A navegar na categoria

Recursos Humanos

Recursos Humanos

Contratar ou não contratar: eis os critérios

A maioria dos candidatos a um processo de recrutamento pensam que a liderança é a principal caraterística procurada pelas empresas, na verdade as empresas raramente se focam nessa qualidade no momento de contratar. As empresas sabem que desenvolver uma capacidade de liderança, implica investir tempo a desenvolver as próprias competências, e é esse investimento em si próprio que lhe permite alcançar um nível de excelência e de liderança. Para as empresas importa primeiramente identificar quatros aspetos fundamentais: profissionalismo, pensamento crítico, trabalho de equipa e comunicação.

Em relação ao profissionalismo, é importante ter uma atitude perfecionista desde que a tarefa é recebida. As empresas procuram candidatos que coloquem dúvidas sobre as tarefas que lhes são pedidas, sobre o resultado esperado e o prazo de entrega. E que quando o trabalho for entregue, esteja num estágio quase final, quase pronto para ser visto pelo cliente.

Um candidato com um pensamento crítico aborda diferentes conceitos, expressando o seu pensamento próprio e mesmo que as suas opiniões, fujam ao pensamento convencional. O pensamento e análise do colaborador deve ser facilmente compreensível a todos os membros da equipa, e deve basear o seu pensamento em fatos e dados quantitativos. O apoio de um software de recursos humanos, caso seja a área em questão, permite o acesso a relatórios fidedignos e sólidos, onde podem fundamentar opiniões e intuições.

A comunicação é um valor fundamental, colocar questões numa entrevista que fazem sentido, e reconhecer as qualidades do interlocutor, de forma a evitar mal entendidos. Procurar candidatos que consigam adaptar o seu discurso conforme a mensagem e o público a que se destina.

Trabalhar em equipa, seja integrando um grupo já existente de trabalho ou iniciando um novo. É importante perceber se o candidato ao falar de experiencias de trabalho passadas, atribui a si todos os méritos ou reconhece o trabalho da equipa em que esteve inserido. Também devem verificar se demonstra interesse em ajudar outros colaboradores, se tem uma atitude generosa de envolvimento, em auxílio do coletivo. Pode-se considerar que este é um sinal inicial de liderança, a que devem estar atentos.

A evolução destas caraterísticas pode ser monitorizada de forma cuidada com um software de recursos humanos, acompanhando a evolução dos colaboradores, simplificando os processos de avaliação, e identificando competências e necessidades de formação, percebendo como podem ser geridas em benefício da empresa.

Recursos Humanos

Ter uma boa relação com a equipa

Saibam como construir uma empresa coesa e conheçam as nossas sugestões para melhorar o trabalho em equipa

O trabalho de equipa é fundamental para o correto desenvolvimento do potencial de uma empresa e nem sempre é dada suficiente atenção a este elemento. Este artigo sugere algumas formas de ultrapassar as dificuldades mais comuns na gestão de equipas.

Ao contratar, a capacidade de trabalhar em equipa deve ser um ponto a analisar no currículo do entrevistado: na empresa deve existir um acompanhamento e avaliação do desempenho em contexto de trabalho de equipa. Um software de gestão de recursos humanos permite uma gestão de desempenho, simplificando os processos de avaliação.

É importante não partir da ideia que as dificuldades de cooperação entre colaboradores são de origem pessoal: muitas vezes, existe uma falta de preparação para o lugar ocupado, o que resulta numa atitude de insegurança e bloqueio comunicacional. A formação desempenha um papel na resolução deste problema: com a ajuda de software é mais simples calendarizar e acompanhar a assiduidade e resultados dos formandos.

Devem procurar criar uma cultura de empresa que envolva os colaboradores e os faça sentir integrados num projeto maior, evitando uma retração no início de uma relação de trabalho, que apenas irá conduzir a mais resistência e a uma falsa colaboração.

O reconhecimento de um bom desempenho com incentivos, dando crédito do trabalho perante clientes, tendo conversas de feedback ou, se possível, com uma compensação financeira também é apreciado. Celebrar os bons resultados torna-se uma importante ferramenta para melhorar as relações entre a equipa, oferecendo um tempo de descontração para cimentar os laços entre equipa e chefia. O software de gestão dos recursos humanos oferece um portal colaborativo entre chefia e colaboradores, interagindo com informação em tempo real e possibilitando um acompanhamento de toda a força de trabalho. Torna-se, assim, mais fácil manter os colaboradores motivados e envolvidos e parte ativa da cultura de empresa.

Recursos Humanos

Vantagens no recrutamento para os pequenos negócios

Contratar novos talentos é um desafio grande para as pequenas empresas. À primeira vista, para um potencial colaborador pode parecer mais aliciante integrar uma grande empresa: podem usufruir de mais benefícios e de salários mais competitivos. No entanto, é nos pequenos negócios que surgem oportunidades únicas que não têm lugar nas grandes empresas.

Que vantagens há em escolher um pequeno negócio?

  • Menos burocracia. As pequenas empresas têm, em geral, estruturas organizacionais menos rígidas, e proporcionam uma relação próxima entre os líderes da empresa e os colaboradores. Este é um ponto valorizado por potenciais colaboradores, uma vez que são poucas as empresas onde esta proximidade acontece.
  • Oportunidades variadas. Nas grandes empresas, cada trabalho é muito específico e especializado. Nos negócios mais pequenos, os colaboradores tendem a desempenhar várias tarefas e a terem a seu cargo diferentes responsabilidades. É este tipo de experiência que permite aos colaboradores desenvolverem várias capacidades e que pode vir a diferenciá-los de outros.
  • Espaço para crescer. Quando um pequeno negócio começa a ter um crescimento rápido, os vossos novos colaboradores podem alcançar um crescimento impensável.
  • Flexibilidade. Nos negócios mais pequenos, o espaço para ir de encontro às necessidades da equipa é maior. Terem atenção a tudo o que se passa com os vossos colaboradores pode ser muito atrativo para eles.
  • Trabalhar em equipa. É mais fácil encontrarem, numa pequena empresa, uma família com quem trabalham e não somente uma equipa. Cada vez mais os trabalhadores valorizam empresas que os valorizam a eles: um emprego não é apenas um emprego, atualmente. É onde os colaboradores passam grande parte do seu dia e onde se querem sentir em casa.

Estas vantagens podem ser muito importantes para os candidatos: é fundamental que as pequenas empresas sejam proativas e destaquem os colaboradores que fazem da sua empresa única e diferente. Conheçam bem as vantagens da vossa empresa e comuniquem-nas durante o processo de recrutamento – pode ajudar-vos a atrair a pessoa certa para o vosso negócio. Contem com a ajuda de um software de gestão de Recursos Humanos para otimizarem todo este processo!

Recursos Humanos

A importância do mentor para as equipas

Num mundo que é altamente competitivo, global e em constante transformação e em que tudo sobre negócios se rege pelo lucro e rentabilidade, tem-se tornado prática comum ter programas de mentoria nas empresas.

Quais podem ser as vantagens de implementar um destes programas na vossa empresa?

  • O crescimento acelera.

    Ter um programa que oriente os novos talentos da empresa vai trazer-lhes a oportunidade de se integrarem e relacionarem mais com toda a equipa, bem como a hipótese de aprenderem com quem já trabalha no setor há mais tempo.

  • Recrutar e manter os melhores talentos.

    Não proporcionar aos colaboradores uma boa experiência de integração pode ser fatal, caso os queiram manter na vossa empresa a longo prazo. Oferecer um programa de mentoria pode ser a chave para atrair e reter os melhores colaboradores. Os melhores talentos são, cada vez mais, emergentes de uma nova geração: é importante ajustar os objetivos corporativos e a cultura da empresa para os cativarem.

  • Aprender com os mais novos.

    Os programas de orientação não são apenas num sentido: do mentor para os novos colaboradores. Estes também trazem novas experiências e mais valias para quem já está no mercado há muito tempo, como toda uma nova perspetiva sobre o setor.

  • Vantagens para todos.

    Os pontos positivos deste tipo de programa são amplos e envolvem toda a equipa. Trabalham a autoconfiança do mentor, bem como as suas capacidades de comunicação, e implicam uma compreensão da cultura da empresa por parte dos novos talentos. A partilha de conhecimentos e de experiências tem impacto na auto-estima de todos e no sentimento de satisfação no trabalho: demonstra, também, uma vontade por parte da empresa de investir a longo prazo na carreira dos novos colaboradores.

  • Benefícios para quem gere.

    Muitos são os líderes de empresas que não se escusam a receber conselhos de outros empresários mais experientes. Tomar decisões em prol da empresa é uma tarefa de responsabilidade e quanto mais ajuda puderem ter, melhor!

Recorram a software de gestão dos recursos humanos, para que possam ganhar tempo para investir na vossa equipa de colaboradores e em novos programas que os mantenham sempre motivados.

Recursos Humanos

Recursos Humanos: um fator crítico para o sucesso

Já repararam, certamente, que é raro alguém do departamento de recursos humanos ser o braço direito do líder da empresa. Mas isso pode não ser benéfico para o negócio: contamos algumas razões que justificam porque se deve valorizar cada vez mais este departamento.

Trabalham para contratar os melhores.

Contratar é um processo moroso e complexo. É, também, um dos setores em que as empresas menos são eficientes e mais gastam dinheiro. O truque, diz quem gere departamentos de recursos humanos, é não contratar da forma mais rápida e barata possível, mas investir, antes, na contratação da melhor pessoa para o lugar. O setor que contrata está mais concentrado no desempenho dos novos colaboradores do que nos custos e benefícios do processo de recrutamento.

Foco na integração dos novos recursos.

Uma das responsabilidades deste departamento é garantir que os colaboradores estão bem integrados no escritório e na cultura da empresa. Esta integração é atingida através de fatores como reconhecimento, compensações ou equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. Neste sentido, as equipas dos recursos humanos estão sempre à procura de novos programas de incentivo e reconhecimento dos colaboradores, enquadrados nas estratégias de integração.

Ideias que levam o negócio para a frente.

A equipa de recursos humanos tem uma perspetiva única da empresa e das pessoas que lá trabalham, o que os coloca numa posição de poderem contribuir para as decisões importantes relativas ao negócio. Se tudo funcionar como previsto, este departamento terá um noção muito própria do talento e de como os colaboradores trabalham, Motivar, reconhecer e integrar os colaboradores tem um impacto grande nas empresas. Escolham o software de gestão dos recursos humanos para ganharem mais tempo para manterem a vossa equipa motivada.