Browsing Tag

Produtividade

Faturação Sage Faturação

Como tornar a montra do seu negócio mais apelativa

A montra de uma loja funciona como um cartão de visita e, por este motivo, é importante que este espaço esteja cuidado e transmita uma imagem correta sobre o negócio que ali é realizado.

No artigo de hoje vamos dar algumas sugestões sobre como criar uma montra com boa apresentação e aumentar as vendas. É muito importante uma boa organização e estarem atentos às tendências de consumo, mostrando um gosto estético apurado.

Conhecer o público alvo.

Pode parecer difícil afastar o vosso gosto pessoal, mas a vossa loja deve procurar ir de encontro ao vosso público alvo. Analisem a concorrência na mesma área, atendendo aos pontos fortes em que devem insistir e aos negativos que não devem repetir. É importante conseguirem destacar-se, não devem por isso limitar-se a copiar uma montra de que gostaram.

Profissionais especializados.

Se sentem que não têm uma grande aptidão para esta área, é legitimo e natural contratar um profissional especializado. O vitrinismo é a profissão que se dedica a pensar e propor soluções criativas para as montras e, por vezes, também para o interior de espaços comerciais.

Existem empresas que prestam este tipo de serviços e que podem ser contratadas com regularidade ou apenas uma vez. Estas empresas estão geralmente a par das regras a nível de regulamentos municipais.

Menos pode ser mais.

Um dos erros mais comuns passa por encher o espaço da montra, tentando mostrar toda a variedade de produtos de uma só vez. É necessário deixar espaço para que as peças possam respirar e formar composições harmoniosas. Estejam atentos ao contexto do negócio, não tentem inovar afastando-se completamente do que é feito nessa área.

 A montra em constante mudança.

Uma montra deve estar em constante atualização. Se necessário, definam a frequência com que a irão alterar. Os clientes habituais querem encontrar motivos para regressar e, nesse sentido, é importante colocar regularmente em destaque as novidades. Exponham sempre os produtos que podem ter mais procura, os mais recentes ou raridades.

Um software de faturação específico para lojas.

Como é que software montra poderem vos pode ajudar a gerir o vosso negócio e as vossas montras?

Com um controlo de stocks e vendas eficaz, podem facilmente saber os produtos com mais procura e orientar as vossas montras nesse sentido. Podem ainda com base no vosso stock promover artigos que não estão a ter procura e pelo simples facto de serem bem promovido numa vir a ser top de vendas.

A Sage desenhou uma solução de faturação especificamente para lojas, que se adapta completamente a cada negócio. O produto tem de base o essencial para uma loja, como impressão em formato talão ou a possibilidade de usar écran tátil e depois pode ser personalizado a cada atividade com addons Sage para um total controlo de cada negócio. Com uma boa apresentação, um software de confiança e muita simpatia, tornem as vossas lojas um sucesso.

Gestão de Empresas Sage Enterprise Management

Como criar uma cultura empresarial inteligente com menos reuniões

As reuniões podem ser um verdadeiro pesadelo dentro das empresas. Em metade dos casos, os colaboradores sentem que não têm qualquer utilidade.

No entanto, as reuniões podem fomentar a sensação de camaradagem e a procura de soluções através de brainstorming. Permitem, por vezes, ultrapassar limitações através da comunicação direta.

Em algumas empresas, a melhor forma de adiar assuntos difíceis é propor a marcação de uma reunião. As reuniões em excesso ou marcadas por pura rotina podem desencorajar os colaboradores, baixar o moral e conduzir a ideias menos ajustadas ou acertadas.

Guerra às reuniões?

Há reuniões que constituem uma forma de comunicação útil para o alinhamento de prioridades dentro das equipas. Mas é importante treinar os colaboradores para entenderem as reuniões como um tempo precioso, que tem custos para a empresa.

Realizar um inventário.

É importante saber quantas reuniões acontecem e sobre que temas, avaliando a sua pertinência. As reuniões de emergência sem planeamento prévio quase sempre resultam num desperdício de tempo e devem ser evitadas.

Recordar a cultura da empresa.

Todas as reuniões que permitam um aprofundar do funcionamento da empresa são muito benéficas. Na verdade, possibilitam a partilha de ideias e uma melhor definição do alinhamento das prioridades. Este tipo de reuniões gera as melhores ideias e dá uma resposta mais rápida aos desafios que se colocam.

Quanto maior for o nível de participação dos colaboradores, maior é a tentação de convocar reuniões. Empresas em que toda a estratégia é tomada pelos executivos de topo não necessitam de muitas reuniões que envolvam os restantes colaboradores.

Devem colocar-se algumas questões antes de marcar uma reunião:

  • É necessária ou existe uma outra forma de resolver o assunto que implique menos tempo?
  • Através de plataformas de gestão de tarefas, conseguem informar os vários colaboradores dos diferentes estágios do projeto?
  • Quem são as pessoas que têm necessariamente de estar na reunião? É útil permitir que alguns colaboradores enviem o seu contributo previamente por e-mail.
  • Garantir que a agenda da reunião é clara. Tenham os materiais preparados para partilhar, assim como resumos escritos dos pontos mais importantes.

Se, por acaso, o promotor da reunião não tiver enviado previamente uma agenda pormenorizada, então o melhor será proceder à sua desmarcação. É uma forma de demonstrarem claramente que não há tempo a perder.

Organização a todos os níveis.

Uma forma de prepararem as reuniões passa por terem uma visão completa da empresa. A Sage tem soluções de ERP para pequenas e médias empresas que desejam ter uma visão transversal dos processos de negócio. Apresentem nas reuniões dados concretos e baseiem as vossas sugestões em relatórios de gestão.

Em conclusão:

Lembrem-se que o inimigo não são as reuniões, mas o mau planeamento destas. Usadas de forma inteligente, podem ser uma forma de alcançar soluções que de outro modo não nasceriam, enquanto ganham tempo para outras tarefas.

 

 

 

Sage Faturação

Desafios de trabalhar com um horário flexível

São várias as empresas que facilitam aos seus colaboradores uma flexibilidade de horário. Poder trabalhar em horários adaptados às necessidades permite uma maior harmonia da vida privada com o trabalho.

A perspetiva de trabalhar de casa também é bastante atraente, permitindo poupar tempo e gastos em deslocações.

Trabalhar de casa.

Nem sempre é mais fácil trabalhar em casa, existem tarefas por fazer e distrações à mão de semear. É necessária uma maior capacidade de organização, mas os benefícios parecem ser evidentes. 98% das empresas que implementaram este regime de trabalho flexível não encontram pontos negativos.

Manter uma rotina.

Parece existir um consenso em torno da vantagem em manter uma rotina, começar à mesma hora e com o mesmo tipo de tarefas. O ser humano cria padrões de comportamento que o auxiliam a atingir objetivos, seja tomar um café na rua ou vestir-se como se fosse sair para o escritório.

Estipular um sinal para terminar o dia.

No meio de todas as tarefas, é fácil esquecer que as horas passam e que o dia de trabalho deve ser encerrado. Não é invulgar que os trabalhadores freelancers façam jornadas mais longas, por não terem sinais exteriores que lhes indiquem que o dia de trabalho deve ser encerrado.

Mudem para uma roupa confortável, se não têm um escritório, arrumem o material de trabalho, e preparem a passagem para um momento de descontração.

Estabeleçam um calendário com uma lista de tarefas.

Quando existe bastante autonomia, é fácil perder de vista o tempo que se gasta em cada tarefa. Manter um calendário permite uma maior organização, não esquecer tarefas e controlar de modo eficaz o tempo dedicado a cada uma delas.

Procrastinar, uma forma de estar perigosa.

Recordem que o objetivo da flexibilidade não é passar o tempo todo a trabalhar. É necessário salvaguardar momentos para a família, ou para cuidarem de si próprios, e para isso é fundamental manter uma distinção clara entre os momentos de trabalho e lazer.

Procrastinar causa uma desorganização do tempo, com efeitos negativos no próprio trabalho. Há que tentar manter um intervalo de segurança, recordando sempre que existe a possibilidade de surgirem novas tarefas.

Um software de Faturação que melhora a organização.

A Sage dispõe de software de Faturação que integra o Office 365, permitindo uma melhor gestão das tarefas. Automatização de tarefas para uma gestão mais eficaz e economia de tempo.

Uma maior autonomia e flexibilidade são elementos fundamentais para a gestão de negócios. Aplicadas de forma correta, permitem uma melhoria do trabalho e da vida privada para todas as partes envolvidas.

 

 

 

 

 

 

Sage Faturação

Criatividade versus Produtividade

A criatividade e a produtividade são muitas vezes vistas como forças antagónicas no trabalho, mas a verdade é que a criatividade gera soluções que aumentam a produtividade.

Pensar de forma criativa permite resolver problemas e encontrar caminhos alternativos para alcançar uma maior produtividade. Décadas de investigação possibilitaram identificar traços e padrões que impulsionam a criatividade e, baseados nestes elementos, podemos elaborar truques ou métodos que nos auxiliem.

Criar um distanciamento psicológico.

Somos naturalmente mais criativos quando não estamos o tempo todo imersos numa tarefa. Esse afastamento pode ser criado através de um distanciamento físico do local de trabalho, ou dedicando algum tempo a outro projeto. Outra forma de gerar distância é colocar-se no lugar de outra pessoa, ganhando uma perspetiva diferente sobre o tema.

Realizar as tarefas prioritárias nas horas mais produtivas.

Todas as pessoas têm um horário no qual são mais produtivas e é nesse período que devem dedicar-se a executar as tarefas prioritárias. Um autoconhecimento permite identificar qual o momento do dia em que somos mais rentáveis.

A maioria das pessoas têm ciclos de maior concentração que duram entre 90 a 120 minutos. Devem realizar pausas entre estes momentos, de forma a recarregarem energias para o próximo ciclo.

Podem analisar a evolução da vossa produtividade através de um registo no qual inserem informação sobre a vossa energia, concentração e motivação ao longo de três semanas.

Findo esse período de análise, será mais simples identificarem quais os momentos de maior produtividade. Os períodos mais baixos podem ser reservados para tarefas administrativas, em regra menos exigentes.

Constrangimentos à criatividade.

Os criativos não lidam bem com a microgestão, mas algumas restrições podem funcionar como um desafio. Investigadores observaram que, quando sujeita a limitações, a maioria das pessoas tende a demonstrar uma maior criatividade.

A verdade é que, quando os recursos são abundantes, existe um incentivo menor à inovação, o que significa que a criatividade deve ser cultivada e fomentada.

Em conclusão:

Aprender a manter um foco de atenção sem distrações irá trazer, a longo prazo, maior criatividade e produtividade no local de trabalho. Um software Sage Faturação permite o tratamento de tarefas administrativas e a automatização de procedimentos.

Invistam energia criativa na empresa, utilizem o tempo disponível para rever procedimentos e aumentar a vossa produtividade. Lembrem-se, o vosso projeto pode ser a vossa obra prima.

 

 

 

Faturação Sage Faturação

Dicas sobre como evitar um esgotamento

O ritmo de trabalho intenso, combinado com um grau de exigência elevado, conduz a que muitos trabalhadores se sintam à beira de um burnout.

Semanas de trabalho longas, que se podem estender até às 60h semanais, tornam comuns as situações de esgotamento. Os empregadores, conscientes desta situação, reagiram ao longo do tempo de três formas distintas

As reações dos empregadores.

As reações dos empregadores foram mudando no decorrer da última década. A primeira medida passou por compensar financeiramente os colaboradores pelas suas horas extras.

Uma segunda estratégia foi a incorporação de espaços de diversão no local de trabalho. Cafés, ginásios, máquinas de jogos e serviços como lavandarias, numa réplica da vida privada no local de trabalho.

A terceira opção, a mais recente, pautou-se por uma aplicação de programas de saúde mental, nomeadamente programas de mindfulness.

Ir ao centro do problema.

Por muito válidas que sejam estas estratégias, nenhuma delas procurou realmente solucionar a questão relativa ao excesso de trabalho. Não porque não seja possível, mas porque implicaria uma diminuição nos ganhos das empresas.

Analisar a produtividade mantendo uma postura estratégica.

É muito frequente limitarmo-nos a repetir hábitos de trabalho herdados de colaboradores anteriores, sem uma análise dos passos realizados em cada tarefa. As empresas dedicam bastante tempo a desenvolver estratégias para os seus clientes e marcas, esquecendo que esse trabalho também deve ser aplicado à realidade interna.

Definir métricas de produtividade.

Devem-se definir objetivos e planos para atingir essas metas, acompanhando o progresso. Uma das métricas utilizadas passa pela análise do número médio de horas trabalhado. Coloquem como objetivo o melhoramento dessa métrica e analisem os elementos que a afetam positivamente.

Um software de faturação em cloud permite ter acesso à informação guardada e trabalhar à distância a partir de qualquer dispositivo, contribuindo para um aumento da produtividade. São pequenos gestos que transformam o trabalho.

Uma mudança de cada vez.

Porque é difícil mudar hábitos enraizados. Invistam numa mudança de cada vez, dando prioridade ao elemento que mais afeta a vossa produtividade. Procurem o apoio de algum colega que também esteja empenhado em alterar as suas rotinas de trabalho. Com o apoio de outra pessoa, torna-se mais fácil triunfar.

Por fim, podemos afirmar que conseguir uma maior produtividade, diminuindo o número de horas de trabalho, significa que terão sempre de despender algum tempo a planear. Enfrentar mais uma tarefa pode parecer insuportável, mas é a única forma de lidar com a questão de forma satisfatória.