Gestão de Empresas Sage Enterprise Management

A China lidera os pagamentos por apps

É sempre interessante conhecer a realidade de outros países, nomeadamente quando se trata de gigantes da economia mundial. A China desenvolveu o seu próprio caminho e não pára de surpreender com a inclusão das novas tecnologias no seu quotidiano.

Tornou-se comum realizar pagamentos através de apps no telefone, desde uma tarifa de táxi a uma consulta no médico. De tal forma que, em alguns serviços, gera-se uma certa desconfiança quando recebem dinheiro, com receio de que as notas sejam falsificadas.

Este é o modelo que muitos pensam que será adotado em vários países, sendo que, neste momento, a China é responsável pela maioria dos pagamentos realizados através do telemóvel. Com um desenvolvimento próprio na área financeira, o país é visto como um exemplo na introdução de novas tecnologias.

Mudanças rápidas – novas soluções.

As reformas económicas no final do século XX e a quase inexistência de bancos privados levaram a esta mudança rápida na tecnologia de pagamentos e nos hábitos dos consumidores. Sem um sistema financeiro robusto, com serviços de crédito e débito, a China estava disponível para a introdução de mudanças.

Com o maior mercado de telemóveis do mundo, o país tinha os especialistas necessários e uma população que se habituou a contar com apps para resolver todas as suas necessidades.

E-commerce sem cartões.

Estima-se que o pagamento com recurso a cartões no resto do mundo esteja a cair cerca de 46%. Neste contexto, a intensificação das relações comerciais, culturais e turísticas estão a tornar os gigantes da tecnologia desejosos de conquistar este espaço.

Hábitos culturais em redor do dinheiro.

 A diversidade cultural e histórica, relativa às questões económicas, terá de ser sempre considerada. Na Alemanha, um passado de crise associado às duas grandes guerras, com receios em torno da desvalorização da moeda, leva a que, até aos dias de hoje, a maioria das transações comerciais sejam realizadas em numerário.

Acompanhar a inovação.

 As empresas devem estar atentas às mudanças que surgem ao nível da tecnologia e um ERP de última geração é essencial. A Sage tem software de gestão de empresas que permite uma rápida implementação, com custos menores que os concorrentes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe um comentário