uma solução simples e fácil que possa ser utilizada por todos os colaboradores.

Uma das vantagens que soluções como o Sage Business Suite oferecem às pequenas e médias empresas é uma nova forma de relacionamento a três níveis:

  • Com os fornecedores.  Terem acesso a um acompanhamento sistemático das encomendas, ordens de compra e pagamentos relacionados com os fornecedores terá uma influência positiva no controlo do vosso fluxo de caixa: isto facilita a conciliação bancária, gera previsões automáticas sobre as despesas e antecipa soluções para evitar prejuízos. Tudo para simplificar a relação das empresas com os seus fornecedores!
  • Com a empresa.  Com um único sistema que integra todos os departamentos – ou pelo menos os setores mais importantes -, a comunicação interna vai tornar-se mais simples. Porque é que as soluções de gestão integrada trazem vantagens para as empresas? Diminuem custos, tornam a comunicação mais eficiente, ajudam na tomada de decisões e permitem uma visão mais precisa do que vai acontecendo na empresa.
  • Com os clientes.  Através do software de gestão integrada, vão saber que produtos e serviços têm melhores margens de lucro e melhor rentabilidade. Ao terem todas as informações agrupadas no mesmo sistema – como custos de produção, marketing, despesas fixas e variáveis ou mão-de-obra, terão em mãos os relatórios de desempenho com maior rapidez e poderão filtrá-los por cliente ou conforme os critérios que preferirem. Isto terá um impacto na relação com os clientes, tendo em que conta que saberão que produtos procuram com maior frequência e poderão criar uma relação comercial de acordo com as suas necessidades.

É neste paradigma que surge uma visão nova do papel do gestor:

  • Tem o apoio do software para tomar decisões cada vez mais acertadas;
  • Concentra em si as tarefas de administrar e gerir a empresa, com base na integração dos processos com o software de gestão e da obtenção de dados em tempo real;
  • Tem acesso a mais dados, automaticamente analisados pelo software, o que permite monitorizar todas as tarefas e processos com maior precisão, fazer o reporting de toda a produtividade e ineficiências e ter uma visibilidade alargada do negócio.

Conheçam ao pormenor os desafios que a gestão de um negócio com uma solução de gestão integrada encerra, através do whitepaperNovos Desafios na Gestão“.

Gestão de Clientes

Apostar numa boa experiência para o cliente

Para se fornecer uma experiência excelente ao cliente, é preciso envolver toda uma empresa.  O novo barómetro do êxito empresarial é a experiência de cliente.  E a empresa que dá prioridade ao ponto de vista e à experiência do seu cliente em qualquer interação tem uma vantagem sobre a concorrência.

As empresas que assumem uma abordagem centrada no cliente quanto ao marketing, às vendas e ao serviço de clientes são mais capazes de lidar com os clientes e de traduzir os seus esforços em acréscimo de receitas e em lucros. Mas isto não é tão simples como dizer às suas equipas de serviço aos clientes para elevarem os seus padrões.

Uma excelente experiência de cliente é uma responsabilidade de toda a empresa, e cada departamento contribui com a sua quota-parte para o êxito.

Eis as cinco regras-chave que conduzem a uma excelente experiência de cliente:

  • Administração:  As boas experiências de cliente começam no topo. A administração não é apenas responsável por tomar decisões que fazem a sua empresa seguir em frente; também dá corpo às prioridades e aos comportamentos que definem a sua cultura.  Por estar fundamentalmente enraizada na cultura da empresa, a centralização no cliente apenas pode ter êxito como estratégia global da empresa se tiver apoio e empenhamento do topo até à base.  Daí que a administração deva fornecer aos empregados ferramentas eficazes e acesso aos sistemas de colaboração que melhor permitam interações personalizadas com os clientes, dando poder a cada equipa para tomar decisões estratégicas para o crescimento.
  • Finanças: O departamento de finanças típico não tem contacto direto com os clientes, mas trabalha de perto com as vendas e com o marketing para estabelecer orçamentos e para assegurar que as estratégias funcionam. A sua tarefa consiste na avaliação do dinheiro que entra e que sai da empresa e em alocar fundos a esforços que assegurem crescimento sustentado e sejam lucrativos.  Antes de concordar em alocar recursos no sentido de levar avante a experiência de cliente, o seu departamento financeiro precisará de analisar qual o impacto desses esforços nos lucros líquidos.
  • Marketing:  A sua equipa de marketing é responsável por assegurar que a marca e a imagem estão representadas em todas as campanhas e em todos os pontos de contacto.  Se o objetivo da sua empresa for uma superior experiência de cliente, então o marketing estará de corpo e alma no desenvolvimento de estratégias que têm o mais alto potencial de êxito, tanto para a satisfação do cliente como para a obtenção de proveitos.  Equipas de marketing eficazes fazem pleno uso de dados obtidos em todas as interações com os clientes e trabalham-nos para os apropriar a um compromisso do cliente personalizado e com continuidade, entregando a mensagem certa, às pessoas certas, no tempo certo.
  • Vendas: A sua equipa de vendas é muitas vezes quem tem o primeiro contacto com os seus clientes, pelo que é crítico que esse contacto seja bem feito. Todas as interações com os clientes geram uma profusão de dados valiosos; equipas de vendas que coligem esta informação e a aplicam podem centrar-se em oportunidades de elevado potencial, monitorizando o desempenho das vendas e fechando negócios mais depressa, tendo como objetivo aquilo de que cada cliente precisa, quando ele precisa.
  • Serviços ao cliente: É um enviesamento comum crer-se que a experiência de cliente começa com a equipa de serviços ao cliente da empresa. Contudo, a equipa de serviços ao cliente deve trabalhar lado a lado com as equipas de vendas, de marketing, das finanças e da administração. As suas equipas devem ouvir a voz do cliente e usar o que ouvem para lhe proporcionar um melhor serviço.

Uma superior experiência de cliente – e a capacidade da sua equipa em lidar com as questões e resolver problemas – é o que acontece quando estas tarefas-chave são desempenhadas em conjunto.

Coordenando isto tudo com CRM

O êxito de uma experiência de cliente articula-se com a capacidade de a sua equipa recolher a informação interna de que necessita para conduzir a estratégia de conjunto. A melhor maneira de conseguir isto é com uma solução CRM, que vos oferece uma melhor visão de conjunto do desempenho da sua empresa, o que vos permite tomar decisões mais céleres.

Para o departamento financeiro, isto significa ter a visibilidade de que necessitam para conduzir ao lucro.

Para as vendas isto significa uma gestão mais eficaz do processo de vendas, desde o contacto inicial até ao fechar do negócio.

Estando qualquer tarefa-chave da empresa empenhada em melhorar a experiência de cliente, a partilha de informação confere aos respetivos elementos a capacidade para desenvolverem iniciativas individuais e de grupo, assim criando interações com os clientes mais produtivas e lucrativas.

Matt Groom