Browsing Tag

Transformação

Sage Enterprise Management

Quais os atrativos escondidos numa internacionalização?

A internacionalização do vosso negócio pode trazer-vos muitas surpresas. No entanto, para fazer a decisão de dar o primeiro passo, devem conhecer todas as vantagens. Mesmo as mais inesperadas!

Expandir o vosso negócio: para quê?

Os grandes atrativos de levar o vosso negócio para o estrangeiro são aumentar a competitividade da vossa atividade e encontrar as melhores oportunidades de negócio, num mercado maior. Podem fortalecer a vossa produção, garantindo mercado em locais diferentes, e assim escapar a desacelerações económicas em mercados específicos. Ao diversificar os vossos serviços ou produtos, também podem garantir mais variedade de receitas.

Recursos Humanos, força insubstituível

O fator humano também tem muito a ganhar com a introdução do vosso negócio noutros negócios! Caso a vossa internacionalização cresça nesse sentido, podem lançar produção noutros países e avançar com recrutamento nesses locais. Colaboradores que conhecem o mercado local terão conhecimento particular e imprescindível. Trazer diversidade à vossa força de trabalho potenciará inovação de processos e práticas. Com novos desafios, vêm novos conhecimentos e podem ainda aproveitar a aprendizagem que surge com o contacto com novas empresas.

Reduzir custos de produção, distribuição ou deslocação

Trabalhar em mercados internacionais é, muitas vezes, uma total mudança de paradigma. Podem procurar reduções de custos com materiais nativos aos novos mercados onde lancem produções. Por outro lado, podem descobrir que certos processos de trabalho embaratecem substancialmente em países diferentes. Sem falar dos custos de produção que tendem sempre a baixar quando o volume aumenta. Sage X3 é a solução certa para extrapolar o seu negócio para uma escala global!

Sage Faturação

BStrong: Centralização e proteção de dados pessoais, numa cadeia de lojas nacional

Concebida a pensar nos sneakers addicts, a BStrong lançou quatro marcas próprias diferentes, além de ter celebrado parcerias com muitas das principais marcas da área, como a Nike, Adidas e Converse. Desde a sua fundação em 2013, abriram uma loja online e 14 lojas físicas, de norte a sul do país. Em 2018, centralizaram com sucesso os dados com o apoio da Sage.

Para responder em conformidade das alterações introduzidas no Regulamento Geral de Proteção de Dados e garantir a segurança dos dados da empresa, a Emocion Sport/BStrong implementou a solução Sage 50cloud Loja, com o apoio da Samsys. A migração desenvolvida, da solução Sage Retail para a solução Sage 50cloud Loja, permitiu a integração da faturação com o servidor online.

Este desafio passou pelos seguintes passos: executar a migração da aplicação o mais depressa possível; reestruturar a aplicação ao nível das empresas e utilizadores; garantir o acesso de cada utilizador aos computadores; e verificar o funcionamento de impressão e etiquetagem, assim como posterior instalação nos novos servidores. O processo, que levou três meses, passou pela configuração do modo offline da rede do terminal service; dessa forma, no caso de indisponibilidade de acesso ao servidor, o posto pode trabalhar nesse estado para integração da faturação com o servidor online.

A intervenção da Sage prendeu-se com a sensibilidade de uma migração de quatro empresas e 18 lojas, que ocorreu entre junho e início de agosto de 2018. Os maiores desafios passaram pela identificação de perfis de acesso a dados pessoais; identificação de campos pessoais; facultar uma funcionalidade de esquecimento para que um cliente possa ser eliminado da base de dados; gestão de consentimento de dados pessoais; e lançamento de formulários para o mesmo.

Por fim, para centralizar o acesso à informação e controlar os acessos de várias lojas, a solução surgiu no formato de um sistema de VPN, entre as várias localizações, impossibilitando acessos não permitidos.

Sage Faturação

O comércio de retalho tem que se modernizar

Os pequenos negócios continuam em crise, face aos avanços das grandes superfícies. O mercado de retalho ressente-se principalmente com a introdução do comércio online.

Comércio de retalho versus novas plataformas de venda

Há alguns anos, a busca por um livro fora de circulação levar-nos-ia obrigatoriamente a alfarrabistas e feiras de livro em segunda mão. A internet trouxe as primeiras lojas online, facilitando consultas de stock e trazendo o produto desejado até casa, sem necessidade de nos deslocarmos.

 

Estas lojas online, como é o caso da Amazon, revolucionaram cada canto do mercado de retalho, incapacitando a perpetuação do antigo modelo de negócio. O passo seguinte foi estabelecerem lojas físicas em cada continente para que os consumidores não estejam presos a entregas em casa, que exijam presença física – agora, podemos passar por um ponto de entrega e levantar a nossa encomenda, quando saímos do trabalho, por exemplo.

 

Uma das grandes forças do mercado online é a análise de todas as facetas do processo de compra do cliente. A experiência do consumidor é sempre acompanhada e os dados resultantes são combinados com técnicas de marketing que permitem uma constante adaptação da venda aos gostos do cliente.

 

Como inovar no comércio do retalho

 

Um negócio precisa de investimento para se modernizar e a melhor forma humana de o fazer será fazer recrutamento junto das camadas mais jovens, para assegurar relevância intergeracional.

 

Os negócios devem mover-se junto dos seus consumidores, portanto o ideal hoje em dia é captar a atenção dos nativos digitais, ao implementar uma loja online, na maioria dos pequenos e médios negócios. A planificação da distribuição dos vossos produtos nacional ou internacionalmente pede uma logística adequada que deve ser estudada. A comercialização online pede uma transferência da faturação para uma vertente online. Sage 50cloud  é um produto de faturação certificado que oferecerá a mobilidade necessária para um negócio online.

 

É imperativo que os negociantes compreendam o impacto de estratégias de marketing digital e como se podem adaptar à sua empresa. Estabelecer presença nas redes sociais é o primeiro passo para captar a atenção do cliente. Newsletters podem também ser incentivo à compra, além de manter os clientes informados e criar fidelização.

 

Aconselhamento e ajuda

 

Para a implementação deste tipo de ações de modernização, os comerciantes devem basear-se em aconselhamento de fontes competentes. Novas técnicas de venda vão pedir uma especialização e estudo aprofundado para que possam ser bem-sucedidas.  Formação sobre marketing, mercados digitais e vitrinismo digital são mais valias num modelo de um negócio online.

 

Sage Enterprise Management

Implementar mudanças na empresa com sucesso

Perante as rápidas mudanças na economia, são cada vez mais as empresas a passarem por situações de reestruturação através de fusões e aquisições. Estas mudanças criam uma sensação de instabilidade na força de trabalho.

Quando os colaboradores não compreendem as mudanças em curso, facilmente se tornam resistentes e a sua falta de empenho e alinhamento na estratégia da empresa pode provocar falhas na implementação do projeto.

Explicar os projetos aos colaboradores

Os executivos e responsáveis das empresas não devem partir do princípio de que os colaboradores sabem e entendem os motivos que estão por detrás das transformações. É importante que dediquem algum tempo a explicar os motivos da mudança, aumentando a sua motivação e contributo para essa transformação.

Apresentar uma visão do futuro

Em momentos de incerteza, torna-se ainda mais importante ter uma visão clara do futuro. Os líderes devem partilhar informação sobre as mudanças que estão prestes a acontecer e de que forma irão ter impacto na vida dos seus colaboradores.

Igualmente importante é articular essa informação com uma narrativa que permita entender os desafios que se colocam no presente. Explicar porque a mudança é importante e como irá afetar positivamente a organização. Procurem inserir nesta explicação a missão central da empresa, oferecendo uma visão inspiradora para o futuro.

Manter os colaboradores informados regularmente

Deve existir um esforço permanente da parte das empresas para manter os seus colaboradores informados das transformações em curso. Existem estudos que indicam que uma comunicação contínua é fundamental para tornar a transformação num sucesso.

A comunicação deve ser clara e consistente com a narrativa geral apresentada. Não é necessário que tenham todas as respostas. O mais importante é mostrarem-se focados nos pontos a que sabem dar resposta.

Encontrar formas criativas para envolver os colaboradores na mudança

Devem pedir feedback aos colaboradores à medida que os projetos de transformação se desenrolam, procurando envolvê-los nas decisões. Desta forma, terão a sensação de fazer parte do processo, apoiando e até defendendo a mudança.

Uma outra forma de envolver os colaboradores é reconhecer aqueles que estão mais empenhados na mudança, premiando a sua atitude e criando um exemplo para o grupo de colaboradores.

Implementar a mudança de forma bem-sucedida

Introduzir alterações na empresa decorrentes de processos de fusão ou de aquisições implica contar com um software de ERP. A Sage tem opções em software de Enterprise Management que permitem uma visão a 360º de toda a empresa, assim como a utilização do Cloud. Tenham acesso e partilhem informação em tempo real, trabalhando com mais flexibilidade, onde quer que estejam.

Em conclusão

As empresas que gerem a mudança de forma competente têm mais hipóteses de conseguirem ultrapassar os seus competidores. Insiram sempre nos projetos uma estratégia de comunicação.

 

Faturação Sage Faturação

Os canais de televisão por streaming estão a ganhar mercado

Pela primeira vez no Reino Unido, os canais de televisão por streaming ultrapassam os canais por cabo pagos. Pensa-se que esta será uma tendência crescente nos próximos anos, na maioria dos países da europa. A Netflix é a principal empresa na origem desta mudança no consumo de conteúdos de entretenimento.

Desinvestimento da parte dos canais tradicionais

Canais como a BBC, a ITV ou o Channel 5 diminuíram o investimento na produção de conteúdos, enquanto o número médio de horas que as pessoas passam a ver televisão não pára de decrescer. A média diária no Reino Unido desceu para os 38 minutos em 2012.

Estes dados são originários de um relatório da empresa de pesquisas Ofcom, que analisou as principais tendências no setor da televisão e rádio.

Principais conclusões deste estudo

O estudo indica que empresas como a Netflix, Amazon Prime e Sky Now TV atingiram um valor global de 15,4 milhões de utilizadores. A diminuição do investimento dos canais de cabo em cerca de 28% acelerou a sua quebra.

Em relação à descida do tempo de visionamento de televisão, o maior decréscimo conta-se entre a faixa etária dos 16 aos 34 anos. Algo que as empresas, ao contratarem publicidade, devem ter em conta. A banda larga veio permitir o surgimento dos canais por streaming, aumentando a oferta de conteúdos alternativos. Os canais de televisão perdem espaço para os canais de streaming, como o YouTube, mas também para o gaming (jogos de consola, PC, etc.).

Acompanhar a mudança

É importante para as empresas estarem atentas às mudanças no consumo, mesmo quando não estão ligadas à área de criação de conteúdos. Estas alterações geram fenómenos em cadeia, influenciando o mercado de diferentes formas.

Outro motivo para estar alerta é a publicidade. É essencial conhecer as preferências dos consumidores e de que forma gastam o seu tempo, de forma a selecionar o tipo de publicidade mais adequado à empresa.

Acompanhar a mudança passa também por contar com um software de faturação de última geração. Aceda aos dados da empresa a partir de qualquer lugar, com Sage Faturação. Passe menos tempo em tarefas administrativas e ganhe mais tempo para se dedicar aos seus clientes.