Browsing Tag

Empresas

Contabilidade

A transformação da Contabilidade: inovações tecnológicas incontornáveis

É essencial que empresários e contabilistas se mantenham atentos aos avanços tecnológicos, para darem resposta às necessidades do mercado e dos seus clientes.

As inovações tecnológicas mudaram a forma como a contabilidade é realizada: recursos digitais e ferramentas online aumentaram a produtividade e a capacidade de organização. A redução de erros foi substancial e é possível obter uma análise mais precisa, com benefícios para as empresas. Neste artigo vamos ver algumas das vantagens que devem continuar a motivar os profissionais desta área para se manterem vigilantes em relação às inovações.

Armazenamento digital de documentos.

Guardar documentação em papel tem custos elevados, e consomem tempo na sua organização e arquivo. O espaço físico é limitado e existe a obrigatoriedade de guardar documentação por alguns anos.

Digitalizar os documentos, ou preencher e tratar completamente online, transformaram a contabilidade. A Cloud veio revolucionar a forma como guardamos documentação, sendo mais fácil também partilhar com quem queremos.

Calendários virtuais e gestão de tarefas.

As plataformas digitais contêm calendários que auxiliam na gestão de tarefas diária. Alguns contem alarmes que chamam a atenção para os limites temporais de entrega de alguma documentação, evitando falhas e multas por atraso.

Software de Contabilidade.

Um software de contabilidade como Sage for Accountants foi criado especificamente para realizar tarefas à medida das necessidades das empresas de contabilidade, estando permanentemente atualizado com todas as alterações legislativas que possam afetar estas tarefas. Simplifica as tarefas com um aumento significativo da produtividade e eficiência.

A importância de formação regular.

Para maximizarmos os ganhos da tecnologia, é essencial que as empresas apostem na formação dos seus colaboradores, e também uma constante reciclagem dentro do conhecimento especifico da área.

A relação com os clientes.

A tecnologia aproximou clientes e profissionais, as plataformas tornam-nos mais próximos, partilhando documentação e poupando tempo no processo. Torna-se mais fácil acompanhar todo o processo de venda de um serviço e fazer os ajustes necessários, para que a experiência seja cada vez mais satisfatória.

As mudanças são cada vez mais rápidas e este é uma área que se transformou profundamente com as inovações tecnológicas, e é apenas natural que continue a ser alvo de transformações, o que significa que todos os interessados devem estar atentos.

Inovação e Tecnologia

Sage Sessions

No próximo dia 23 de novembro realiza-se a primeira Sage Sessions no Pavilhão Carlos Lopes em Lisboa, com o tema “O Futuro Agora, em Lisboa”.

As Sage Sessions são um espaço para network de empresas de pequenas a grandes com o objetivo comum – crescer e perceber as oportunidades de negócio. Para atingirmos essa meta comum, apresentamos conteúdos relevantes para áreas de negócio, e dicas e inspiração de experts. No centro das atenções a transformação digital como chave para atingir o crescimento.

As boas vindas serão dadas por Josep Maria Raventos – Country Manager Sage Portugal. Seguirá uma conversa com a empresária e apresentadora da televisão, Cristina Ferreira com o tema “À boleia do digital: da televisão para o mundo do empreendedorismo”. Cristina Ferreira falará da sua veia de empreendedora, o que a levou a ir além da apresentação em televisão, e sobre o que a motiva a continuar a lançar-se em novos negócios.

Seguidamente teremos Daniel Reis – Sócio Partner da PLMJ, que nos irá falar sobre “O Impacto do Regime Geral de Proteção de Dados”. Este é um tema que ainda suscita dúvidas devido às suas implicações, a rápida evolução tecnológica e a globalização criaram novos desafios exigindo um quadro de proteção sólido e mais coerente na União Europeia.

Segue-se no programa a apresentação “O que o Office 365 pode fazer pelo seu negócio”, a sua integração com o software Sage 50c abre novas possibilidades de conetividade, que em muito poderão ajudar as pequenas empresas a ser ainda mais efetivas e produtivas.

Para terminar contamos com a presença de João Vasconcelos – Senior Adviser Clearwater International e ex-secretário de Estado da Indústria, que nos irá falar sobre a “Quarta Revolução Industrial”.

Para encerrar teremos um cocktail, oportunidade para mais networking e algumas speed demos dos novos produtos Sage. Assista à primeira edição da Sage Sessions em Lisboa, dê um passo na direção certa, prepare o futuro do seu negócio ao lado da Sage.

Faturação

Dois elementos essenciais para o sucesso: talento e tecnologia

Todas as empresas se sentem pressionadas com a competição e sabem que a única forma de a enfrentar, passa por se manterem atentas às inovações tecnológicas que lhes podem trazer alguma vantagem.

Seria de esperar que essas empresas tivessem ultrapassado outras dificuldades, nomeadamente a nível operacional que afetam o crescimento do negócio, mas esta não é muitas vezes o caso.Um estudo realizado pela Sage indicou que os principais desafios paras pequenas e médias empresas, passam pela competição a nível interno, mudanças na legislação económica e em regulamentos, recrutar colaboradores talentosos e encontrar tempo para se focarem no crescimento do negócio.

Construir uma cultura de empresa baseada na confiança.

É fundamental para um pequeno negócio ter uma definição de qual os seus valores e permanecer firme na sua defesa. Os lideres devem inspirar os colaboradores a abraçar os valores fundamentais da empresa, e tudo começa no momento da contratação.

Um dos grande desafios passam por contratar as pessoas certas para a posição, algo mais difícil do que parece. Alem da descrição da tarefa, há que encontrar pessoas que se adaptem à empresa, e acreditem na missão da empresa. Devem ter em conta no momento da contratação quais as capacidades e características necessárias para tingir os objetivos definidos.

Adaptar as operações à tecnologia móvel.

Tecnologia móvel, big data, e uso da Cloud, são os investimentos do momento para as empresas que desejam acompanhar a inovação. Não há dúvidas de que estas novidades permitem uma diminuição de custos e tornam os negócios mais eficientes.

Um software como Sage 50c permite a pequenas e médias empresas trabalhar online, com acesso a funções para alem da faturação. Com este software é possível aceder em qualquer lugar aos dados do negócio, e a partir de qualquer dispositivo.

Por vezes a equipa necessita de formação para abraçar novas tecnologias, mas cada vez mais o uso de aplicações faz parte da vida quotidiana, e torna-se necessário menos apoio.

Automatização permite um maior crescimento.

Estudos conduzidos pela Sage, demonstram que cerca de 41% dos pequenos negócios ainda sentem algum cepticismo em relação ao papel da inteligência artificial e das Bots chats, no auxilio das tarefas administrativas que ainda lhes ocupam diariamente algumas horas.

Automatizar tarefas repetitivas administrativas permite poupar tempo, e apostar mais na relação com os clientes ou a aperfeiçoar o produto/serviço.

Os lideres devem pensar de forma critica sobre como as novas tecnologias os podem ajudar, e por sua vez auxiliar a equipa a fazer um bom uso destas possibilidades, que permitem um significativo corte de custos. Dedicar mais tempo a planear o crescimento futuro da empresa, apostando na contratação de pessoas talentosas, que tragam um contributo único para o negócio.

 

 

 

 

Contabilidade

Economia Comportamental: um conceito a conhecer

O termo Economia Comportamental começou a ser divulgado na imprensa, depois do norte-americano Richard H. Taller ter recebido o prémio Nobel em Economia, por contribuições neste campo de estudo. Neste artigo vamos ver em que consiste e como funciona esta teoria da contabilidade mental.

Pensar no imediato.

Por vezes tomamos decisões financeiras que vêm a ter um impacto negativo nas nossas vidas, apenas porque pressionados pela necessidade, acabamos por optar por soluções que nos são desvantajosas.

Ao pedir um financiamento a um banco, o primeiro dado que nos é dado versa sobre as opções de pagamento e apenas numa fase secundária nos é apresentado a taxa de juro (que em geral será menos, se as prestações também forem menos). A principal preocupação passa por conseguir fazer o pagamento, mesmo contratando e optando pela pior opção.

Decisões financeiras irracionais.

Esta teoria procura demonstrar que grande parte das decisões que tomamos no dia à dia, procuram satisfazer necessidades imediata se não analisamos sequer as alternativas  nem as possíveis consequências. Ou seja a economia deve sempre ter em conta a psicologia.

Políticas Públicas.

Esta teoria permite auxiliar as entidades governamentais na formação de políticas públicas, áreas como a educação, saúde e trabalho podem beneficiar destas observações. Entender o comportamento dos consumidores, permite que os governos orientem as suas políticas de forma a atenuar os efeitos destas escolhas “irracionais”.

Com uma linguagem acessível o trabalho deste economista é elogiado pela forma como consegue expôr o seu pensamento, utilizando analogias que explicam conceitos económicos.

Um software de Contabilidade como Sage for Accountants permite tomar decisões racionais, mais acertadas para a empresa, com base em dados financeiros e contabilísticos em tempo real. O programa permite a personalização dos mapas e relatórios financeiros e a obtenção de rácios, gráficos e outros elementos de análise.

 

BMS Gestão de Empresas

Como fazer uma apresentação que deslumbre uma audiência

A maioria dos lideres consegue fazer uma apresentação sobre um tema sob o qual habitualmente trabalham sem grande dificuldade, mas conseguir uma comunicação cativante e que fique na memória da audiência não é assim tão fácil.

Uma semana depois de assistirmos a uma comunicação, apenas recordamos 10% do seu conteúdo. Para que as ideias permaneçam na mente há que articular alguns pontos sem se estenderem demasiado, nem abusarem do uso de Powerpoint. É importante que as ideias transmitidas permaneçam na mente de quem escuta a apresentação.

Algumas dicas que a neurociência nos ensinou.

A forma como o nosso cérebro consome informação tem um efeito importante sobre se os conteúdos permanecem na memória. Em geral construímos a nossa comunicação através de argumentos racionais, reunindo informação e dados variados, no entanto os argumentos racionais são os primeiros que esquecemos.

Os nossos cérebros retêm primeiramente ideias, o hemisfério esquerdo ilumina-se e cria memórias, o hemisfério direito processa dados, mas rapidamente os esquece.

O papel de Storytelling.

Quando nos contam uma história, diferentes áreas do cérebro processam os elementos relacionados com a descrição de sons e cores. As reações não variam de pessoa a pessoa, os nossos cérebros reagem da mesma forma.

Nas apresentações há que ter em conta este dado e criar uma narrativa que inclua a informação, com a qual se construa uma ligação afetiva.

O poder da informação visual.

Uma imagem que contenha informação é mais facilmente memorizada, beneficiando a comunicação, sendo que a audiência passa a conseguir visualizar a narrativa. Para isso a parte visual tem de ser utilizada de forma correta, explicando ou ilustrando a ideia.

Deve ser apresentada uma imagem apenas por tema e deve ser retirada logo que deixe de ser relevante. A apresentação de muito material visual causa fadiga. Os elementos físicos ou artefactos também têm um papel particularmente importante no estimular da memória, usar adereços mesmo quando são só mostrados, podem ajudar à retenção.

Jogar com o contraste.

Usar no discurso um jogo de oposição entre contrastes, desperta a atenção do nosso cérebro. Reagimos bem a ideias contrastantes ou trocadilhos linguísticos. Metáforas e alegorias também têm o efeito de originar uma melhor visualização.

Da mesma forma que para bem comunicar devemos ter em conta o que sabemos sobre o nosso cérebro, para bem gerir uma empresa devemos contar com software de ERP. Um software de ERP como Sage X3 permite otimizar as operações da empresa, correspondendo à procura e garantindo a eficiência por meio de monotorização em tempo real do inventário.

Para conseguir atingir os melhores resultados possíveis, há que contar com a informação e tecnologia mais avançada, um apoio essencial para a superação de metas e sucesso de qualquer empresa.