Browsing Tag

Sage One

Sage One

Como estabelecer e gerir finanças para trabalhadores independentes

Para se lançarem no mundo do trabalho independente, uma das primeiras tarefas na vossa lista deve ser abrir uma conta bancária de negócio. O vosso negócio beneficiará no futuro ao ter umas finanças organizadas desde o início!

Há muito a considerar para estabelecer a vossa própria contabilidade, incluindo registo de rendimento e despesas.

Escolher uma conta bancária de negócios

Separem as águas das vossas finanças. As vossas despesas pessoais não se devem cruzar com as vossas despesas de negócio. Com contas separadas, ganham a possibilidade de compreender rendimentos de uma forma mais imediata e de compreender que tipos de investimento poderão fazer para enriquecer o vosso negócio. A maior parte dos bancos oferecem contas bancárias para trabalhadores independentes, que devem incluir já online banking e cartões de crédito ou débito.

Como começar o registo de rendimento e despesas

A contabilidade para os trabalhadores independentes pode ser fácil e clara, desde que mantenham registo de rendimento e despesas, regularmente. Documentem pagamentos provenientes de vendas, recibos e receitas de trabalho recorrente.

Da mesma forma, devem deixar documentadas todas as compras feitas para o vosso negócio – equipamento, materiais e despesa de viagem. Considerem que custos operacionais podem ser descontados na vossa situação, como rendas de atelier ou contas de eletricidade e água.

Optem por Sage One

Para uma faturação simplificada e online, escolham Sage One. Não abdiquem de uma organização fácil que vos oferece à primeira vista a situação financeira do vosso negócio, de acordo com os gastos e ganhos.

 

Sage One

Como gerir as finanças do vosso negócio criativo

Atravessamos uma verdadeira revolução artesanal, o que trouxe a muitos a oportunidade de monetizar os seus passatempos. Independentemente da proporção de rendimento que a vossa produção criativa vos traga, devem pensar nas finanças do vosso negócio secundário.

A contabilidade de um pequeno negócio é um desafio que podem encarar com organização. Os vossos objetivos principais devem ser estipular o preço do vosso negócio corretamente, registar despesas e submeter uma declaração fiscal irrepreensível.

Documentem os vossos gastos

Primeiramente, identifiquem todos fatores necessários para que o vosso negócio funcione, ou seja, material, equipamento, embalagens de envio, cartões de negócio, selos ou pagamento de transporte, taxas dos sites de venda ou comissões de feiras de artesanato e formação, entre outros.

Separar as vossas finanças

Não deixem de utilizar uma conta bancária separada da vossa conta pessoal, para conseguirem separar facilmente as vossas despesas e rendimento de trabalho das restantes.

Estabelecer o preço certo para o vosso trabalho

Etiquetar o vosso tempo e trabalho corretamente é o primeiro passo no caminho para conseguirem produzir como idealizam. Assim que comecem a registar as vossas despesas, conseguirão atribuir um valor certo a cada produção, ao qual podem adicionar tempo, embalamento e transporte. Uma vez identificados todos os fatores, podem estipular preços sem medo de o fazer de forma prejudicial.

Mantenham tudo online e optem pela solução de faturação que vem otimizar o vosso negócio. Sage One funciona de forma intuitiva e simples e oferece-vos conhecimento prático sobre as vossas compras e despesas. A faturação profissional para o vosso negócio criativo!

 

Sage One

Qual é o momento certo para lançar um negócio?

A vossa ideia tem muita força. A vontade é mais que muita. Está na altura de lançar o vosso negócio? Vamos falar sobre as circunstâncias ideais para abrir a vossa própria empresa.

Sejam francos sobre a vossa vida pessoal

Conjugado com uma época de stress, o lançamento de um negócio tornar-se-á extenuante. Devem ter tempo de sobra para dedicar ao vosso projeto. Um novo negócio pode ser compatível com um trabalho a tempo inteiro ou parcial mas vai exigir capacidade de concentração. Analisem os vossos níveis de energia neste momento e tenham em conta o impacto que o negócio poderá ter na vossa vida pessoal. O compromisso de tempo requerido pelo lançamento de uma nova empresa exigirá muito da vossa família, também.

Façam uma autoavaliação

A idade nunca vos deve impedir de avançarem com a vossa ideia. Por outro lado, alguns traços de personalidade são mais-valias no caminho de um empreendedor de sucesso. A uma grande dose de automotivação, devem juntar-se outras competências – de organização, de gestão de tempo e de marketing. E não devem esquecer uma ligação ou conhecimento extenso relativo à indústria em questão.

Conheçam a vossa conjuntura financeira

A vossa situação fiscal é uma consideração essencial a ter. Analisem quanto risco podem tolerar neste momento das vossas vidas, em termos de emprego e também de financiamento que o vosso negócio pode requisitar.

Por fim, o melhor conselho será simplesmente começarem. Mesmo antes de se sentirem prontos. Nada vos preparará totalmente para os desafios de lançar o vosso próprio negócio. Aprenderão muito no caminho. Por isso, comecem cedo e bem com Sage One, desde da vossa primeira fatura. Agilizem a vossa faturação com uma solução online e comecem assim que possível!

 

Sage One

Unicórnios: o único mito que todas as startups querem ser

Em outubro de 2018, a Talkdesk juntou-se à Farfetch e à OutSystems como o terceiro unicórnio, no mercado privado, com origens portuguesas. Qual é a definição de um unicórnio? Como é que estas startups portuguesas atingiram esse patamar? Vamos descobrir no artigo de hoje.

Um unicórnio é uma startup que tenha obtido uma avaliação dos seus investidores de pelo menos mil milhões de dólares. Em Portugal, as três empresas que ganharam este nome são empresas tecnológicas – caso que, de resto, se repete mundialmente, como por exemplo com a Uber ou com a Airbnb.

O nome unicórnio foi uma ideia original de Ailee Lee, uma investidora de risco. Em 2013, fez uma pequena pesquisa para ajudar numa decisão de investimento. Descobriu que apenas 0.07% de empresas financiadas por capital de riscos atingiam avaliações superiores a mil milhões de dólares. Como são raridades no mundo do investimento na tecnologia, Lee nomeou-as de unicórnios. Admite que o seu lado divertido e mítico ajudou na decisão, uma vez que captura também assim a essência destes negócios.

O unicórnio português mais novo

A Talkdesk surgiu em 2011, quando dois estudantes de engenharia de telecomunicações e informática, Cristina Fonseca e Tiago Paiva, conceberam a criação de callcenters digitais, passíveis de serem criados em apenas cinco minutos. A ideia valeu-lhes uma apresentação em São Francisco e um convite para ficarem na incubadora 500 Startups. Além de um bónus de 50 mil dólares. Em 2017, os fundadores foram considerados pela Forbes como “30 dos melhores empreendedores do mundo com menos de 30 anos”.

Empresas digitais

A Farfetch lançou uma plataforma online que trouxe a moda de luxo para o mundo digital. A OutSystems dedica-se ao desenvolvimento de plataformas low-code e vende aplicações com o mínimo de código possível. A primeira sagrou-se unicórnio em 2015 e a segunda, em julho de 2018. Reconhecem o fio condutor entre estas empresas?

Os negócios tecnológicos são os mais facilmente recebem investimento internacional. A acessibilidade e facilidade de adaptação do negócio ao mercado estrangeiro são grandes vantagens. A rapidez de formação e desenvolvimento também os torna mais atrativos.

O futuro do vosso negócio também está online! Lancem a vossa primeira fatura, de uma forma simples, rápida e fácil com Sage One. Acessível a partir de qualquer lugar, o vosso negócio estará sempre bem acompanhado!

 

Sage One

Alterações ao Regime de Trabalhadores Independentes

Foi já no primeiro dia de 2019 que entraram em vigor às mudanças do Regime de Trabalhadores Independentes. Às alterações anunciadas há mais de um ano, juntam-se outras inéditas. Vamos descobrir o que mudou no regime dos “recibos verdes”!

A maior alteração passa pelo ajuste da contribuição para a Segurança Social ao rendimento real mensal. Sem escalões, a contribuição passa a ser 70% (sobre prestação de serviços) ou de 20% (sobre vendas) do rendimento médio do último trimestre. Em alternativa, os trabalhadores podem trimestralmente rever o seu rendimento relevante e corrigi-lo de acordo com valores reais –  em 25%, acima ou abaixo em intervalos de 5%.

Esta declaração trimestral deve ser entregue até ao último dia dos meses de abril, junho, outubro e janeiro, referindo os rendimentos dos três meses anteriores. Em situações em que o prazo termine ao sábado, domingo ou dia feriado, o último dia válido passa para o primeiro dia útil seguinte. O regime trimestral é obrigatório para os trabalhos independentes com contabilidade simplificada, pois quem tenha contabilidade organizada pode manter o enquadramento anterior.

Outra grande alteração surge com a descida da taxa de desconto para a Segurança Social: enquanto antigamente era 29,6%, a taxa de desconto passa, este ano, a ser de 21,4%. Para empresários em nome individual, passa de 34,75% para 25,2%.

No caso de um trabalhador independente sem rendimento, passa a ser obrigatório o pagamento de uma contribuição mínima de 20 euros, nesse período. No entanto, mesmo nesse caso, o trabalhador deve apresentar uma declaração trimestral.

No caso dos trabalhadores que acumulem trabalho por conta de outrem, mantém-se isentos da obrigação contributiva se os rendimentos do trabalho independente não superarem 1 743,04 euros de rendimento relevante.

As entidades contratantes que sejam responsáveis por pelo menos 50% do rendimento de um trabalhador independente passam a ter obrigações contributivas – 7% de 50% a 80% do rendimento; 10% se for superior aos 80%.

Passa a ser garantido também o acesso ao subsídio de cessação de atividade, caso se apresente descontos em 360 dias nos últimos 24 meses e caso uma entidade contratante tenha sido responsável por metade do rendimento.

As dúvidas podem ser resolvidas junto da Segurança Social Direta que disponibiliza uma linha telefónica dedicada a este regime, através do número 300 51 31 31.

Caso estejam a considerar lançar o vosso negócio, optem por Sage One para assegurarem uma faturação certificada desde a primeira fatura. O vosso negócio pode beneficiar de um lançamento simples, rápido e fácil!