Browsing Tag

Colaboradores

Faturação

Como ajudar os colaboradores a superar a insegurança

Gerir uma empresa significa estar atento aos colaboradores, de forma a criar um ambiente de trabalho harmonioso e respeitador. É fundamental estar atento a sinais de que os colaboradores podem sofrer de insegurança crónica ou do chamado síndroma de impostor.

Um bom ambiente encoraja a produtividade, a psicologia empresarial ganha uma importância crescente nas empresas e já não é possível ignorar a importância destes fatores no desenvolvimento das empresas. Neste artigo vamos analisar o caso de colaboradores que sofrem com o chamado, síndroma de impostor, e como é possível ajudá-los a ultrapassar os aspetos mais negativos.

Colaboradores inseguros e autocríticos.

Alguns colaboradores sentem uma enorme insegurança, apesar de serem elementos produtivos e muitas vezes com uma performance acima da média. Estes indivíduos tendem a ver o seu sucesso como fruto de um momento de oportunidade ou boa sorte,  nunca como um resultado merecido do seu esforço.

Alguns chegam a temer ser descobertos, como se fossem impostores e não estivessem por direito próprio nas funções que ocupam dentro da empresa. Estudos parecem indicar que cerca de 70% da população experiência em diferentes graus, esta sensação de desconforto no trabalho.

Um gestor que se aperceba desta realidade deve procurar mostrar um reconhecimento do trabalho realizado pelo colaborador de forma mais expressiva. Este indivíduos necessitam de ter a sua confiança reforçada, e como tal é importante expressar reconhecimento e agrado com o trabalho realizado.

Os empreendedores também sofrem com este síndroma.

Este sentimento também afeta os empreendedores, atingidos pelo stress que rodeia a atividade de gerir a própria empresa. É uma atividade em que as  horas de trabalho são intermináveis, com um aumento do isolamento social, o que resulta num aumento da insegurança e dúvidas pessoais.

A verdade é que este sentimento não tem de ser algo que os impeça de vingar com os seus projetos, aceitar estes pensamentos pode servir de motivação para realizarem um trabalho superior, ultrapassarem os seus medos e alcançarem um crescimento real do seu negócio.

Contar com um software de faturação como Sage 50c, mais eficiente e segura, com acesso móvel a partir de qualquer lugar e indicada para pequenas empresas de todos os setores de atividade que não querem só fazer faturas.  Com Sage 50c poupam tempo em tarefas repetitivas, permitindo investir mais tempo no bem estar da equipa, parte essencial para atingir o sucesso.

 

 

 

 

 

Gestão de Empresas

Como criar ambientes de trabalho colaborativos

Um dos desafios que os gestores enfrentam, passa por conseguir construir ambientes que sejam verdadeiramente colaborativos. Estamos cercados por muitas solicitações a nível de informação cujo o objetivo é o de contribuir para uma melhor comunicação, mas acabam por ocupar tanto tempo que têm um efeito contrário.

Podem criar uma certa ineficácia, sabotar a colaboração entre equipas, acabando por diminuir a produtividade. As equipas e colaboradores devem procurar estar alinhados, de forma a não perderem tempo duplicando tarefas e perdendo rapidez de resposta. Neste artigo vamos sugerir algumas formas de ultrapassar estas dificuldades.

Uma visão coletiva.

Diferentes sistemas e questões culturais criam por vezes barreiras que é necessário ultrapassar para construir um ambiente de colaboração. Num primeiro momento uma observação dos processos, tentando analisar todas as situações que possam criar rotura de produtividade.

Questionem quais os objetivos de cada processo e como podem atingi-los de forma mais rápida. Em seguida procurem analisar como presentemente a forma como os processos são conduzido levam à perda de produtividade e rendimento.

Envolvam as equipas nos resultados e na aplicação de novas formas de laborar, decorrentes da avaliação que realizaram.

Uma colaboração com transparência.

A transparência é essencial, perceber quem é responsável pela execução de tarefas na equipa, se os tempos para estas tarefas estão ajustados, se existe um cumprimento real das metas. É bastante útil criar soluções que tornem visível o trabalho de cada equipa na empresa, promovendo uma aproximação em tempos e uma saudável competição.

Responsabilizar os colaboradores.

Responsabilizar e reconhecer quando elementos de uma equipa ou a equipa atingem as metas, dar formas de demonstrar mérito incentiva ao despontar de capacidade de liderança nas equipas, essencial ao desenvolvimento de novos quadros dentro das empresas e a retenção dos elementos com mais valor.

Enfrentar bloqueios à mudança.

Novas formas de realizar tarefas são sempre acompanhadas de alguma resistência, não é invulgar que alguns gestores desejem manter os processos antigos, ou por não estarem convencidos dos benefícios ou por os próprios não serem pessoas flexíveis.

Para ultrapassar estes bloqueios há que demonstrar uma atitude de liderança e firmeza. Documentar os progressos obtidos pelas equipas que aderiram às mudanças, e continuar a persuadir com dados concretos os elementos relutantes.

Acompanhar a progressão.

Um software de ERP é fundamental para acompanhar a evolução dos processos e conseguir quantificar a percentagem de sucesso.  O Sage 100c permite uma gestão de stocks, vendas, compras e fornecedores ligada à contabilidade, de forma que é possível acompanhar a evolução da empresa e o sucesso da aplicação de novos processos.

Depois de implementar estas novas práticas, devem fazer um acompanhamento junto das equipas para perceber se estão na direção correta. Esta escuta atenta e participativa, traz soluções inesperadas e permite fazer correções necessárias. Manter abertura só pode beneficiar a evolução da empresa.

Criar uma cultura de trabalho em colaboração e elevada produtividade numa empresa,  deve começar no quadros topo mas apenas se pode alargar à base através de um processo de envolvimento crescente de toda a organização.

 

BMS

6 Pontos a ter em conta para uma boa liderança

Existem erros que não podem ser cometidos, que podem comprometer todo o trabalho de uma boa liderança. Neste artigo vamos abordar seis pontos fundamentais que fazem a diferença para uma boa liderança.

Tratamento equilibrado da equipa.

Cada pessoa tem suas particularidades e essa individualidade deve ser respeitada. Por isso, é importante que o líder tenha uma boa visão da equipa, entendendo o perfil de todos os colaboradores que fazem parte dela. É importante que as críticas e elogios sejam transmitidos de forma adequada a cada pessoa. Esta é a melhor forma de evitar a desmotivação e conseguir conquistar a confiança de toda a equipa.

Ser coerente.

Um líder deve ser um exemplo de coerência entre as suas ações e palavras. Desta forma, estará a exigir a mesma atitude dos colaboradores e a estabelecer um padrão de comportamento.

Partilhar conhecimento.

Um líder não deve guardar o conhecimento apenas para si, deve compartilhar experiências e mostrar o que os colaboradores podem fazer. É um sinal de segurança e ajuda a criar um canal de comunicação para sanar dúvidas e trocar ideias.

Investir no desenvolvimento dos colaboradores.

O líder deve auxiliar o desenvolvimento profissional da equipa. Ignorar essa necessidade faz com que os colaboradores se sintam desmotivados e dificulta a retenção dos melhores talentos. Depois de definidos os objetivos, cabe ao líder fazer um acompanhamento constante para verificar se o desenvolvimento está a ser conforme o esperado.

Contar com um software de ERP.

Um bom líder deve contar com um bom software: com Sage 100c é mais fácil controlar a evolução da empresa, as obrigações legais e ter uma visão global de todo o negócio.

Saber escutar.

Guardem tempo para ouvir atentamente os vossos colaboradores – com abertura a sugestões -, mas filtrando o que pode ou não ser aplicado. Mesmo que a sugestão não seja útil, há que tratar com consideração os colaboradores pela a sua participação.

A falta de tempo e a pressão levam a que alguns empreendedores esqueçam estes pontos: a boa liderança e motivação são essenciais para o sucesso de qualquer empresa e não devem ser colocadas em segundo plano.

 

Recursos Humanos

3 conselhos para ser bem sucedido em networking

Trabalhar em rede em muito importante para as empresas, as relações que se estabelecem podem alterar de forma fundamental o futuro da vossa empresa.

Construir relações.

É importante estabelecer relações com pessoas que são fundamentais para o vosso projeto, e por vezes embora se estabeleçam relações não existe um beneficio direto. Se procuram ser empreendedores, construir relações que venham a beneficiar o vosso negócio é um passo natural e desejável, e há que investir nas pessoas que têm uma maior influência e ligação com a vossa marca.

Estabeleçam uma lista a partir de uma pesquisa que inclua pessoas com as quais seja importante criar uma relação. Esta relação será estabelecida tendo por base um conjunto de pontos comuns, que se sintam atraídas pela vossa ideia e pela a vossa personalidade. Uma postura amigável e generosa cria boas relações, que não se devem reduzir ao vosso nicho.

Abraçar o desconhecido.

Enquanto várias plataformas como o Facebook ou LinkedIn apenas encorajam o estabelecer de relações com pessoas que já conhecemos , ou com os quais temos amigos comuns, é importante não estar sempre em contacto com o mesmo grupo de pessoas.

beBee é uma plataforma que procura relacionar pessoas que partilham interesses profissionais e pessoais, permitindo novos passos na carreira através de novos conhecimentos. Expor os vossos pontos de vista a outras pessoas e sair de um espaço relativamente protegido.

Uma das formas de diversificar passa por visitar as diferentes redes, mesmo a menos usadas. Algumas pessoas usam Grupos do LinkedIn, outras comunidade do Google+. Quando se inscrevem estão ativamente a criar a oportunidade de criar novas relações, seja alcançando clientes ou uma audiência ideal.

Abordagem sensível.

Os networkers favoritos conseguem abordagens criativas e subtis. Uma das melhores formas passa por oferecer soluções para problemas que as empresas tenham. Para tal, é essencial analisar as principais dificuldades que as empresas enfrentam e depois fazer uma abordagem cuidadosa e quase casual.

Não nada pior que sentirmos pressão ou insistência para estabelecer uma ligação. A proposta pode ser ótima mas se a abordagem for inadequada perde-se a oportunidade.

O principal elemento a não esquecer, é que estamos a tratar com pessoas reais, e que seguindo estas três estratégias o resultado será uma atitude positiva para com a vossa mensagem, e um convite à interação. As relações humanas são um elemento fundamental para o sucesso e contar com um software de Recursos Humanospermite potenciar aquele que é um dos maiores recursos empresariais.

 

 

Recursos Humanos

Conhecer os colaboradores: empresas conhecedoras do seu potencial humano

Um dos elementos mais importantes para o sucesso das empresas são os seus recursos humanos e para aproveitar plenamente este recurso, há que o conhecer plenamente com base em dados objetivos.

Para tal é essencial contar com uma sistematização da informação recolhida sobre os colaboradores. Quantificar elementos como o envolvimento dos empregados, o seu grau de cultura empresarial, e a sua eficiência a nível operativo.

É importante analisar a qualidade da informação prestada pelos colaboradores, uma vez que esta afeta diretamente a tomada de decisão.

Software de Recursos Humanos.

Um software permite simplificar os processos de avaliação, identificando competências e necessidades de formação. A informação concreta é recolhida, sistematizada, simplificando o trabalho de análise.

Desta forma é possível dirigir os recursos humanos para atividades que sejam convenientes e em que os colaboradores consigam desenvolver o seu pleno potencial, enriquecendo a empresa com o seu contributo.

Melhorar a execução.

Conseguindo reunir informação concreta sobre as dificuldades dos colaboradores torna-se mais fácil fazer um diagnostico das suas necessidades de formação e desta forma superar as suas dificuldades.

Sistemas de incentivos.

Se conseguirem perceber quais as principais necessidades e expetativas dos vossos colaboradores, será mais fácil colocar objetivos e desenhar um programa de incentivos adequado. Os incentivos só funcionam se forem de encontro aos desejos dos funcionários.

Ter acesso a informação sistematizada simplifica a análise da informação e possibilita que em períodos críticos, em que seja necessário comunicar decisões que afetam os colaboradores, se possa justificar decisões com dados concretos.

As novas tecnologias com nuvem trouxeram melhoramentos incríveis a nível de partilha de informação nas empresas e recolha de informação de colaboradores situados em diferentes locais. Este conjunto de transformações que colaboram para uma melhor gestão, facilitam o trabalho e incrementam a produtividade, graças ao aproveitamento pleno dos recursos humanos.