Contabilidade

Economia Comportamental: um conceito a conhecer

O termo Economia Comportamental começou a ser divulgado na imprensa, depois do norte-americano Richard H. Taller ter recebido o prémio Nobel em Economia, por contribuições neste campo de estudo. Neste artigo vamos ver em que consiste e como funciona esta teoria da contabilidade mental.

Pensar no imediato.

Por vezes tomamos decisões financeiras que vêm a ter um impacto negativo nas nossas vidas, apenas porque pressionados pela necessidade, acabamos por optar por soluções que nos são desvantajosas.

Ao pedir um financiamento a um banco, o primeiro dado que nos é dado versa sobre as opções de pagamento e apenas numa fase secundária nos é apresentado a taxa de juro (que em geral será menos, se as prestações também forem menos). A principal preocupação passa por conseguir fazer o pagamento, mesmo contratando e optando pela pior opção.

Decisões financeiras irracionais.

Esta teoria procura demonstrar que grande parte das decisões que tomamos no dia à dia, procuram satisfazer necessidades imediata se não analisamos sequer as alternativas  nem as possíveis consequências. Ou seja a economia deve sempre ter em conta a psicologia.

Políticas Públicas.

Esta teoria permite auxiliar as entidades governamentais na formação de políticas públicas, áreas como a educação, saúde e trabalho podem beneficiar destas observações. Entender o comportamento dos consumidores, permite que os governos orientem as suas políticas de forma a atenuar os efeitos destas escolhas “irracionais”.

Com uma linguagem acessível o trabalho deste economista é elogiado pela forma como consegue expôr o seu pensamento, utilizando analogias que explicam conceitos económicos.

Um software de Contabilidade como Sage for Accountants permite tomar decisões racionais, mais acertadas para a empresa, com base em dados financeiros e contabilísticos em tempo real. O programa permite a personalização dos mapas e relatórios financeiros e a obtenção de rácios, gráficos e outros elementos de análise.

 

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe um comentário