Gestão de Empresas

Sucesso: o drama dos tempos modernos

Por entre centenas de livros de auto-ajuda, seminários, artigos e uma panóplia de gurus que clamam saber a receita [secreta] para o sucesso, será assim tão difícil atingi-lo?

Na verdade, sim. Requer um grande investimento pessoal, para além do profissional. O truque é simplificar o que, à partida, parece complexo. Para além do quão relativo poderá ser o termo ‘sucesso’, o foco deverá estar sempre no cumprimento do vosso objetivo.

O desenvolvimento de determinados atributos será, portanto, uma mais-valia nesta missão:

Confiança: para atingir o sucesso, especialmente em relações pessoais e profissionais, a confiança é um elemento a ser desenvolvido. Pensem nas interações que têm com pessoas num determinado dia. Grande parte do que farão dependerá no grau de confiança numa pessoa. O simples trajeto para o trabalho pressupõe que haja confiança que a entidade patronal atribui uma dada remuneração em compensação pelo trabalho desempenhado. Os comerciais, por exemplo, serão escolhidos em função da confiança que lhe atribuímos com um budget. Olhem para o lado, quem é confiável?

Ética: os resultados do esforço no trabalho são, frequentemente, disfarçados como a definição de sucesso. Muito provavelmente ninguém seria uma figura de sucesso caso não tivesse investido várias horas em atingi-lo. Tal como num casamento, há muito trabalho envolvido em qualquer relação interpessoal – não sendo apenas fruto de um mero acaso. Se não existir ética profissional para completar tarefas no tempo previsto, nada mais existirá do que uma relação de desconfiança entre o empregado e o empregador. Portanto, desenvolver a ética profissional ajudará, por sua vez, a construir confiança.

Pensamento crítico: há que fugir da norma, de forma a não atingir os resultados que todos os outros atingem – medianos, no pior dos casos. A estratégia é, por conseguinte, um elemento fundamental no sucesso. Face a uma má decisão de um elemento da equipa, o pensamento crítico ajudará a reequilibrar as contas – neste sentido, saber admitir o erro é sobremaneira importante. O pensamento crítico será, assim, a melhor forma de atingir resultados – e, quando combinado com um sentido desenvolvido de ética profissional, o desfecho será sempre extraordinário.

Encarem o erro como uma constante necessária. O truque será integrá-lo numa visão para o futuro, para o sucesso. Aprender com os erros e assumir o desafio.

E o desejo? Haverá sempre um momento em que a desistência parecerá uma solução. Mas é aqui, para aqueles que no seu âmago procuram o sucesso, que o caminho terá de ser vertical. A projeção visual da vitória é uma ferramenta útil na obtenção do sucesso. Imaginem uma multidão a gritar o vosso nome. Deem substância à ideia de recompensa que o sucesso irá trazer-vos. Após terem essa visão interiorizada, ela servirá em todos os momentos difíceis com os quais deparar-se-ão no futuro. E depois de terem percorrido o vosso trajeto, é aí que irão olhar para trás tendo a perceção do quão longe chegaram. Aí está: o sucesso, ao vivo e a cores. Desistir não é uma solução.

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe um comentário