A navegar na categoria

Sage Faturação

Sage Faturação

As Frases a usar e a evitar quando falamos com clientes

“Não não está no nosso vocabulário.”, “Diz tudo com um sorriso.” são algumas das frases chavão que abundam no comércio de retalho. Será que estas dicas são eficientes?

 

Qualquer interação bem-sucedida depende de uma comunicação eficaz. No mundo dos negócios, significa conseguir compreender o que os clientes estão a dizer e conseguir responder refletindo essa compreensão.

 

A expansão das redes e comunicações digitais iniciou uma produção massiva de texto, que oferece muita matéria prima pronta a ser analisada por investigadores. Podemos estudar as variações de comunicação entre clientes e consumidores. Assim, saberemos com cada vez mais precisão que tipo de linguagem é mais eficaz.

 

Este tipo de investigação veio desafiar as verdades consagradas do retalho. Por exemplo, existe um número máximo de vezes que um cliente quererá ouvir a palavra “lamento”; e, mesmo sendo membro da equipa, é preferível falar na primeira pessoa do singular do que na primeira pessoa do plural.

 

Estas são os conselhos da investigação sobre linguagem de negócio.

 

Ser humano. Um toque pessoal é essencial. Dado que muitas das nossas interações se estabelecem através da tecnologia, é importante injetá-las com alguma naturalidade.

 

Falem como indivíduos, não como parte da equipa. Representantes da empresa que falavam em seu nome eram mais percecionados como agindo em benefício do cliente, em oposição a quem falava em nome da empresa. Por exemplo, usar “Posso ajudar?” supera “Podemos ajudar?”.

 

Partilhem as mesmas palavras. Utilizar a mesma linguagem que o vosso interlocutor aumenta a sua empatia para convosco. Mantenham-se dentro do mesmo tipo de construção frásica que o cliente e utilizem as mesmas palavras e temáticas. Podem criar um bom relacionamento ao encorajar os vossos colaboradores a imaginar o cliente como alguém com uma origem similar à sua.

 

Comecem por relacionar-se. Palavras relacionais, tais como “por favor”, “obrigado”, “lamento” e sinais verbais de concordância, como “pois” e “exato”. Está demonstrado que iniciar uma interação com este tipo de comunicação é bom primeiro passo para estabelecer uma comunicação bem-sucedida.

 

Depois assumam responsabilidade. A mesma investigação indica que, após estabelecida a deferência para com o cliente, o colaborador deve adotar uma linguagem mais assertiva, para atuarem sobre a situação exposta pelo consumidor.

 

Passem de se relacionar para resolver. Numa fase seguinte, está comprovado que os clientes não estão interessados em reiterações de empatia. Nesse momento, os colaboradores devem apostar em verbos de ação e de resolução. Estes resultados surgem tanto em situações cara a cara, como em interações online.

 

Sejam específicos. As mesmas análises revelaram que os clientes preferem, nesta fase, o uso de uma linguagem concreta, ao dar a entender que o colaborador está psicologicamente mais perto das necessidades do cliente.

 

Ataquem o assunto. O apoio de um serviço ou de um produto deve ser claro e dito com todas as palavras. Expressarem agrado em relação a um livro através do uma opinião explícita como “Eu aconselho esse livro” tem mais sucesso do que dizerem apenas “Eu gosto deste”. Uma aprovação explícita demonstra a confiança e competência do colaborador, algo que é muito importante num contexto de venda em pessoa.

 

À medida que interações de venda são feitas online ou através de meios escritos, reconhecemos a importância de utilizar a linguagem certa. Não nos devemos fiar em chavões antigos quando novos estudos nos dão alternativas fáceis de implementar na nossa forma de comunicarmos com o consumidor.

 

Startups, assim como pequenas e médias empresas, são negócios que tem sucesso devido a um crescimento que corre muito perto dos seus clientes. É imperativo que a vossa comunicação, pessoalmente e online, seja una, acessível e eficaz para que atinjam os vossos objetivos. No final de cada contato, não podem descurar o processo de faturação e Sage One permite-vos faturar com mobilidade, para terminarem qualquer interação de negócios com sucesso, em qualquer lado.

 

Sage Faturação

8 Formas de aproveitar o seu fim-de-semana como um empreendedor de sucesso

Empreendedores de sucesso têm sempre paixão pelo que fazem mas também admitem que a vida e o trabalho são uma maratona, não uma corrida. Até eles precisam de descanso ao fim-de-semana para garantir que estão prontos para inovar, de segunda a sexta-feira.

É possível surgir a necessidade de dar conta de algum trabalho administrativo ou dar especial atenção a um projeto especial mas os empreendedores de sucesso não rendem as suas folgas ao trabalho. Uma forma simples de assegurarem um fim-de-semana descansado é otimizar os processos do vosso negócio. Um software de Faturação Online agiliza gestão de receitas, despesas e de Tesouraria, deixando mais tempo livre para explorarem a inovação que distingue a vossa empresa.

Aqui têm oito formas que empreendedores bem-sucedidos usam para relaxar e restabelecer energias durante o fim-de-semana:

  1. Acordar à mesma hora

Apesar de ser tentador dormir mais no sábado ou domingo, devem manter os mesmos padrões de sono da semana durante o fim-de-semana. Certifiquem-se que dormem entre sete e oito horas todas as noites e apostem nas chamadas power naps, sestas entre 10 e 20 minutos, que vos deixarão mais alertas do que um café.

  1. Passar tempo com as pessoas de quem mais gostam

Infelizmente, é possível que passem mais tempo com o vosso computador do que com as pessoas mais importantes da vossa vida. Priorizem as vossas relações de qualidade durante o fim-de-semana, pois são esses momentos que nos dão resiliência em épocas difíceis.

  1. Dedicar-se a uma paixão

Entreguem-se a uma paixão antiga ou a uma atividade que vos interesse, algo separado do vosso trabalho e que fuja para lá das obrigações do dia-a-dia, como pintar ou aprender fotografia. Está comprovado que melhora a saúde mental e reduz os níveis de stress, além de fomentar a vossa criatividade.

  1. Encontrar tempo para uma mini aventura

Quebrem a rotina com uma mudança de cenário! Uma noite a acampar ou uma tarde na praia são ideais. O objetivo é sair de casa e criar memórias que vos tragam um sorriso durante a semana de trabalho.

  1. Alimentar a criatividade

Incorporar arte no vosso dia-a-dia pode ser como umas mini-férias para o vosso cérebro. Uma ida a um museu ativa as áreas do cérebro envolvidas em processar emoções e aciona os sistemas de prazer e de recompensa.

  1. Relaxar, refletir e renovar

A auto-reflexão permite criar ligações e significados entre as vossas experiências. Experimentem reservar algum tempo para dar um passeio ou escrever, para passarem um momento de calma e introspeção.

  1. Sair de casa e fazer exercício físico

Há muitos benefícios exclusivos de exercício físico ao ar livre. Em média, quem pratica desporto ao ar livre tende a exercitar-se durante mais tempo, além de gastar mais calorias e trabalhar músculos diferentes.

  1. Socializar e fazer contatos

Reservem tempo para socializar com colegas de trabalho ou pessoas envolvidas na área do vosso negócio, ou para fazer voluntariado. Podem apoiar boas iniciativas, estabelecer novas relações e aprender coisas novas.

 

Sage Faturação

Onde procurar financiamento para a vossa startup

Hoje em dia, os empreendedores não estão restringidos a empréstimos bancários para financiar uma ideia inovadora. Existe um verdadeiro ecossistema de opções para viabilizar o vosso modelo de negócio. Discutimos aqui as soluções mais populares para angariar financiamento.

Investimento em ações

Captar investimento através da venda de ações pode ser a solução acertada para empreendimentos arriscados. Este tipo de financiamento implica a renúncia do controlo total da empresa, ao oferecer participação a outras entidades interessadas no vosso negócio. Tudo depende de quanto controlo querem abdicar. O envolvimento de investidores pode também trazer benefícios adicionais como as suas experiências e competências.

Crowdfunding

Com o advento das redes sociais, foi apenas uma questão de tempo até surgirem as plataformas de crowdfunding, que unem investidores e empreendedores. Este tipo de investimento, com um caráter social demarcado, oferece um grupo de investidores tipicamente mais amplo. São indivíduos dedicados a criar mudança no mundo através do investimento do seu dinheiro e essa identificação com o produto pode trazer-vos muito sucesso para além fase do financiamento.

Empréstimos coletivos

Uma outra alternativa são os chamados peer 2 peer lending, ou seja, bolsas de empréstimos entre empreendedores. Um grupo de pessoas pode juntar-se para criar uma bolsa de empréstimo, que pode ser uma solução de apoio entre empreendedores. Este formato existe há algum tempo e pode ser adaptado a startups.

Fundo de capital de risco

Os fundos de capital de risco (FCR) são uma opção que atrai investidores com gosto por apostas arriscadas, no estrangeiro. Em Portugal, o investimento em capital de risco, apesar de reduzido – apenas 2,5% do PIB nacional – está a crescer. Um terço do investimento destes operadores continua a focar-se na recuperação de empresas e tendem a optar por apostas conservadoras. É um desafio para as startups serem consideradas por FCR. Os vossos pontos fortes podem ser exatamente os vossos pontos diferenciadores – podem ser uma experiência de risco mas, com a inovação, surge também um grande potencial de retorno.

O ideal é fazer uma escolha adaptada à vossa empresa. A decisão final deve ser informada pois cada opção de financiamento tem vantagens e desvantagens que devem ser pesadas pelo impacto que terão no futuro do vosso negócio.

Um dos passos seguintes e indispensáveis na criação de uma startup é organização do processo de faturação. O software de faturação online Sage One permite controlar a situação financeira do vosso negócio desde o início e a faturação online irá simplificar os primeiros passos do vosso sucesso.

 

Sage Faturação

Reduzir o tempo gasto em processos administrativos e fazer crescer o negócio

Um empreendedor inicia o seu projeto inspirado por uma grande paixão, mas pode ter que a relegar para segundo plano, quando começar a gerir o seu negócio. O trabalho administrativo é um dos grandes desafios na área empresarial, sendo cansativo e por vezes pouco motivador.

Burocracias que pesam sobre as pequenas empresas

Um estudo feito, no Reino Unido, aponta que pequenas empresas gastem 71 dias por ano em trabalho administrativo. Estima-se que o custo ronde as £ 35 600 (aproximadamente €40 000), incluindo neste valor a despesa com o processamento de salários.

As pequenas e médias empresas sentem uma pressão ainda maior em resultado das dificuldades operacionais. Estima-se que consumam cerca de 120 dias por ano em trabalho administrativo, contabilístico e em tarefas de recrutamento.

Formas de diminuir o consumo de tempo em tarefas administrativas

As PME podem cortar custos e superar dificuldades, adotando várias estratégias com o objetivo de libertar tempo para uma maior dedicação ao crescimento do negócio.

A informatização de procedimentos evita erros humanos e liberta os colaboradores para outras tarefas. É extremamente recomendável que as empresas diminuam ao máximo o uso de documentação em papel.

Um software de faturação permite uma automatização de tarefas, com um aumento da eficácia. A Sage tem várias soluções de faturação para uma automatização de processos, de acordo com as necessidades de cada empresa.

Outra forma de economizar tempo, passa pelo outsourcing, ou seja a identificação de quais as tarefas a entregar a colaboradores externos. Para que este processo seja bem-sucedido, a informação a ser trabalhada deve ser alvo de uma preparação prévia.

A Cloud trouxe uma enorme revolução tecnológica, facilitando a partilha de documentação com toda a segurança. Encurta distâncias e facilita a mobilidade no trabalho, permitindo o acesso a vários utilizadores em simultâneo.

Na origem de todas as pequenas empresas, está o desejo de inovar, mesmo correndo riscos. As novas tecnologias estão ao lado dos empreendedores, facilitando a gestão de tempo e a poupança de recursos financeiros, para que atinjam melhores resultados, e consigam vingar num mercado competitivo.

Sage Faturação

Aprender a descansar: dicas para uma maior produtividade

Uma das principais aprendizagens que um empreendedor deve realizar, passa por saber quais são os seus limites físicos e psicológicos, encontrando formas de superar o cansaço e sabendo quando é imperativo repousar.

No artigo de hoje, vamos ver algumas dicas para um melhor autoconhecimento, de forma a que durante a semana de trabalho consigam um rendimento ótimo.

O autoconhecimento como primeiro passo

O primeiro passo é aceitar a sensação de desconforto. As pessoas que reconhecem as suas emoções negativas, em vez de as tentarem eliminar de imediato, acabam por desenvolver uma capacidade de resistência maior.

A maioria das pessoas não conseguem relaxar de forma instantânea, e é mais fácil conseguir intervir nas emoções se as reconhecermos e aceitarmos.

Diminuir as fontes de stress

Não consultar o e-mail ou as redes sociais parece um passo lógico no sentido de manter afastado tudo o que possa criar uma sensação de urgência e passar uma sensação de stress.

As redes sociais consomem tempo e não são uma fonte de relaxamento. É importante serem vigilantes, de forma a controlarem o tempo dedicado a estas atividades.

Exercícios de relaxamento

 Reservem 10 minutos em cada dia para que se concentrarem apenas na respiração. Desliguem todas as fontes de distração, seja o telemóvel ou notificações de e-mail. Este exercício tem efeitos relaxantes.

Seja com a prática de Mindfulness, enquanto executam tarefas simples, como cozinhar e arrumar, ou praticando uma forma de meditação mais tradicional, o objetivo é manter a concentração em apenas uma coisa.

Respeitar os horários de descanso

É natural sentirmos a tentação de continuar a trabalhar durante o fim de semana para completar tarefas, ou conseguir adiantar algum projeto. O resultado a longo prazo desta forma de viver e trabalhar, uma sensação de cansaço persistente e dificuldades cognitivas. Por vezes, também ocorrem sintomas de instabilidade emocional num quadro de esgotamento ou burnout.

Maior simplicidade e eficiência com um software de faturação

Aproveitar bem o tempo e aumentar a produtividade da empresa com um software de faturação é uma das formas de não se sentirem tão pressionados para trabalhar em momentos de descanso.

Com um software de Faturação Sage aumente a eficiência, automatizando as tarefas administrativas. A Sage tem várias opções para as vossas empresas, consultem a nossa página para conhecerem todas as alternativas em software, adaptado às necessidades de cada empresa.