Gestão de Empresas Recursos Humanos Sage Enterprise Management

Equipas globais:como geri-las de forma eficaz 

As equipas globais têm nas suas mãos a exigente tarefa de conquistar novos mercados e de oferecer experiências únicas aos consumidores. Mas, para que possam funcionar, é necessário que os líderes assegurem que todos os elementos estão ligados entre si, independentemente do local e da cultura em que se inserem. 

Alguns dos principais desafios.

Para os membros das equipas que se situam numa localização geográfica periférica, pode ser mais difícil ter acesso a informação e aos principais centros decisórios. São várias as situações que criam fatores de desvantagem, uma vez que, nesse caso, são obrigados a comunicar noutra língua e de uma forma que não tem relação com a sua cultura.

Os horários são muitas vezes adaptados à sede e, frequentemente, com diferenças de oito horas. Perante tudo isto, é fácil cair num estado de desmotivação, com uma sensação de desrespeito e isolamento.

No artigo de hoje, vamos oferecer algumas sugestões para que as chefias consigam evitar estes problemas e para que toda a equipa global se sinta envolvida e relevante para a empresa.

Encontrar um terreno comum.

Assegurem-se que as diferenças ao nível do fuso horário são divididas entre ambas as partes. Importa criar uma rotação nas reuniões à distância, alternando horários ou procurando encontrar a hora mais conveniente para todos. É uma cortesia e atenção que fará os membros que vivem mais distantes sentirem-se considerados.

Trabalhar com diferentes culturas.

Outra forma de estabelecer uma ligação entre as equipas passa por criar ocasiões para reuniões presenciais em diferentes zonas geográficas, garantindo assim o relacionamento, mesmo com equipas distantes. Utilizem a videoconferência para acompanharem a evolução do trabalho das vossas equipas.

Analisem as vossas convicções.

É importante que os líderes analisem as suas ideias sobre temas como, por exemplo, o que constitui uma boa participação numa reunião. As diferenças culturais mudam a forma como nos expressamos, colaboramos e intervimos em reuniões. Vale a pena rever as ideias que têm sobre estes temas, verificando se não estarão a ser influenciados por preconceitos culturais.

Um software de ERP.

Um ERP Sage permite acompanhar as equipas globais, melhorar a gestão de talentos e facilitar a cartografia dos cargos/funções, graças a um referencial de competências e de funções transversais e únicas.

Em conclusão:

Gerir equipas globais é um desafio, mas só com um espírito de compromisso é possível os colaboradores situados mais longe da sede da empresa sentirem-se incluídos e respeitados. Apenas com este esforço as empresas poderão colher totalmente os benefícios da globalização e do contributo criativo dos seus colaboradores espalhados pelo mundo.

 

 

 

 

 

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe um comentário