A navegar na categoria

Inovação e Tecnologia

Inovação e Tecnologia

Sage Sessions

No próximo dia 23 de novembro realiza-se a primeira Sage Sessions no Pavilhão Carlos Lopes em Lisboa, com o tema “O Futuro Agora, em Lisboa”.

As Sage Sessions são um espaço para network de empresas de pequenas a grandes com o objetivo comum – crescer e perceber as oportunidades de negócio. Para atingirmos essa meta comum, apresentamos conteúdos relevantes para áreas de negócio, e dicas e inspiração de experts. No centro das atenções a transformação digital como chave para atingir o crescimento.

As boas vindas serão dadas por Josep Maria Raventos – Country Manager Sage Portugal. Seguirá uma conversa com a empresária e apresentadora da televisão, Cristina Ferreira com o tema “À boleia do digital: da televisão para o mundo do empreendedorismo”. Cristina Ferreira falará da sua veia de empreendedora, o que a levou a ir além da apresentação em televisão, e sobre o que a motiva a continuar a lançar-se em novos negócios.

Seguidamente teremos Daniel Reis – Sócio Partner da PLMJ, que nos irá falar sobre “O Impacto do Regime Geral de Proteção de Dados”. Este é um tema que ainda suscita dúvidas devido às suas implicações, a rápida evolução tecnológica e a globalização criaram novos desafios exigindo um quadro de proteção sólido e mais coerente na União Europeia.

Segue-se no programa a apresentação “O que o Office 365 pode fazer pelo seu negócio”, a sua integração com o software Sage 50c abre novas possibilidades de conetividade, que em muito poderão ajudar as pequenas empresas a ser ainda mais efetivas e produtivas.

Para terminar contamos com a presença de João Vasconcelos – Senior Adviser Clearwater International e ex-secretário de Estado da Indústria, que nos irá falar sobre a “Quarta Revolução Industrial”.

Para encerrar teremos um cocktail, oportunidade para mais networking e algumas speed demos dos novos produtos Sage. Assista à primeira edição da Sage Sessions em Lisboa, dê um passo na direção certa, prepare o futuro do seu negócio ao lado da Sage.

Gestão de Empresas Inovação e Tecnologia

4 Tendências a que as empresas devem estar atentas

As novas tecnologia estão constantemente a trazer novidades transformadoras para as empresas, é fundamental estar atento e conseguir perceber de que forma podem ser úteis. Analisar o contexto de cada empresa, perceber se faz sentido aderir e quais as vantagens a ser ganhas.

Chatbots, uma nova forma de apoio ao cliente.

Esta tecnologia traz enormes benefícios a nível de marketing digital, depois do serviço de cliente ter transitado do telefone para o e-mail, agora temos a emergência dos Chatbots. Os clientes são cada vez mais exigentes e requerem respostas rápidas às suas questões, e habituaram-se a procurar essas respostas junto das redes sociais.

Uma resposta rápida é essencial para a satisfação dos clientes, e é esse é um dos motivos do sucesso dos Chatbots. O Facebook Messenger bots são bastante simples de concretizar, e não têm custos.

Redes Sociais focadas na tecnologia móvel.

O Snapchat ou Instagram que foram pensados para telemóveis, e quase não têm utilizadores que acedam de outra forma, mesmo a publicidade do facebook resulta em grande parte por acesso móvel. Os conteúdos que são produzidos devem ter esta realidade em mente, criando conteúdos que instiguem a ação.

Embora o facebook tenha sido criado a pensar em desktop, foi evoluindo progressivamente para adaptar os seus conteúdos aos telefones, tendência que só se espera que continue a crescer.

Não eliminar plataformas semelhantes.

Embora existam várias semelhanças entre as plataformas existentes, estas continuam a apelar a diferentes públicos e diferentes características. Portanto embora seja tentador, é importante manter uma presença. O Facebook e Instagram podem ter imitado algumas possibilidades do Snapchat, mas esta plataforma continua a captar a atenção dos mais jovens.

Mesmo que a evolução das plataformas seja no sentido de criar uma homogeneidade, é sempre um risco deixar de star presente, uma vez que têm utilizadores demograficamente distintos.

A importância do video.

O Facebook recomenda a sua utilização por amplificar a exposição orgânica, Snapchat baseia-se bastante em video, e o Instagram com as stories também incentiva a seu uso. Os negócios que encontrem formas de utilizar o video para transmitir a sua mensagem, estarão a dar um importante passo em frente.

Empresas que desejem manter a sua vantagem devem manter-se atentas a estas novidades e aderir plenamente à revolução digital 4.0. Com  Sage 100c, as empresas ficam libertas do investimento em servidores. A informação da empresa é mantida em cloud com backup garantido, podendo aceder de qualquer lado e com qualquer dispositivo.

Abracem a inovação, são tempos ricos em possibilidades, apenas basta dedicar algum tempo a descobrir o que existe e como pode ser usado em favor das vossas empresas.

 

 

 

 

Gestão de Clientes Inovação e Tecnologia

Um mundo em transformação: como a inteligência artificial vai mudar o trabalho

As transformações nunca foram tão rápidas, com o advir da inteligência artificial, alguns trabalhos tornam-se obsoletos, mas novas profissões emergem ligadas às tecnologias de informação.

Neste artigo vamos analisar o impacto da I.A em profissões como a medicina e a área financeira, tidas como profissões seguras e rentáveis. Embora a educação superior e especializada continue a possibilitar o acesso a uma vida com mais qualidade e com remunerações mais elevadas, algumas profissões surgem de forma inesperada ameaçadas.

Efeitos da robótica.

Os rápidos avanços da robótica, automatização e I.A , as profissionais liberais (chamados colarinho branco) estão também em risco, um estudo realizado pela Universidade de Oxford aponta para uma diminuição de 47 dos trabalhos nos próximos 20 anos. Ou seja, a segurança é uma ilusão perante as rápidas transformações que observamos.

Finanças.

A área financeira, especialmente a relacionada com a bolsa, é conhecida por ser uma das melhores remuneradas, com atribuição de bónus generosos e com fortunas a serem construídas em poucos anos. As profissões ligadas a finanças são das  mais pressionadas. A Bridgewater Associates, que gerem fundos milionários, anunciou que nos próximos anos irá reduzir pessoal em favor da automatização.

Vários programas surgiram utilizando a I.A, Betterment ou Wealhfront são alguns deles. Existem também muitas startups financeiras que trabalham ativamente para conquistarem o seu espaço, fazendo uso da inovação tecnológica adaptada à área financeira.

Para quem tem apetência por números, talvez seja mais sensato optar por uma carreira em data science, onde os salários começam a crescer nesta função e são considerados como verdadeiras estrelas rock da tecnologia.

Medicina.

Algumas áreas da Medicina estão mais vulneráveis à automatização, diminuindo o número de erros. A imagiologia, e os campos da patologia, radiologia, ou a dermatologia. O IBM Watson utiliza I.A e alcança um diagnóstico, enquanto analisa um numero muito elevado de informação.

A telemedicina, e aconselhamento por telemóvel também abrir espaço nos últimos anos, em que muitas pessoas se aconselham primeiramente por este meio e só depois se deslocam em busca de cuidados médicos. A medicina vai ser sempre uma necessidade humana, mas nem todas as áreas vão ser necessárias da mesma forma.

A programação.

Se não podemos vencer as máquinas, podemos sempre encontrar trabalho a melhorá-las e sem dúvida que uma das carreiras melhor remuneradas e com futuro é a de programador.

O tipo de linguagem mais procurada não para de mudar, logo um programador deve ter por isso uma grande capacidade de aprendizagem ou até cruzar conhecimentos com outras áreas de forma a conseguir desenvolver programas que vão de encontro às necessidades.

Estamos a assistir a muitas mudanças,  quer a nível individual, quer a nível das empresas e devemos tentar acompanhar a inovação se queremos alcançar o sucesso. O programa de gestão de empresas Sage X3, assegura uma gestão integrada das finanças, do abastecimento e do o processo de produção, para que o futuro das empresas não seja uma incógnita.

Inovação e Tecnologia

Inteligência Artificial: cinco passos para a implementar de forma ética

Neste momento uma das grandes discussões passa pelas questões éticas relacionadas com a aplicação da Inteligência Artificial a um nível empresarial. Nesta quarta revolução industrial devemos considerar atentamente as implicações de Chatboots, e programas de Inteligência Artificial que começaram a fazer parte da vida das grandes empresas, desde startups às grandes empresas. A Sage resolveu fazer parte ativa desta reflexão elaborando um código ético de forma a que a I.A seja aplicada de forma segura, que passamos a resumir neste artigo.

A Inteligência Artificial deve refletir a diversidade.

Tanto a indústria como a comunidade tecnólogica deve desenvolver mecanismos eficazes para filtrar sentimentos e tendências negativas dos dados recolhidos pela Inteligência Artificial. Isto servirá para garantir que a IA não memoriza estereótipos de forma errada.

A Inteligência Artificial deve prestar contas (tal como fazem os utilizadores).

Os utilizadores constroem uma relação de confiança com a IA após diversas e significativas interações. Depois de adquirir confiança, vem a responsabilidade e a IA tem de ser responsabilizada pelas ações e decisões que fornece, tal como acontece com os seres humanos. Se não aceitamos este tipo de comportamentos de outros profissionais ‘especializados’, porque deveríamos abrir uma excepção para a tecnologia?

Recompensar a Inteligência Artificial pelos seus progressos.

Qualquer sistema de IA que baseie a aprendizagem de acordo com maus exemplos, poderá ser socialmente inadequada. Atualmente, os sistemas de IA que ampliem o seu campo de análise e recolha de dados são a solução para progredirem na sua aprendizagem.

Um dos desafios é o desenvolvimento de um mecanismo de recompensa. As medidas de aprendizagem e reforço devem construir-se não apenas no que a IA ou os robots fazem para obter um resultado, mas sim como estas se alinham com os valores humanos para obter esse mesmo resultado.

Garantir a igualdade de condições.

As tecnologias sociais, como os assistentes de voz ou os robots, oferecem soluções de acesso rápido, especialmente indicadas para pessoas incapacitadas, seja por problemas de visão, dislexia ou mobilidade reduzida. A comunidade tecnólogica empresarial precisa de acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias para garantir a igualdade de condições e aumentar o número de talentos disponíveis.

Inteligência Artificial irá substituir postos de trabalho, mas também criará novos empregos.

Aparecerão novas oportunidades criadas pela robotização de tarefas e é fundamental que os seres humanos estejam preparados para esta nova realidade. Há que ter em conta que a IA e a empresa trabalham em conjunto, para que a equipa se concentre no que é realmente importante: construir relações e cuidar dos clientes.

Neste contexto, a Sage liderou a revolução da contabilidade financeira com o lançamento do Pegg, o primeiro chatbot de contabilidade do mercado. Criado com a intenção de libertar os clientes de tarefas administrativas tediosas que os impedem de se concentrar em processos mais importantes, o Pegg atua como um assistente inteligente para pequenas e médias empresas, permitindo aos utilizadores controlar os seus gastos e gerir as suas finanças através de aplicações de mensagens tão populares como o Facebook Messenger.

A revolução 4.0 comporta grandes transformações e devemos refletir profundamente sobre elas de forma a que consigamos criar um mundo melhor com as transformações tecnológicas, um espaço mais justo e ético para todos.

 

 

Inovação e Tecnologia

Softwares de gestão: o futuro

Todos os dias surgem novidades relacionadas com a tecnologia e é difícil estar diariamente a par de tudo. Sobretudo porque não se trata apenas de inovações tecnológicas, mas também de reinvenções e novas formas de utilizar aquilo que já existe. Listámos aquelas que se podem tornar sinais de diferenciação num software de gestão, ao incrementarem o fluxo de dados e facilitarem a tomada de decisões.

  • Internet of Things. Trata-se de conectar equipamentos e acessórios à internet e aproveitar para coletar dados sem ser necessário o contacto humano. Ao terem os equipamentos ligados à internet e aos sistemas de gestão integrada, as atualizações em relação ao desempenho são automáticas: isto significa que com uma solução de gestão podem obter dados em tempo real que permitem identificar problemas que afetem a produtividade.
  • Big Data. São milhares de dados que passam diariamente pelas empresas: grande parte dessas informações é pouco valorizada, muito embora possam incluir detalhes importantes para o futuro do negócio. A tendência é para que as soluções de gestão venham facilitar a tomada de decisões a partir de informações na mão, fornecidas em tempo real. Os softwares devem estar alinhados o máximo possível com as necessidades da empresa, para que possam oferecer os dados mais relevantes.
  • Tecnologia. Os novos dispositivos de que todos dispomos vieram simplificar o acompanhamento e a coleta de dados. Quando conectados aos equipamentos, podem dar todos os indicadores sobre a produtividade das operações em marcha.
  • Inovação. O mercado exige que, hoje em dia, se acompanhe diariamente as novas ferramentas e tecnologias que vão sendo disponibilizadas. Um sistema de gestão pode – e deve – ser capaz de antecipar as tendências de mercado, como é o caso da solução Sage X3.