Browsing Tag

Liderança

Gestão de Empresas Sage Enterprise Management

Erros comuns entre gestores jovens

É natural que a falta de experiência leve a cometer alguns erros, sendo que a melhor forma de evitar a maioria das falhas pode ser alcançada mantendo uma mente aberta e uma postura modesta.

Sempre que cheguem a uma posição de liderança, avaliem de forma introspetiva quais os vossos pontos fortes e quais as áreas que necessitam de ser melhoradas e fortalecidas. Neste artigo, vamos ver alguns dos erros mais comuns que devem evitar.

A importância da formação.

É fácil pensar que bastam as regulamentares duas a três semanas de formação para que os colaboradores tenham a necessária preparação para acompanhar a atividade e evolução da empresa.

Na verdade, a formação deve ser pensada e planeada a longo prazo, no decurso do qual é dado feedback à equipa. É essencial oferecer a oportunidade aos colaboradores para concretizarem o seu pleno potencial e adquirirem novas competências necessárias à empresa.

A contratação.

A contratação é das tarefas mais importantes, pois trata-se de encontrar as pessoas certas para as tarefas e ajudá-las a comunicar entre si. Um dos erros mais comuns acontece quando, para cumprir um prazo, se contrata alguém que não preenche os requisitos necessários.

É importante trabalhar em conjunto com o departamento de recursos humanos ou com empresas externas de contratação de forma a conseguirem recrutar os melhores profissionais na área.

Delegar tarefas.

É comum que líderes menos experientes sintam que têm de controlar todos os processos e assumir a direção de projetos que consideram demasiado complexos para serem entregues a alguém da equipa.

Embora seja importante conhecer os pontos fortes dos elementos da equipa, também é fundamental dar-lhes a oportunidade de crescer, entregando-lhes projetos que constituam um desafio. Será preferível delegar e acompanhar, dando o devido feedback de forma a que possam melhorar.

Um software de ERP Sage permite gerir vendas, compras, stocks e os recursos humanos de forma eficiente. Acompanhe a evolução da empresa e o desenvolvimento dos projetos com um software simples de implementar.

Negligenciar o próprio desenvolvimento.

 Pode parecer extremamente difícil encontrar tempo para o desenvolvimento pessoal, mas continuar a receber formação é a única forma de progredir – melhorar a capacidade de liderança e desenvolver novas competências.

Definam objetivos de desenvolvimento e um plano de evolução para atingirem essas metas.

Equilíbrio entre a vida privada e pessoal.

Novas responsabilidades obrigam a um tempo superior de trabalho. A organização anterior da vossa vida privada será necessariamente afetada. É imprescindível uma reorganização que permita terem mais tempo para os colaboradores que irão liderar e, em simultâneo, manterem um espaço de recolhimento para recarregar energias.

 

 

 

 

 

 

 

Gestão de Empresas Sage Enterprise Management

Como assumir um discurso mais confiante

Ter boas qualidades de comunicação permite aumentar a capacidade de liderança. Permite motivar de forma mais eficaz a equipa, criando uma cultura de abertura e de circulação de ideias.

Existem hábitos diários ao nível da linguagem que têm um impacto negativo nas relações de trabalho.

Recusar projetos.

Quando recusarem um projeto, tenham atenção à linguagem utilizada. É importante ser claro na recusa, sem deixar espaço a interpretações, como acontece quando evitamos dizer “não” claramente e utilizamos expressões como “não consigo”.

É preferível usar a fórmula “não quero/não posso”. A expressão “não consigo” reflete uma limitação, enquanto “não quero/não posso“ sublinha uma escolha. É importante ser claro e afirmativo na argumentação, pois isso reforça o valor pessoal e do negócio.

Pedidos de desculpa exagerados.

A tradição de pedir desculpa por uma resposta de e-mail atrasada está a ser levada ao extremo, com pedidos de desculpas a serem enviados em e-mails de resposta, apesar de esta seguir no próprio dia.

Em vez de se desculparem, agradeçam a paciência do interlocutor e, se considerarem importante, apresentem uma justificação. Esta pequena alteração permite transmitir uma postura de maior segurança.

Estar focado.

Em vez de comunicar que estamos ocupados e que, por esse motivo, não podemos tratar daquele assunto em particular, devemos declarar ou salientar quais são as nossas prioridades.

Em vez de demonstrarmos insuficiência na gestão de tempo e tarefas, devemos de forma segura afirmar que a tarefa proposta terá de esperar, porque temos em mãos outros assuntos prioritários.

Um ERP

Ter acesso a informação sobre a empresa e acompanhar os vários processos permite gerar uma maior confiança, designadamente com a personalização dos mapas financeiros e o acesso a relatórios de gestão. Tenham mais segurança nas vossas decisões, acompanhando a evolução da informação dia a dia com um software de ERP.

A linguagem é determinante na forma como os outros nos perspetivam. Pequenas mudanças podem ter um grande impacto junto daqueles que trabalham ao vosso lado. Lembrem-se que a liderança é algo que pode ser construído.

 

Gestão de Empresas Sage Enterprise Management

Ser um líder exemplar: cinco pontos a ter em conta

Ser um bom líder significa manter uma postura ética inatacável, estando à altura dos desafios que surgem. No artigo de hoje, vamos ver alguns dos pontos mais importantes para se tornarem exemplos de liderança.

Conhecer bem a equipa.

Importa conseguir ter um relacionamento equilibrado com toda a equipa, atendendo às diferenças de personalidade de cada elemento. Um colaborador tem características únicas e é importante que as críticas e os elogios sejam transmitidos de forma adequada ao seu perfil.

Coerência.

Um líder deve ser um exemplo de coerência entre as suas ações e o seu discurso. Apenas desta forma será possível ter a autoridade moral para exigir a mesma postura aos seus funcionários.

Partilhar conhecimento.

A partilha de informação relevante com os colaboradores transmite um sinal de segurança. Tentem criar um canal de comunicação sempre aberto a sugestões, troca de ideias e esclarecimento de dúvidas.

Em períodos de mudança, no seio das empresas surgem muitas vezes rumores que afetam um bom ambiente de trabalho. Devem por isso manter abertura para dissipar dúvidas e, sempre que necessário, partilhar informações que venham tranquilizar as equipas.

Investir na formação.

O desenvolvimento profissional da equipa é fundamental para a sua motivação. Um líder deve apostar na formação e acompanhar o progresso de novas competências dos colaboradores. É essencial que as empresas tentem reter os maiores talentos das suas equipas e, para tanto, a oferta de uma formação de qualidade é um fator relevante.

Os colaboradores sentem-se apreciados e, ao mesmo tempo, registam e valorizam o investimento que a empresa está a fazer no seu desenvolvimento profissional.

Um software de Enterprise Management.

Um ERP permite uma visão global da empresa através de relatórios sobre as várias áreas e correlacionando dados importantes.

Em conclusão:

A falta de tempo e a pressão levam a que alguns empreendedores esqueçam um ponto essencial: a boa liderança e a motivação são fundamentais para o sucesso de qualquer empresa e não devem ser colocadas em segundo plano.

 

 

BMS Gestão de Empresas

O que diferencia os líderes de sucesso: comunicar e inspirar

Muitas vezes nos questionamos como algumas empresas continuam a manter-se criativas e inovadoras ao longo do tempo, questionando o que marca a diferença nestas empresas.

Empresas com mais financiamento, e condições por vezes aparentemente melhores, não atingem os resultados. Se observarmos atentamente, descobrimos um padrão, a existência de um líder por detrás, com capacidades de comunicação muito diferentes dos restantes.

Capacidade de comunicação.

As empresas conseguem facilmente descrever aquilo  que fazem, é algo de que têm plena consciência. Numa segunda fase, descrevem como o fazem, mas muito poucas empresas comunicam os motivos porque o fazem. Por vezes pensamos que a resposta ao porquê reside no lucro, mas este é apenas o resultado do processo.

Nas organizações mais inspiradas, os lideres comunicam de forma inversa, independentemente da sua área. Em vez de descrever o que fazem, as suas qualidades, de uma forma pouco inspirada, concentram-se no motivo por detrás do projeto.

Se analisarmos porque compramos produtos, iremos chegar à conclusão que compramos o porquê e não apenas o produto em si. Compramos a ideia por detrás do produto, o propósito da empresa e queremos estar individualmente associados a esses valores.

Motivos apontados para o fracasso.

Se consultarmos os motivos mais comuns apontados, passam geralmente por pouco financiamento, os recursos humanos errados, ou uma situação desfavorável a nível de mercado. Mas serão mesmo estes os motivos para o insucesso das empresas?

Num mundo em que vários competidores estão igualmente qualificados para produzir os mesmos produtos, o que distingue um empreendimento é a  forma de comunicar, pela ideia de propósito que é transmitida.

Lei da difusão da inovação.

O objetivo não é deve ser fazer negócio com toda a gente que necessita do produto, mas fazer negócio num primeiro momento com as pessoas que pensam da mesma forma, que acreditam nas mesmas coisas.

A lei da difusão da inovação demonstra que 2,5% da população são os chamados inovadores, 13,5% são os primeiros adotar novas tecnologias. Cerca de 34% correspondem à maioria dos utilizadores, e só irão adquirir o produto depois de outros o terem testado. Os restantes só irão adotar nova tecnologia se forem obrigados a tal, pelo desaparecimento da versão anterior do produto.

É fundamental para as empresas apontar para o intervalo entre os 15% e os 18% para depois conseguir a conversão dos restantes. Conseguir estas pessoas passa por lhes dar algo que corresponda à aquilo em que acreditam, que lhes transmita valor como indivíduos.

Software transformador.

Um software como Sage X3 já ultrapassou largamente todas as barreiras, tendo um largo reconhecimento no meio empresarial. Escolher este software significa apostar na solução de gestão empresarial da próxima geração para acelerar o crescimento da sua empresa e gerir uma organização ágil.

Ganhe tempo valioso para ser um líder eficaz e para comunicar de forma inovadora o propósito da sua empresa, um software de ERP certo, é um elemento diferenciador positivo.

 

 

Gestão de Empresas Sage Enterprise Management

6 Pontos a ter em conta para uma boa liderança

Existem erros que não podem ser cometidos, que podem comprometer todo o trabalho de uma boa liderança. Neste artigo vamos abordar seis pontos fundamentais que fazem a diferença para uma boa liderança.

Tratamento equilibrado da equipa.

Cada pessoa tem suas particularidades e essa individualidade deve ser respeitada. Por isso, é importante que o líder tenha uma boa visão da equipa, entendendo o perfil de todos os colaboradores que fazem parte dela. É importante que as críticas e elogios sejam transmitidos de forma adequada a cada pessoa. Esta é a melhor forma de evitar a desmotivação e conseguir conquistar a confiança de toda a equipa.

Ser coerente.

Um líder deve ser um exemplo de coerência entre as suas ações e palavras. Desta forma, estará a exigir a mesma atitude dos colaboradores e a estabelecer um padrão de comportamento.

Partilhar conhecimento.

Um líder não deve guardar o conhecimento apenas para si, deve compartilhar experiências e mostrar o que os colaboradores podem fazer. É um sinal de segurança e ajuda a criar um canal de comunicação para sanar dúvidas e trocar ideias.

Investir no desenvolvimento dos colaboradores.

O líder deve auxiliar o desenvolvimento profissional da equipa. Ignorar essa necessidade faz com que os colaboradores se sintam desmotivados e dificulta a retenção dos melhores talentos. Depois de definidos os objetivos, cabe ao líder fazer um acompanhamento constante para verificar se o desenvolvimento está a ser conforme o esperado.

Contar com um software de ERP.

Um bom líder deve contar com um bom software: com Sage 100cloud é mais fácil controlar a evolução da empresa, as obrigações legais e ter uma visão global de todo o negócio.

Saber escutar.

Guardem tempo para ouvir atentamente os vossos colaboradores – com abertura a sugestões -, mas filtrando o que pode ou não ser aplicado. Mesmo que a sugestão não seja útil, há que tratar com consideração os colaboradores pela a sua participação.

A falta de tempo e a pressão levam a que alguns empreendedores esqueçam estes pontos: a boa liderança e motivação são essenciais para o sucesso de qualquer empresa e não devem ser colocadas em segundo plano.