Browsing Tag

Online

Sage Foundation

Sage Foundation: transformar o mundo apoiando projetos inovadores

A Sage Foundation procura projetos inovadores que transformem o mundo com a sua ação local, e dispõem de um fundo para apoiar ideias brilhantes de ONG focadas nas áreas da juventude e mulheres.

Quando pensamos sobre os desafios que enfrentem os empreendedores e as pequenas empresas, raras são as vezes em que nos lembramos que as instituições de solidariedade e sem fins lucrativos também fazem parte deste núcleo. As pequenas instituições enfrentam exatamente os mesmo problemas diários, como a gestão do fluxo de caixa, o controlo sobre as despesas ou como se manterem relevantes num ambiente competitivo.

Desafios enfrentados pelas ONG.

As pequenas instituições não têm a mesma visibilidade que as grandes organizações de solidariedade, que são, muitas vezes, multinacionais e estão envolvidas em grandes campanhas. Basta que procurem na vossa localidade e, certamente, irão encontrar uma dúzia de pequenas instituições dedicadas a causas nobres, que mudam vidas na sua área de atuação e que passam, quase sempre, despercebidas.

As ideias estão lá, nessas pequenas ações que acontecem todos os dias. O que aconteceria se tivessem acesso a fundos e à exposição necessária para fazerem essas ideias ganhar vida? É aqui que entra o Sage Foundation Entreprise Fund: um fundo de 1 milhão de dólares disponibilizado para 2017 para instituições de caridade ou sem fins lucrativos com ideias empreendedoras para melhorar vidas nas suas comunidades locais.

Como funciona o apoio da Sage Foundation Entreprise Fund.

Serão atribuídos subsídios de valores variáveis a instituições de solidariedade que tiverem uma abordagem inovadora sobre os problemas que existem nas comunidades onde a Sage Foundation está presente. Em breve, o objetivo será investir diretamente nas áreas indicadas pelas instituições como as mais carenciadas e financiar novas iniciativas. As candidaturas estão abertas e disponíveis até 28 de novembro de 2017: podem inscrever-se aqui!

Todas as candidaturas que cumpram os critérios de elegibilidade serão consideradas, mas a Sage Foundation está à procura de pequenas instituições para apoiar,  que tenham ambições em termos de crescimento e expansão na oferta de mudanças sustentáveis e positivas para as comunidades.

 

Faturação

Porque é tão difícil trabalhar no escritório?

Quase todas as pessoas têm de se deslocar para um escritório, ou para um espaço fisico onde trabalham. As empresas procuram construir espaços comuns adequados a reunir colaboradores num espaço comum, um desafio complexo se pensarmos que todos temos necessidades diferentes.

Neste artigo vamos falar brevemente sobre as dificuldades, e os verdadeiros motivos pelos quais tantas vezes os colaboradores parecem ser mais produtivos fora do espaço de trabalho.  As empresas investem para tornar os espaços agradáveis, com as comodidades necessárias a nível de mobiliário, iluminação e por vezes até zonas de comuns de descontração.

No entanto se questionarmos os funcionários sobre o local em que conseguem adiantar trabalho, com eficiência e concentração, as respostas são bastante surpreendentes. Para algumas será um horário particular, durante a noite ou ao fim-de-semana, outras  apontarão locais alternativos como a cozinha no escritório, uma cave em casa ou num café. Também é frequente que mencionarem uma viagem de comboio ou de avião, como especialmente produtivas.

A verdade que hoje em dia são muitos os software parcial ou totalmente online, que permitem trabalhar à distancia. Com Sage 50c  as empresas ganham uma faturação mais eficiente e segura, com acesso móvel a partir de qualquer lugar.

Interrupções no local de trabalho.

O local de trabalho é o local onde a maioria das pessoas consegue ter alguns momentos de produtividade, as perguntas de colaboradores ou das chefias, as constantes interrupções mesmo relacionadas com trabalho, podem ser extremamente contraproducentes. Entre reuniões e conferências, fica a sensação de não se ter concretizado trabalho objetivo.

Trabalhos criativos necessitam de mais tranquilidade.

Designers, programadores, escritores, e outros profissionais em áreas criativas, necessitam de mais tempo sem interrupções de forma a conseguirem ter ideias inovadoras. Pensar de forma aprofundada sobre um problema, encontrar soluções, são tarefas que implicam concentração.

Trabalhar nestes espaços alternativos ao local de trabalho, seja em casa ou em horários desencontrados da maioria da equipa, permite aumentar os períodos de trabalho continuo e a produtividade de forma geral.

Interrupções positivas.

Muitas vezes os gestores de equipa não são favoráveis a que esta trabalhe a partir de casa devido às distrações em que estarão envoltos, televisão, animais de estimação e pequenos assuntos domésticos. No escritório preferem banir o acesso a redes sociais, por constituirem uma distração mas estas pausas para consulta das redes sociais, são semelhante ao ato de fumar quando este ainda era aceitável.

Os verdadeiros problemas.

As reuniões constantes são um problema muito maior, uma verdadeira distração. Por vezes inesperadas, sem preparação prévia, o que leva que seja pouco produtivas. Parecem ter uma forma de se multiplicarem, conduzindo a outras reuniões e que invariavelmente têm demasiadas pessoas para serem funcionais.

Colegas, chefias e todas as interrupções, transformam o dia de trabalho de uma empresa numa série de pequenos momentos de trabalho, pautados por muitas interrupções.

Algumas sugestões.

Optar por apenas comunicar por e-mail, ou mesmo criar momentos em que a comunicação está interrompida, é fundamental para conseguir um espaço de concentração. Apenas uma pequena parte das solicitações que recebemos no dia à dia são urgentes, a maioria podem ser agendadas para mais tarde e não devem perturbar o trabalho que é realmente prioritário. Numa época em que a comunicação é feita de tantas formas diferentes, e somos constantemente inundados por solicitações, há que criar momentos em que nos retiramos da agitação para desenvolver trabalho que requer concentração.

Faturação

Quais os elementos fundamentais para o sucesso de uma startup?

Quando analisamos casos de startups que foram bem sucedidas e casos de insucesso, claramente conseguimos destacar 5 fatores. A ideia inicial, a equipa que vai colocar em prática, o modelo de negócio escolhido, o financiamento e o timing.

Normalmente veneramos a ideia, tendemos a valorizar a criatividade e a forma como algumas pessoas resolvem problemas  que a maioria de nós, não sabia ter. Uma equipa de confiança e que tenha algum poder de adaptabilidade  à realidade é essencial.  Perante a realidade dos consumidores é importante fazer adaptações nos primeiros tempos.

O modelo de negócio embora importante para o sucesso, pode ser definido e adaptado num segundo momento e o financiamento é obviamente relevante, embora não seja tanto uma questão de valor. Por último, o timing da ideia. Há que analisar vários indicadores de forma a avaliar se estão reunidas as condições necessárias para que a ideia triunfe.

O principal fator para o sucesso.

Por estranho que parece o principal fator para o sucesso é o timimg. É mais fácil percebermos como o sentido de oportunidade é fundamental se analisarmos alguns casos reais.

Airbnb é uma das empresas melhor sucedidas nos últimos anos, e no entanto foram muitos os investidores que se recusaram a investir. A quase todos pareceu estranho que pessoas estivessem dispostas a alugar espaço em suas casas a estranhos e o timing em que a empresa se lançou foi decisivo.

A empresa surge no inicio da crise econômica, e a necessidade de rendimentos extra fez com que muitas pessoas colocassem de lado as possíveis objeções. Da mesma forma a Uber surge numa altura em que desemprego e perda de rendimentos permitiram que existissem muitas pessoas disponíveis para trabalhar por um rendimento extra.

Um exemplo de fracasso é a empresa Z.online dedicada ao entretenimento .A empresa surge em 1999e em 2003 encerrava. A internet ainda não chegava a tantos lares e o visionamento de videos trazia alguns problemas técnicos mais tarde resolvidos. Em 2005, apenas dois anos depois surge a empresa YouTube e em apenas um curto espaço de tempo a internet chegava a 50% das casas nos Estados Unidos.

Contar com software de faturação adaptável à escala da empresa, e a com a ….

Analisar as condições.

Seja qual for o projeto, há que analisar todos os indicadores forma objetiva, perceber se os consumidores estão preparados e as condições reunidas. Resistir ao impulso de dar forma a boa ideia, se o timing não for o certo.

 

 

Recursos Humanos

Desafios do trabalho remoto

Cada vez mais as empresas recorrem a trabalhadores à distância que, em geral, são mais produtivos, não passam por dificuldades de adaptação comuns a um local novo ou a colegas de trabalho desconhecidos e cada um com os seus hábitos.

Para os funcionários torna-se mais fácil equilibrar a vida pessoal e o trabalho ao disporem de horas mais flexíveis e poderem trabalhar em qualquer local.

Existe a perda da possibilidade de brainstorming, da construção de uma coesão de equipas e mesmo as ligações que se estabelecem entre colaboradores são fundamentais para um melhor rendimento. Para as empresas, isto implica novos desafios de adaptação a esta realidade.

Reuniões regulares.

As ferramentas de gestão auxiliam e, de certa forma, orientam os novos colaboradores, simplificando o trabalho. Mas vão sempre surgir dúvidas no decorrer do trabalho.

É importante antecipar a necessidade de comunicação e esclarecimento de dúvidas e, como tal, estabelecer reuniões com alguma regularidade pode ser uma forma de resolver as dúvidas que se vão colocando.

Outras medidas passam por identificar quem faz melhor o trabalho de acolhimento, assim como criar um sistema de mentores, colocando um novo trabalhador a trabalhar junto a alguém mais experiente na empresa.

Esta colaboração próxima permite o aconselhamento, a partilha de conhecimento institucional e uma ligação mais pessoal dentro da empresa.

O apoio de um software de recursos humanos permite fazer um acompanhamento destes colaboradores que, ausentes do escritório, podem facilmente ser esquecidos. Consegue-se uma automatização dos processos salariais, bem como uma gestão de avaliação e competências.

Espírito de equipa.

Para os trabalhadores remotos não existe a oportunidade de confraternizar de forma casual com outros colegas, sendo que uma apresentação formal pode ser preferível.

Procurem criar uma atmosfera em que as reuniões sejam um ponto de encontro entre os trabalhadores do escritório e os que trabalham à distância. Estes encontros ajudam a fomentar uma relação de entreajuda, com uma cultura de transparência e comunicação.

Formação contínua.

Investir em programas de formação é ainda mais importante quando se trata de trabalhadores à distância. É uma forma inequívoca da empresa demonstrar que se importa com esses colaboradores e que aposta no seu desempenho e futuro.

Criem oportunidades para que participem em conferências e congressos relevantes para a área em que trabalham ou financiem formação académica relevante.

Cada empresa tem diferentes possibilidades: importa demonstrar interesse pelo percurso dos colaboradores e entender que apostar no seu progresso é uma forma de apostar na empresa.

 

 

BMS

Ter os dados em segurança

A proteção de dados é um tema cada vez mais premente na vida das empresas. O trabalho à distância e o acesso a informação através de equipamentos não protegidos levantam novas preocupações que importa abordar.

Neste artigo vamos apresentar algumas sugestões sobre como proteger os dados.

Analisem o ambiente, procurando identificar quais as debilidades da empresa a nível de estruturas de TI, nas políticas da companhia ou nas práticas dos colaboradores. Existem muitas vezes pequenos gestos que, de uma forma inconsciente, colocam em risco toda a integridade da informação.

Eduquem os colaboradores num conjunto de boas práticas que evitem colocar a informação em risco. Não acedam a informação através de equipamentos pessoais sem proteção nem instalem programas sem autorização de TI.

Estabeleçam um rigoroso controlo da informação que pode ser descarregada, criando um sistema de segurança. Protejam, principalmente, tudo o que tenha a ver com estratégia, utilizando sistemas que identificam quem acede à documentação e em que momentos.

Estas normas de acesso protegem a informação mais importante da empresa e, em caso de fuga de informação, permite responsabilizar quem tinha acesso privilegiado.

Estabeleçam senhas eficazes com letras e dígitos e evitem que os colaboradores continuem durante anos com as mesmas senhas.

Tenham o software sempre atualizado: os programas devem ser sempre os mais atuais, o que irá trazer maior segurança. Uma das funções das atualizações consiste em fechar brechas na segurança, corrigindo alguns danos que possam ter sido feitos.