Browsing Tag

Inovação

Sage Enterprise Management

Como gerir para estimular a inovação – Parte II

A inovação está na voga! No entanto, devemos lembrar-nos que inovação não significa simplesmente criar ideias mas sim, criar valor a partir dessas ideias. Empresas grandes precisam de inovação da mesma forma que as startups mas são mais lentas na sua resposta e facilmente se tornam avessas ao risco.

Os três grandes desafios atuais são: as expectativas altas dos clientes, a competição é mais disruptiva e a tecnologia está a ser desenvolvida a uma velocidade estonteante. Com a estrutura e a estratégia certa, podem estimular a partilha de ideias inovadoras no vosso negócio.

Usem métricas de inovação

Ao estabelecer os vossos KPIs, não excluam métricas de inovação para que os colaboradores com melhores performances sejam recompensados. Assim a vossa empresa grande pode premiar os laivos de empreendedorismo dos vossos colaboradores mais inovadores. Podem resolver o problema da retenção de talento com um sistema de recompensas que saiba identificar os valores que mais importam.

Um ERP com solução de Gestão de Pessoas presta as informações necessárias para se assegurarem que os vossos colaboradores estão na função certa e a receber o encorajamento certo.

Digitalizem a vossa empresa

Apostem na facilidade de uso e na acessibilidade total e unam todos os departamentos ou processos do vosso negócio. Assim, poderão atualizar o vosso produto ou serviço. Escolham a nuvem certa para o vosso negócio! Ofereçam novos processos e aplicações, com as inovações que nascem de alterações feitas à velocidade digital.

Invistam na inovação a longo prazo

A inovação deve ser uma função contínua, em detrimento de ser apenas um projeto. Pois, nem todas as ideias terão sucesso e trarão lucro. Instituam antes a estratégia de fazer várias pequenas apostas em várias ideias, com a certeza que apenas algumas vão ter êxito. Nunca percam a ligação entre a inovação e as necessidades do vosso negócio. Apenas assim conseguirão transformar ideias maravilhosas em soluções com valor real.

 

Sage Enterprise Management

Como gerir para estimular a inovação – Parte I

Todos conhecemos as histórias: se, ao menos, Blockbuster tivesse comprado Netflix ou os transportes coletivos tivessem inventado a Uber. A melhor forma de escapar das grandes empresas fugirem a este destino é adotarem a mentalidade de uma startup. Não se prendam na ideia de que isso significa falta de progresso. A aproximação persistente e analista das startups é aquilo que lhes dá um avanço perante as empresas já estabelecidas.

Para inovar, mudem a vossa forma de pensar

A mudança tem se começar pelas chefias. Demonstrem que, com uma visão forte, podem apresentar ideias corajosas e revolucionárias. Principalmente, expliquem que todas as estratégias são revistas, independentemente da origem.

Comecem a mudança na vossa sala de reuniões. Abram portas para que todos possam apresentar ideias corajosas e revolucionárias. Para isso, devem estar dispostos a aceitar o fracasso. Ofereçam autorização às vossas equipas para falharem rapidamente, aprenderem e começarem de novo. Assim, os vossos colaboradores terão à vontade para tomar riscos.

Contratem as pessoas certas e encorajem a colaboração

É fácil contratar colaboradores que sejam apostas seguras e que não desafiem o status quo. Para inovar, devem recrutar candidatos com pontos de vistas diferentes, disponíveis para questionar processos, assim como encorajar os vossos colaboradores mais inovadores. Espaços de trabalho colaborativos encorajam a motivação e participação, o que gera mais experimentação e inovação.

A solução certa de ERP Sage permite a colaboração ideal entre departamentos e até com os clientes, para que a informação em tempo real esteja sempre disponível para a inovação.

Na segunda parte deste artigo, vamos continuar a estudar como incentivar a inovação na vossa empresa.

 

Faturação Sage Faturação

Estão prontos para se dedicarem por inteiro ao vosso negócio?

O vosso pequeno negócio corre de vento em poupa. Estão a arrecadar muitas vendas e sonham com a demissão do vosso emprego seguro, para se dedicarem ao vosso pequeno negócio? Antes de fazerem a vossa decisão, devem tomar o pulso às vossas finanças.

Tenham tanto cuidado com as vossas margens de lucro quanto o cuidado que têm com os vossos materiais. Invistam num planeamento financeiro para terem uma visão clara da viabilidade do vosso negócio. Considerem os seguintes pontos:

Fazem lucro suficiente?

O primeiro passo num negócio viável é uma tarifação correta. Analisem os vossos dados de contabilidade para compreender se estão a cobrar os valores certos e como podem aumentar a cobrança ao acrescentar mais valias ao vosso produto.

Qual a origem dos vossos clientes?

Estudem os vossos canais de venda. Pode ser que um site de vendas online venda mais do que outro. Consciência destes fatores oferece-vos mais informação no momento de tomar decisões de marketing.

O vosso rendimento é impactado por modas?

Para além da época de Natal, conseguem identificar outros picos de vendas, ao longo do ano? Ajustem o vosso ano de acordo com os eventos que tragam mais vendas. Por outro lado, assegurem-se que o conhecimento da época baixa pode ser aplicado em desenvolvimento de novos produtos ou de marketing.

De que rendimento precisam para se poderem despedir?

Enfrentem este número de frente. Qual o nível de vendas de que precisam para equiparar o vosso rendimento atual? Assim, podem desenhar uma cronograma para vos guiar até chegarem ao vosso objetivo.

Estar a par das finanças é importante para qualquer negócio. Particularmente, para negócios pequenos. Garantam esta perceção com as soluções de Faturação Sage, de acordo com a vossa atividade. Ganhem acessibilidade a todas as vossas vendas e compras, para manter o vosso negócio criativo no bom caminho!

 

Sage One

Qual é o momento certo para lançar um negócio?

A vossa ideia tem muita força. A vontade é mais que muita. Está na altura de lançar o vosso negócio? Vamos falar sobre as circunstâncias ideais para abrir a vossa própria empresa.

Sejam francos sobre a vossa vida pessoal

Conjugado com uma época de stress, o lançamento de um negócio tornar-se-á extenuante. Devem ter tempo de sobra para dedicar ao vosso projeto. Um novo negócio pode ser compatível com um trabalho a tempo inteiro ou parcial mas vai exigir capacidade de concentração. Analisem os vossos níveis de energia neste momento e tenham em conta o impacto que o negócio poderá ter na vossa vida pessoal. O compromisso de tempo requerido pelo lançamento de uma nova empresa exigirá muito da vossa família, também.

Façam uma autoavaliação

A idade nunca vos deve impedir de avançarem com a vossa ideia. Por outro lado, alguns traços de personalidade são mais-valias no caminho de um empreendedor de sucesso. A uma grande dose de automotivação, devem juntar-se outras competências – de organização, de gestão de tempo e de marketing. E não devem esquecer uma ligação ou conhecimento extenso relativo à indústria em questão.

Conheçam a vossa conjuntura financeira

A vossa situação fiscal é uma consideração essencial a ter. Analisem quanto risco podem tolerar neste momento das vossas vidas, em termos de emprego e também de financiamento que o vosso negócio pode requisitar.

Por fim, o melhor conselho será simplesmente começarem. Mesmo antes de se sentirem prontos. Nada vos preparará totalmente para os desafios de lançar o vosso próprio negócio. Aprenderão muito no caminho. Por isso, comecem cedo e bem com Sage One, desde da vossa primeira fatura. Agilizem a vossa faturação com uma solução online e comecem assim que possível!

 

Inovação e Tecnologia

Sage impulsiona a digitalização de 50 000 empresas

O mercado digital português é um diamante em bruto, pronto para expansão. A ideia foi abordada em novembro de 2018, na segunda edição das Sage Sessions. Discutiu-se as dificuldades das empresas portuguesas em implementar uma digitalização de sucesso.

Com o intuito de superar esses obstáculos, a Sage juntou-se à ACEPI para lançar o programa de Comércio Digital. O projeto irá oferecer um voucher gratuito para micro, pequenas e médias empresas, que ajudará à digitalização de 50 000 negócios.

Pretende-se apoiar as empresas a adotar um modelo de negócio digital – através da implementação de uma presença online e da desmaterialização de processos com clientes e fornecedores. O voucher oferecerá ferramentas para construção de um site, juntamente com alojamento e domínio registado do mesmo, e uma caixa de correio eletrónico. Enquanto parceira deste projeto, a Sage é a software house que disponibilizará as soluções de faturação adequadas a cada negócio.

Isália Barata, Diretora de Marketing da Sage, refere que: “Na Sage acreditamos no potencial que a digitalização traz ao negócio e o nosso compromisso é esse mesmo, apoiar as empresas portuguesas com ferramentas que as façam crescer, prosperar e vingar no mercado. Esta parceria com a ACEPI é mais um passo nesse sentido – a digitalização é já inevitável, é um caminho natural, mas muitas empresas precisam de suporte para o conseguirem, nomeadamente as de menor dimensão. Queremos que tenham a possibilidade de adquirir uma solução Cloud ou até mesmo Cloud Connected que se adeque de facto às necessidades reais do negócio e aos seus objetivos de crescimento, seja em Portugal seja em qualquer lado, pois esse é o grande benefício do comércio eletrónico.” 

A longo prazo, pretende-se que as empresas sejam capazes de captar novos clientes, alcançar novos mercados e otimizar processos de organização. Para isso, o Comércio Digital viajará pelo país, de norte a sul, ao longo dos dois anos, à procura dos negócios com vontade de se digitalizarem. Com 150 sessões de apresentação, a ACEPI e as entidades envolvidas pretendem divulgar o projeto junto das empresas portuguesas.

A primeira sessão do roadshow acontece já no dia 6 de fevereiro, em Leiria, no Teatro Miguel Franco, e contará com a presença da Sage. Consulte as restantes datas do roadshow aqui. Inscreva o seu negócio no concurso Comércio Digital aqui.