BMS

Pensar os problemas a longo prazo: uma ética transgeracional

Uma das dificuldades em resolver problemas passa por não ser possível resolver problemas novos com esquemas mentais antigos. Pensar a curto prazo impede-nos de realizar várias tarefas, impede-nos de alcançar uma visão global e realizar grandes projetos.

Vivemos num período em que tudo parece estar a acontecer e por isso pensamos apenas no imediato, nas próximas ações. Reagimos aos estímulos, mas raramente tomamos ação pensada e planeada para um período longo.

Perante problemas difíceis escolhemos soluções provisórias, que não impliquem grande investimento, nem compromissos a longo prazo. Estas opções têm custo elevados, com degradação de infraestruturas e com um permanente adiar de problemas graves.

Investir e pensar a longo prazo.

Se tivermos por objetivo alcançar um futuro melhor, individual e para a sociedade de que fazemos parte, devemos começar a alterar os mapas mentais e a forma como pensamos a curto prazo.

Fomos educados a trabalhar de acordo com planos, que depois de realizados são abandonados ao esquecimento. Alterar a forma como se pensa exige uma constante prática, mudar o foco do imediato, e observar a própria vida e trabalho como parte de algo maior.

Pensar de forma transgeracional.

Fomos de certa forma programados para pensar os problemas inseridos na realidade temporal do nosso tempo de vida. Em relação a grandes problemas, há que pensar para alem do nosso tempo de vida, com uma ética transgeracional que deve estar presente nas nossas decisões quotidianas.

A cultura dominante neste momento parece apontar a tecnologia como a resposta para tudo. É inegável o papel da tecnologia na mudança das nossa vidas, da forma como trabalhamos. Nenhuma empresa neste momento pode ser bem-sucedida sem o apoio de um software integrado de gestão, que permita acompanhar a evolução da empresa.

Para além da tecnologia.

Mas os problemas com que nos debatemos, pessoais a empresariais ou globais não têm necessariamente resposta através da tecnologia. Pensar o futuro de um ponto de vista moral, é essencial se procuramos alcançar um futuro melhor.

Os gregos antigos questionavam qual o propósito individual, qual a finalidade da nossa vida e percurso profissional. É importante dedicar algum tempo a questionar, a pensar os nossos objetivos e a planear a longo prazo.

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe um comentário