Browsing Tag

Cloud

Recursos Humanos

Novos desafios para os Recursos Humanos

O crescimento das empresas origina novos desafios: a expansão para vários países aumenta a complexidade quer a nível do número de colaboradores, quer a nível das diferentes legislações em cada país.

É todo um novo nível de complexidade e torna-se essencial o apoio de um software de recursos humanos, nomeadamente de um software com ligação a Cloud.

Motivação da equipa.

Com o crescimento da empresa, é natural que os colaboradores desejem trabalhar à distância e que a força de trabalho integre também colaboradores externos. O trabalho à distância com o apoio da Cloud permite uma melhor colaboração e partilha de informação, independentemente do local onde estejam fisicamente.

Desta forma existe um maior envolvimento, o que melhora o desempenho e a monitorização do trabalho é melhorada. O Grupo Aberdeen, numa pesquisa recente, concluiu que autonomia no trabalho à distância aumenta a motivação em 17% com consequências para a produtividade.

Uniformidade.

A expansão de uma empresa para outros países leva a que em cada local existam diferentes formas de trabalhar, dificultando a administração e a implementação do trabalho à distância. Surgem erros, trocas numerosas de e-mails e dificuldades em analisar a informação e tomar decisões estratégicas.

Ter uma base de dados única como fonte final na Cloud permite uma visão global dos colaboradores e uma recolha de informação uniforme.

Software adaptável: as ferramentas de gestão de recursos humanos da Sage têm um elevado grau de adaptabilidade e são fáceis de implementar. O resultado é um ganho de tempo considerável para se concentrarem no coração do negócio, aumentando a produtividade com uma motivação crescente dos funcionários.

 

 

Inovação e Tecnologia

#SageSummit2016: ignite your passion

Foi no McCormick Place, em Chicago, que o Sage Summit 2016 recebeu mais de 15 mil participantes (sem contar com os participantes que tiveram oportunidade de assistir ao Sage Summit Live): entre clientes, colaboradores e parceiros, foram quatro dias de conferências, oportunidades de networking e um evento onde a energia não ficou de fora.

“At Sage we want to help you ignite your passion for business” foram as palavras que Stephen Kelly, CEO da SAGE, proferiu para receber todos os presentes no Sage Summit 2016.

O primeiro dia do evento foi dedicado aos parceiros presentes no evento – contamos com mais de 2000 parceiros espalhados por todo o mundo -, sendo que nos 3 dias seguintes o palco do McCormick Place continuou a sua tradição de receber oradores de excelência, todos ligados ao mundo dos negócios e do empreendedorismo: Sir Richard Branson (fundador do Virgin Group), Robert Herjavec, Daymond John (magnata da tecnologia e CEO da FUBU, respetivamente, ambos investidores do programa Shark Tank), Gwyneth Paltrow e Zooey Deschanel (ambas actrizes e co-fundadoras da goop e da Hello Giggles, respetivamente), Ashton Kutcher (investidor em diversos negócios tecnológicos como a UBER, Airbnb e Spotify…) e Yancey Strickler (CEO da Kickstarter).

Entre sessões e talks acerca das vantagens para parceiros do ecossistema SAGE, evolução e tendências do mercado digital, o papel da giving economy, houve tempo para esclarecer a estratégia na qual a SAGE está a embarcar: a empresa está a atravessar um período de transição para o serviço Cloud.

A SAGE está a estabelecer parcerias com os principais players na área Cloud e tem vindo a apostar progressivamente no esclarecimento e otimização da sua linha de produtos, tendo em conta que muitos dos seus clientes se dizem sentir perdidos perante as diferentes linhas existentes. Paralelamente, foi na edição de 2016 do Sage Summit que Stephen Kelly destacou a nova orientação que a empresa está a tomar, com um rebranding progressivo acompanhado por um maior investimento em R&D (Research&Development) e na otimização de recursos financeiros.

Segundo o website IT Pro Portal, o Sage Summit 2016 foi caracterizado por 3 C’s: Cloud, Charity e Community of Partners. Além dos já abordados Cloud e Community, na edição deste ano a SAGE Foundation esteve presente após o seu lançamento na edição do ano passado, onde doou 50 mil dólares à organização local Brave Initiatives, e anunciou um maior foco na responsabilidade social e corporativa.

No final de quatro intensos dias com centenas de oportunidades que passaram no palco principal de um dos maiores centros de congressos nos Estados Unidos da América, todos os participantes tiveram a oportunidade de assistir a um concerto dos Norte-americanos The Killers.

 

Gestão de Empresas

Como a tecnologia está a mudar a gestão das empresas

A evolução da tecnologia e as novas dinâmicas de trabalho têm estado na origem do novo desenho do modelo de gestão das empresas. Um futuro diferente e mais subtil do que imaginavam emergiu, no qual existe tecnologia à vossa volta. A informação é um dado adquirido e o acesso 24/7 aos documentos e ao email a partir de qualquer local também.

As principais prioridades das empresas mudaram muito nos últimos tempso: de uma preocupação com a poupança de custos, que se manteve durante e depois da crise financeira global, para uma relevância maior dada ao crescimento e rentabilidade e, agora, a maioria das empresas já tem em ação uma estratégia digital alinhada com os objetivos gerais. Um dos benefícios de utilizar uma solução de gestão integrada, como Sage Business Suite, é ter um software totalmente adaptável a qualquer tipo de negócio, com implementações feitas de forma rápida e eficiente.

Podendo trabalhar sobre a informação em qualquer lado, os vossos colaboradoras vão tornar-se mais produtivos. Se surgir uma nova oportunidade, podem responder em tempo real. Se virem algo que precisa da vossa atenção, podem tratar disso rapidamente. Com uma solução de gestão como Sage Business Suite, vão melhorar a fluidez de circulação da informação entre todos os setores da vossa empresa, bem como entre os agentes externos. Esta maior fluidez de informação trará mais produtividade ao vosso negócio e capacidade de tomar decisões de forma mais estruturada e rápida.

Portanto, pode ser que o futuro de que tanto falaram não tenha – ainda – chegado, mas o que chegou até nós é uma nova realidade que oferece mais possibilidades do que inicialmente se pudesse pensar. Temos um tempo presente que oferece novas maneiras de fazer negócios com mais facilidade e a baixo custo. E Sage Business Suite está ao vosso lado para fazer uma gestão integrada de todo o vosso negócio: saibam tudo sobre esta solução aqui!

 

Gestão Financeira

O valor da gestão de tesouraria

Eis um puzzle para si: que valor acrescentam os vários centros de custos da sua empresa? No passado, nem sempre foi fácil deslindar o valor que algo necessário mas dispendioso (por exemplo, a iluminação do seu escritório, do email da empresa ou de um centro de recursos) de facto proporcionava. Sabíamos o custo aproximado, mas não compreendíamos os lucros que isso gerava.

Isto está a mudar. É agora mais fácil calcular o custo de um serviço ou duma tecnologia e, em resultado disso, determinar o valor por ela criado, transformando um centro de custos num centro de proveitos. À medida que esta tecnologia se torna financeiramente mais acessível, fica também mais facilmente disponível, às empresas de média dimensão.

Desmistificando a Gestão de Tesouraria

A gestão de tesouraria é a prática de compreender, qualificar e dar o melhor uso às participações financeiras da sua empresa. Uma boa gestão de tesouraria minimiza os riscos operacionais e financeiros e fornece aos gestores elementos para saberem o que está disponível para colocar, para investir ou para desembolsar.

O papel da tesouraria está a mudar, tendo uma função cada vez mais fundamental numa organização.

Mudanças recentes no modo como as organizações e as instituições financeiras interagem significam que a tesouraria e a gestão de numerário têm um novo papel; e que transações rápidas e transparentes é o que está em cima da mesa.

Proporcionando informação fundamental

A tesouraria e a função com ela relacionada (gestão de numerário) fornece informação fundamental e aconselhamento estratégico para a tomada de decisões de qualquer empresa. Uma boa gestão de tesouraria e de numerário permite uma exata avaliação do risco e uma mais rápida disseminação da informação por toda a empresa.

Os desenvolvimentos na tecnologia tornam este processo muito mais rápido, mas nem sempre financeiramente comportável. O responsável pelo risco num banco de investimento pode precisar de conhecer a posição de risco duma empresa antes e depois de uma transação, para perceber a exposição dessa empresa. Para o banco e para os seus clientes, essa informação é suficientemente valiosa para justificar um investimento significativo em sistemas de cálculo de risco que estão para lá do alcance de muitas empresas. Este já não é o caso; e enquanto um banco de investimento estará sempre um ou dois passos à frente do resto do mercado, uma gestão de tesouraria poderosa é agora um objetivo muito mais acessível e alcançável.

Hoje, muitas organizações estão condicionadas por sistemas lentos, por uma falta de integração e pela falta de uma visão de conjunto da Cadeia de Valor Financeira, desde a encomenda inicial até à sua satisfação; embora seja possível compreender a posição em que se está em qualquer momento, o processo não é linear nem rápido. Mas isso pode mudar com a ajuda do Sage XRT.

Uma boa gestão da cadeia de valor financeira sobre o capital disponível de uma empresa, a par da disponibilização de uma visão de conjunto da liquidez da empresa, seja no interior da empresa seja no contexto do mundo, dá dinheiro.

As ferramentas de gestão e controlo financeiro e liquidez, como o Sage XRT, ajudam a reduzir os diversos fatores de risco envolvidos nas transações comerciais, reduzem os custos do processo e ajudam a manter e a melhorar as relações com os clientes e com os fornecedores.

Não se trata de um produto recente e inexplorado: presentemente, cerca de dez biliões de euros são processados diariamente pelas soluções Sage XRT na cloud, graças aos seis mil clientes que já usam a plataforma.

Temos trabalhado arduamente para tornar a solução Sage XRT disponível para organizações de média dimensão. É agora mais fácil (e financeiramente mais acessível) começar a considerar o valor que as suas funções de gestão de tesouraria aportam ao seu negócio.

Conheça em detalhe o Sage XRT e as vantagens que a sua empresa conseguirá com esta plataforma, no próximo Sage Business Breakfast – inscreva-se aqui.

Inovação e Tecnologia

Adaptação das empresas ao mundo digital

Iniciou-se um novo ciclo económico e as empresas começam a pensar como vão desenvolver o seu negócio no futuro. A estratégia, quase obrigatoriamente, passa pelo digital. Porquê? Porque em breve todos os setores de atividade terão uma forte presença digital, uma tendência que se vai afirmando cada vez mais.

Em Portugal e no mundo, a mobilidade afirma-se cada vez mais como uma tendência que veio para ficar: hoje, todos os esforços estão centrados em facilitar os processos de trabalho e de comunicação e oferecer a melhor experiência possível aos clientes.

Acelerar a transformação digital torna-se, assim, imperativo para qualquer empresa. Em todos os setores, da indústria ao retalho, passando pela banca, seguros, energia, turismo ou saúde, denota-se uma forte presença na economia digital.

Deixamos alguns conselhos para fazerem a adaptação da vossas empresa ao mundo digital:

  • Aproveitem as tecnologias disponíveis. Existem muitas tecnologias que funcionam com a internet e que podem ser integradas com os serviços oferecidos pela empresa. Alguns exemplos são: faturas eletrónicas, notificações através de mensagens de texto, envio automático de recibos e faturas ou monitorização e análise das preferências dos clientes.
  • Pensem em todos os dispositivos. Há muito que os utilizadores se conectam à internet através de vários dispositivos para além do computador: é fundamental pensar, quando comunicam, em ter conteúdo adaptável a todos os formatos e dispositivos, como as smartTV, smartphones, tables, entre outros.
  • Considerem novas formas de comunicação e interação. As redes sociais, por exemplo, oferecem um canal aberto para comunicar de forma imediata com os consumidores, alcançando uma grande visibilidade. Devem, por isso, estar integradas numa estratégia de comunicação digital.
  • Criem um sistema de otimização baseado em métricas. Uma das grandes vantagens dos meios digitais é a facilidade em medir com precisão a efetividade das ações das empresas e das respostas dos utilizadores. A melhor forma de ter um serviço à medida dos vossos clientes é analisar as métricas que vos dizem muito sobre as suas necessidades, comportamentos e preferências.
  • Utilizem as plataformas digitais. A adaptação de uma empresa ou negócio ao mundo digital implica algumas mudanças profundas. Para integrar adequadamente as tecnologias disponíveis, os processos de trabalho também têm que ser ajustados. Podem utilizar plataformas colaborativas para trabalhar e produzir documentos online, o que facilitará a passagem de informação e a adaptação da vossa empresa e colaboradores aos canais digitais.