Gestão de Empresas Sage Enterprise Management

O próximo crescimento do Japão vai ser impulsionado pelas criptomoedas

O país do sol nascente é uma das mais importantes economias a nível mundial, apesar de ter passado os últimos anos imerso numa fase de estagnação. O Japão tornou-se numa potência económica no pós-guerra e, apesar da crise do petróleo nos anos 70, manteve um crescimento acentuado.

 O milagre económico

 Na década de 60, o Japão tinha deixado de receber apoio dos Estados Unidos, mas o seu desenvolvimento estava lançado. O seu progresso industrial e tecnológico permitiu um crescimento da economia de 10% na década de 60, 5% na década de 70 (apesar da crise do petróleo já referida) e de 4% na década de 80.

A crise financeira também afeta os gigantes

Na década de 90, apelidada de “a década perdida“, o país é fortemente afetado pelo colapso da bolha financeira e imobiliária e o seu crescimento económico entra em desaceleração. Na tentativa de inverter a situação, assumem elevados défices para investir em obras públicas (o caminho inverso dos países europeus na recente crise de 2007-2008).

Apesar do investimento, a economia parece incapaz de regressar às fases de crescimento anterior e, em 1998, o Japão resolve tentar algo diferente: Quantitative Easing – ou seja, expandir a oferta monetária interna, de forma a aumentar as expectativas de inflação.  Em 2005, a economia parecia dar os primeiros sinais de recuperação, apesar de continuarem com uma taxa de juro que se mantinha próxima do zero.

A 5.ª maior economia

Em 2017, o Japão estava situado como a 4.ª maior economia mundial, tendo como áreas fortes a indústria, a tecnologia e as finanças, contando com um mercado interno importante, alicerçado num elevado poder de consumo.

À frente do Japão estão os Estados Unidos, a União Europeia e a China. Mas existe a possibilidade de ultrapassar alguns destes poderosos concorrentes no futuro?

O futuro do Japão.

 O Japão parece encaminhar-se para um novo crescimento económico, desta vez juntando duas áreas fortes, a tecnologia e as finanças, com a inovação das criptomoedas (Bitcoin e tecnologia blockchain).

Uma maior conectividade móvel com a tão aguardada tecnologia 5G, juntamente com a Internet of Things (IoT), melhorias a nível de computação e inteligência artificial, podem vir a desencadear uma nova fase de crescimento económico, com o Japão bem colocado para liderar.

Ainda subsiste uma enorme especulação em redor das criptomoedas, que aumentam o seu preço de forma artificial. É importante começar a pensar como estas tecnologias podem ser usadas na vida quotidiana e como podem contribuir para uma melhoria dos negócios.

Aaron McDonald, chefe executivo da empresa Centrality, uma startup que desenvolveu uma plataforma e serviços de criptomoedas, espera que o Japão e a China sejam os motores globais nesta área.

O Japão demonstra uma maturidade invulgar em relação à utilização das criptomoedas. A empresa Centrality estabeleceu recentemente uma parceria com a tecnológica chinesa Infinivision e com a japonesa Jasmy (fundada pelo anterior presidente da Sony).

Elementos adversos

A contrariar estes desenvolvimentos estão algumas novas medidas de regulamentação, em resposta a situações de roubo. O preço da Bitcoin baixou já este ano por receio de uma asfixia criada pela regulamentação dos Estados.

Escândalos associados a lavagem de dinheiro, evasão fiscal e roubos obrigaram a um aumento da legislação. Foram autorizadas 16 licenças de comércio de criptomoedas, das quais 6 acabaram por ser penalizadas, com indicações de que devem estabelecer mudanças na sua estrutura.

Sempre atentos à mudança e à inovação

 A inovação é parte essencial do sucesso das empresas e, como tal, é importante acompanhá-la. Com Sage Enterprise Management, tenha uma visão global da empresa com informação atualizada a cada momento. Invista no seu negócio com um software de ERP com as últimas inovações tecnológicas e traga a sua empresa para o futuro!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe um comentário