Browsing Tag

Recursos Humanos

Gestão de Pessoas

Os benefícios e dificuldades de avaliações de desempenho

Uma avaliação de desempenho é a melhor forma de analisar a performance de um colaborador, permitindo celebrar os seus sucessos e planear formas de melhoria. O objetivo mais prático deve ser de maximizar o seu desempenho, para benefício tanto do colaborador, como para a empresa.

Como fazer a avaliação de desempenho ideal

Uma avaliação correta e eficaz oferece feedback de valor sobre desempenho concreto e reconhece o esforço no período de tempo que está a ser avaliado. É também um momento para clarificar quais as expetativas sobre o seu trabalho, identificar necessidades de formação e compreender quais os planos e aspirações do colaborador, no futuro. Numa conversa franca, ao discutirem soluções que funcionaram e problemas com os quais se depararam, estarão a fortalecer a relação humana com o vosso colaborador e surgirão muitas oportunidades para reconhecer potencial.

Com uma solução de Gestão de Recursos Humanos Sage, pode agilizar a calendarização de formação e registos históricos de colaboradores, na Cloud, com toda a segurança e acessibilidade.

Trabalho não deve ser apenas avaliado antes desta época

Não encarem, no entanto, uma avaliação de desempenho como o único momento de comunicação. Transmitam informação sempre que surja desempenho fraco e ofereceram sempre críticas construtivas, de forma a não desmotivar. Por outro lado, mantenham discussões salariais separadas de avaliações de desempenho para que essa conversa não se torne o foco.

Delineiem objetivos

A melhor prática para garantir o sucesso do vosso negócio é a instituição de objetivos. Não devem criar demasiados objetivos pois pode levar a desorganização e a uma má priorização dos mesmos.

Utilizem a abordagem S-M-A-R-T, que ajuda a desenhar objetivos de forma a permitir que sejam cumpridos.

  • Specific, ou seja, específico: os objetivos devem ter uma definição clara para que os colaboradores saibam identificar progresso e sucesso;
  • Measurable, ou seja, mensurável: incluam forma de calcular o progresso;
  • Attainable, ou seja, atingível: os objetivos devem ser realistas, para gerarem resultados e não alimentarem desmotivação;
  • Relevant, ou seja, relevante: os vossos colaboradores devem compreender o propósito de cada objetivo dentro da estratégia do vosso negócio;
  • Time-bound, ou seja, com prazo: estabeleçam um limite saudável para o cumprimento dos objetivos, que ajudará a planear processos.

 

Gestão de Pessoas

10 formas de dar as boas-vindas mais produtivas aos vossos colaboradores

  1. Tenham interesse genuíno pelas pessoas com quem tem trabalham

Toda a gente responde a sinceridade. Há espaço no local de trabalho para criarmos relações interpessoais saudáveis. Que começam com demonstração de interesse nos vossos colaboradores.

  1. Reconheçam que cada novo empregado precisará de tempo para aprender

Assegurem-se que a informação flui no vosso negócio, que há espaço para lançar novas questões e, principalmente, que cada novo colaborador recebe formação. Incluindo sobre os benefícios que lhe são oferecidos!

  1. Aceitem as diferenças – e aproveitem a diversidade de talentos

Somos mais fortes quando agimos juntos! A diversidade de origens e de capacidades trará mais riqueza à vossa empresa. Por isso mesmo, devem prezá-la.

  1. Reservem tempo para conhecerem os vossos colaboradores

Contrariem a lufa-lufa do vosso negócio e estabeleçam momentos para se sentarem com os membros novos da equipa. Assegurar tempo para os conseguir conhecer melhor fortalecerá as relações de trabalho e introduzirá uma certeza de valorização.

  1. Escutem os vossos colaboradores com atenção

Muitas empresas já instauraram processos de comunicação para que os colaboradores possam dar feedback consistente. Após a implementação de uma boa ideia como esta, devem honrá-la, com uma análise séria das questões que se levantem.

  1. Aceitem os erros ocasionais

Todos nós fazemos erros. Garantam que, nesse tipo de situações, a vossa equipa reage da forma correta e adequada à identidade da vossa empresa.

  1. Ofereçam formação para atender a quaisquer fraquezas ou mal-entendidos

Um novo colaborador é uma nova aposta. E uma nova aposta merece ter todas as ferramentas ao seu dispor para fazer o melhor trabalho. Giram a vossa oferta de formação facilmente com uma solução de Gestão de Recursos Humanos Sage.

  1. Abordem desempenhos insatisfatórios antes que criem desmotivação na equipa

Independentemente da sua razão, o desempenho pior por parte de um colaborador pode ter grande impacto na equipa. O ideal é analisar o assunto e propor mudanças práticas antes que gere outras consequências.

  1. Mantenham os vossos colaboradores informados sobre todas as mudanças

A vida do vosso negócio são as pessoas que o fazem convosco. Quem implementa as decisões que são tomadas pela chefia devem ter conhecimento do rumo e razão das mesmas.

  1. Sejam positivos

O vosso estado de espírito marca muitas vezes o tom do vosso ambiente de trabalho. Portanto, mantenham a disposição do vosso negócio animada!

 

Gestão de Pessoas

Como dar as boas vindas a novos colaboradores

A integração de um novo colaborador numa empresa é um momento crítico no seu percurso. São confrontados com novas formas de trabalho e com novas dinâmicas de equipa. Agora é o momento de darem as melhores boas vindas ao vosso negócio!

Hora da aula

O maior custo de introdução de um novo elemento numa equipa é o tempo de formação. O período de aprendizagem até o vosso colaborador se tornar produtivo é o momento mais dispendioso. No entanto, este instante não deve ser apressado pois pode ter um valor acrescido. Ao aprender novos procedimentos, podem questionar métodos e dar novas ideias que venham inovar o vosso negócio.

Envolver os vossos colaboradores mais séniores na formação dos juniores é uma ótima forma de demonstrar confiança no seu trabalho e potenciar uma aprendizagem prática e de qualidade.

Ofereçam benefícios

Até para atraírem os candidatos durante o recrutamento, devem estruturar uma oferta de benefícios para os colaboradores. Podem ser também esses benefícios que retêm o talento que o vosso negócio já tem.

Apresentem regalias de acordo com cada pessoa. Alguns preferem dinheiro, outros perspetivas de carreira, ou ainda envolvimento na gestão do negócio. Por fim, não descartem a vertente humana de melhorar as condições do escritório ou de se manterem interessados na família dos vossos colaboradores.

Envolvimento direto

É essencial que os colaboradores sintam que fazem parte do negócio pois são a sua alma. Podem ter o melhor produto do mundo mas, sem pessoas apaixonadas pelos vosso negócio, o entusiasmo e esforço diminuirão.

A Sage oferece várias soluções de Recursos Humanos para providenciar a melhor experiência de trabalho para a vossa equipa.

 

Recursos Humanos

Como conduzir entrevistas de emprego

Identificaram uma necessidade na vossa equipa de trabalho, desenharam um anúncio de emprego com base nos requisitos para a função e, agora, têm em mãos várias candidaturas. O passo seguinte: a entrevista. Um processo delicado que vos trará muita informação decisiva para terminarem o vosso recrutamento!

Uma entrevista pode assumir várias formas, desde conversas de um para um, a discussões em conjunto. O ponto em comum é a preparação. Saber com quem se vão encontrar é o primeiro passo para estabelecerem uma ligação e compreenderem se o candidato se adaptará à vossa equipa.

Mantenham a vossa gestão de Recursos Humanos organizada com a solução Sage adequada à dimensão da vossa empresa. Além de simplificarem todos os processos de pagamento de salários, podem gerir formações e trabalhadores independentes, assim como uma gestão interna dos colaboradores.

Decidir onde

Comecem por decidir o local da entrevista. Dependendo da cultura do vosso negócio, pode acontecer no vosso escritório, num café ou até num bar! Independentemente, ideal é sempre que seja um local que se preste às necessidades da entrevista e que deixe todos os participantes confortáveis.

Decidir como

Listem as perguntas a colocar aos candidatos. Optem por perguntas diretas, simples e francas, que deixarão os candidatos mais à vontade. Questões práticas são também a melhor forma de tomar o pulso às suas intenções e preparação. Assim, também podem compreender como se adaptariam à função.

Decidir as perguntas

Primeiramente, testem o conhecimento do candidato sobre a vossa empresa e descubram o que a torna desejável. Atentem às respostas e aos comentários sobre equipas de trabalho, que podem dar a entender a relação do candidato com quem o rodeia no dia-a-dia. Interroguem-no sobre os sucessos, para perceber o que é que o move. Escutem o entusiasmo pelo trabalho, pelos desafios, e questionem o seguimento do feito – quem mais foi envolvido, como asseguraram bons resultados.

Perguntas discriminatórias

A lei portuguesa dá o direito à igualdade de oportunidades e acesso ao trabalho. Por isso, nunca apresentem questões discriminatórias ou que indiciem possibilidade de discriminação. Não coloquem questões que fujam a temáticas profissionais ou que não se destinem a determinar a aptidão do candidato para desempenhar a função em questão.

Resumidamente, equacionem questões que vos tragam perceções honestas e verdadeiras. Esclarecer as competências chave que precisam para a função e certificarem-se que os objetivos do candidato se alinham com os vossos é a melhor forma de escolher um candidato. Possivelmente, precisarão de referências no final da entrevista, para compararem desempenhos dos entrevistados, por isso, é ideal tomarem apontamentos, também. Por fim, ofereçam feedback honesto ao candidato, mesmo que não planeiem empregá-lo; uma entrevista de emprego é uma oportunidade de melhoria para todos nós.

Quando encontrarem o candidato ideal para o vosso negócio, é o momento de lançarem uma oferta de trabalho. Idealmente, devem ser fazê-lo por escrito, através de um e-mail, por exemplo – discriminando as condições da função, salário e termos contratuais.

 

Recursos Humanos

Como iniciar um processo de recrutamento

As necessidades de recrutamento podem surgir com urgência, devido às características do mercado, sazonalidade ou até devido ao crescimento inesperado do vosso negócio. No entanto, o recrutamento de colaboradores não deve ser encarado de forma leve. Temos alguns conselhos sobre como devem estruturar este processo, na vossa empresa, para reter talento que crescerá convosco.

Processo de definição da função

Primeiramente, devem delinear muito claramente qual é a função e que responsabilidades traz, assim como definir as funções do dia-a-dia. Desta forma, conseguirão procurar a pessoa que mais facilmente cumpra os requisitos para que a possa ajudar a crescer enquanto desempenha a função.

Podem vir a descobrir que necessitam de mais do que uma pessoa ou surgir mais carências noutros departamentos, assim que analisam a ajuda que está em falta. Debrucem-se sobre os valores que podem oferecer e a quantidade de experiência que esperam ou de que necessitam.

Além do conjunto de competências certo para a função, o colaborador perfeito também deve ter a personalidade certa para se enquadrar na cultura da vossa empresa. Todos os vossos colaboradores devem trazer habilitações diferentes e conseguir conjugá-las para maior benefício do negócio. A diversidade de histórias, conhecimentos e identidades tornará o vosso negócio mais rico, mais uno e mais forte em inovação, para que se destaque no mercado.

Os candidatos certos devem ter entusiasmo pelo trabalho e também por aprender e crescer pois essas características serão sempre reinvestidas no vosso negócio.

Processo prático de recrutamento

Assim que tenham definido estas necessidades, comecem por registar a função para a qual estão a recrutar e quais as características que definem um bom candidato. De seguida, estabeleçam os canais onde irão procurar os candidatos: anúncio no vosso site, num portal de emprego online ou através de uma empresa de recrutamento. Criem um anúncio de emprego que se destaque e seja claro – que explique o que o emprego pressupõe e que competências são necessárias.

Honrem o potencial da vossa força de trabalho, assim como os colaboradores que virão a ser integrados na vossa equipa. Agilizem os processos de Gestão de Recursos Humanos, com as ferramentas das soluções Sage, como gestão de formação, de independentes e de histórico de colaboradores.