Gestão Financeira

O valor da gestão de tesouraria

Eis um puzzle para si: que valor acrescentam os vários centros de custos da sua empresa? No passado, nem sempre foi fácil deslindar o valor que algo necessário mas dispendioso (por exemplo, a iluminação do seu escritório, do email da empresa ou de um centro de recursos) de facto proporcionava. Sabíamos o custo aproximado, mas não compreendíamos os lucros que isso gerava.

Isto está a mudar. É agora mais fácil calcular o custo de um serviço ou duma tecnologia e, em resultado disso, determinar o valor por ela criado, transformando um centro de custos num centro de proveitos. À medida que esta tecnologia se torna financeiramente mais acessível, fica também mais facilmente disponível, às empresas de média dimensão.

Desmistificando a Gestão de Tesouraria

A gestão de tesouraria é a prática de compreender, qualificar e dar o melhor uso às participações financeiras da sua empresa. Uma boa gestão de tesouraria minimiza os riscos operacionais e financeiros e fornece aos gestores elementos para saberem o que está disponível para colocar, para investir ou para desembolsar.

O papel da tesouraria está a mudar, tendo uma função cada vez mais fundamental numa organização.

Mudanças recentes no modo como as organizações e as instituições financeiras interagem significam que a tesouraria e a gestão de numerário têm um novo papel; e que transações rápidas e transparentes é o que está em cima da mesa.

Proporcionando informação fundamental

A tesouraria e a função com ela relacionada (gestão de numerário) fornece informação fundamental e aconselhamento estratégico para a tomada de decisões de qualquer empresa. Uma boa gestão de tesouraria e de numerário permite uma exata avaliação do risco e uma mais rápida disseminação da informação por toda a empresa.

Os desenvolvimentos na tecnologia tornam este processo muito mais rápido, mas nem sempre financeiramente comportável. O responsável pelo risco num banco de investimento pode precisar de conhecer a posição de risco duma empresa antes e depois de uma transação, para perceber a exposição dessa empresa. Para o banco e para os seus clientes, essa informação é suficientemente valiosa para justificar um investimento significativo em sistemas de cálculo de risco que estão para lá do alcance de muitas empresas. Este já não é o caso; e enquanto um banco de investimento estará sempre um ou dois passos à frente do resto do mercado, uma gestão de tesouraria poderosa é agora um objetivo muito mais acessível e alcançável.

Hoje, muitas organizações estão condicionadas por sistemas lentos, por uma falta de integração e pela falta de uma visão de conjunto da Cadeia de Valor Financeira, desde a encomenda inicial até à sua satisfação; embora seja possível compreender a posição em que se está em qualquer momento, o processo não é linear nem rápido. Mas isso pode mudar com a ajuda do Sage XRT.

Uma boa gestão da cadeia de valor financeira sobre o capital disponível de uma empresa, a par da disponibilização de uma visão de conjunto da liquidez da empresa, seja no interior da empresa seja no contexto do mundo, dá dinheiro.

As ferramentas de gestão e controlo financeiro e liquidez, como o Sage XRT, ajudam a reduzir os diversos fatores de risco envolvidos nas transações comerciais, reduzem os custos do processo e ajudam a manter e a melhorar as relações com os clientes e com os fornecedores.

Não se trata de um produto recente e inexplorado: presentemente, cerca de dez biliões de euros são processados diariamente pelas soluções Sage XRT na cloud, graças aos seis mil clientes que já usam a plataforma.

Temos trabalhado arduamente para tornar a solução Sage XRT disponível para organizações de média dimensão. É agora mais fácil (e financeiramente mais acessível) começar a considerar o valor que as suas funções de gestão de tesouraria aportam ao seu negócio.

Conheça em detalhe o Sage XRT e as vantagens que a sua empresa conseguirá com esta plataforma, no próximo Sage Business Breakfast – inscreva-se aqui.

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe um comentário